RSS contos eroticos

Conto Erotico Ainda vou botar no rabo dessa carcereira !!!

Eu tenho um lava-jato que é dentro de um estacionamento no centro de nova iguaçu...
e quase diariamente vai uma morena que é agente do desipe.
ela nao é nenhuma maravilha do mundo, mais é uma mulher que chama atenção por onde passa... ate porque ela tem uma bunda gostosa, aquela bunda que da vontade de separar as bandas lamber de baixo pra cima a bucetinha dela que deve ser apertadinha, por causa das pernas grossas e de uma bunda enorme.
ela é muito "povão" fala com todo mundo por onde passa e isso mexe muito comigo pq mostrar que ela não é nada timida...
o carro dela cheira putaria... o banco é totalmente reclinavel e outro dia encontrei uma calcinha vermelha pequeninha e totalmente sexy... com uma especie de plumagem no elastico da calcinha e a frente era so uma redinha transparente.
disfraçadamente levantei do carro dela botei a calcinha no bolso e fui para o banheiro... tive que tocar uma bela punheta pensando nessa futura puta na minha cama.
imagina essa calcinha enfiada naquela bunda toda... essa rendinha quase transparente em cima daquela bucetina raspadinha...
como ela trabalha como carcereira minha imaginação foi muito longe... logo me imaginei transando com ela numa cadeia...
eu estava sentado algemado com os braços para o alto e ela chupando meus mamilos e com umas das mãos tocando uma leve punhetinha na minha rola...
o clima tava gostoso e mesmo com os braços pro alto ela se ajeitou no meu colo e colocou aqueles peitinhos na minha boca... chupei gostoso e ela esfregava aquela xereca quente no meu colo fazendo movimentos leves como se tivesse cosando a buceta nas minhas pernas logo subiu o cheiro de sexo e de xereca pedindo uma linguadinha e varias entocadas mais pra minha supressa ela se levantou e pegou oleo de amendoa e lubrificou a entrada do cuzinho...
me fez ficar de pé e ela se curvou diante de mim.... abrindo a bunda com as maos e dizendo "mete no meu cú seu filho da puta" ela encaixou a cabeça do meu pau na entrada do cuzinho logo depois de pincelar varias vezes na buceta molhadinha....
quando a cabeça do meu piru encaixou certinho naquela bundinha ela começou a forçar ao contrario devagarinho até meu piru entrar no seu cuzinho,...
ela ditou o ritmo da foda outras vezes etendo rapido e outras mais devagar....
a sensaçao de imobilização por causa das algemas me dava mais tesao e ela ao mesmo tempo que dava uma foda gostosa comigo ela se masturbava numa siririca frenetica...
claro que minha fantasia acabou... pois o tesão era muito e logo gozei...
essa punheta que eu toquei no banheiro do estacionamento..ainda vai virar realidade... pq eu ainda vou botar no rabo dessa carceira...
fuiii