RSS contos eroticos

Conto Erotico A primeira transa de gustavo e paulinha

é com um imenso prazer que começo escrever no site www.contoseroticos.com.br, irei usar nomes fictícios, para que não sejam reveladas as identidades originais das pessoas que farão parte das nossas histórias.
o primeiro fato que ocorreu em nossas vidas, a de minha prima de segundo grau (hoje minha esposa), foi quando nos conhecemos mais intimamente e perdemos nossos cabaços aos 12 anos de idade.
bom então espero que vocês gostem um pouco das minhas histórias, são todas histórias reais, mas com personagens fictícios.

a primeira transa de gustavo e paulinha

vamos voltar no tempo, essa história ocorreu a cerca de 20 anos atrás, paulinha e eu éramos primos de segundo grau, papai era primo da mãe de paulinha. a família sempre foi muito unida e sempre nós encontrávamos em festas familiares como natal, páscoa, ano novo e outras datas marcantes de nossa família.
paulinha tinha 12 aninhos na época, já era uma menina muito linda, ainda não tinha seus seios formados, eram bem pequenos e seus biquinhos eram bem grandes e redondos. sua bundinha já bem grande e redonda, sua cor era tão bonita, não era nem negra e nem branca, era uma mistura muito linda, que já causava pensamentos maliciosos de garotos mais velhos, mesmo paulinha tendo apenas 12 aninhos.
nós sempre fomos muito amigos, brincávamos sempre. gostávamos de brincar de fazer jornal, aonde nosso avô tinha um carro velho no quintal, que não usava mais. era uma kombi, que vovô tinha arrumado toda por dentro, para fazermos nossa pequena redação dentro de seu carro. ficávamos ali horas e horas por dia, redigindo e montado pequenos jornais.
sem dúvida alguma paulinha era uma menina muito linda e meiga. eu estava naquela idade de tarado, que tudo que via na frente ficava com o pau duro e pensava em ir ao banheiro, pois tinha acabado de descobrir a sagrada “punhetinha”. com o tempo, nossa brincadeira de jornal foi evoluindo, e passamos a brincar de papai e mamãe, aonde meu irmão menor era nosso filho, foi aonde tudo começou.
paulinha teve a idéia de levar a brincadeira um pouco mais a sério e começamos a nós esfregar para dar um ar de graça na nossa brincadeira. e essa brincadeira foi evoluindo cada dia que passava. comecei já a passar a mão por dentro de sua roupa, aonde colocava o dedinho em seu cuzinho bem devagar, e ficava ali em um movimento que paulinha ficava com uma carinha muito sapeca e sempre me dizia no meu ouvido que estava muito gostoso. certo dia, nossa família resolveu ir pescar, e não quisemos ir, então ficamos em casa sozinhos, aonde pensei que podíamos incrementar aquela vida de marido e mulher fictícia que levávamos. um irmão de um amigo meu, que era mais velho, me emprestou umas fitas de filmes pornôs, aonde coloquei para que paulinha e eu fossemos ver. ela adorou, pois nunca tinha vista uma transa de verdade. ela tinha acabado de ver um boquete pela primeira vez, e ficou muito espantada e disse que queria fazer aquilo para ver se era bom. sem pensar duas vezes, tirei meu pequeno pau de 12 cm pra fora, que já estava todo duro com as cenas do filme, paulinha, toda inesperiente, veio para perto de mim e começou a me masturbar bem devagar, ela manuseava meu pau sem nenhum conhecimento, começou a me chupar, aquela hora para mim, foi uma das horas inesquecível da minha vida. paulinha chupava meu pau, e olhava para a televisão para fazer como a moça do filme fazia. ela passava a língua no meu, ia com a língua até as minhas bolas e chupava a cabeça do meu pau, muito gostoso. não tinha nenhuma experiência, mas estava muito bom, pois era a primeira vez que alguém me chupava. ali ficamos até a garota do filme fazer outra cena, aonde ela estava de quatro e o rapaz colocava o pau dentro do cuzinho da atriz. paulinha ficou de quatro e pediu para ir devagar, porque ela não sabia se iria doer. respeitei seu pedido e coloquei bem devagar, começamos a transar ali bem gostoso, ela repetia todas as cenas do filme. colocou a mão em sua bucetinha e começou a enviar o dedinho lá bem gostoso e de vez em quando apertava minhas bolas. aqueles movimentos foram me deixando muito excitando até que tive aquela famosa dorzinha que todos os homens têm quando ainda não tem esperma. desmontei na hora, nunca tinha tido aquela dor com tanta intensidade. para minha alegria o rapaz do filme tinha gozado também, e logo começou a chupar a buceta da atriz. comecei a fazer a mesma coisa com a bucetinha da paulinha, era uma buceta bem linda, ainda não tinha pelos, e bem pequena. olhava para a televisão para ver com o ator fazia, e repetia todos seus movimentos, até eu ouvi gritinhos da paulinha, falando que tinha acontecido algo que estava muito bom. nessa hora o ator começou a trepar com atriz novamente, e meu pauzinho coitado, ainda não estava duro completamente, mas mesmo assim coloquei ele dentro da bucetinha da paula, aonde comecei a colocar e tirar bem gostoso, até que comecei a ter a sensação daquela dor novamente. paula também estava exausta e todo vermelha. naquele instante vi que tinha tirado o primeiro cabaço da minha vida. foi uma tarde aproveitada com muito prazer, tínhamos nos conhecidos e abrimos as portas para várias outras loucuras. nossos pais chegaram a tarde e nós encontraram dormindo cada um em sua cama, e lembro-me estava meio que acordado ainda, e escutei papai falar assim “coitados devem ter brincado o dia inteiro e estão exaustos”, hahahahaha não sabe eles o que fizemos a tarde inteira.


bom, espero que vocês tenham gostado desse relato. foi o primeiro de vários relatos que viram pela frente. vou contar a vocês toda minha vida amorosa com a paulinha, que hoje é minha esposa e mãe dos meus dois filhos.
até a próxima semana e um abraço a todos vocês.