RSS contos eroticos

Conto Erotico Engravidando a Esposa do Vizinho

Me chamo Geovane tenho 30 anos e moro sozinho aqui em Sampa capital. É meu primeiro conto nesse site e tentarei ser o mais realista possível pois o conto é real. Moro na Zona Norte bem próximo à Cantareira e há alguns dias atrás uma casal jovem se mudou para minha rua aqui no bairro Jardim França. Ele um moreno com aproximadamente 28 anos meio gordinho e ela uma linda garota de pele clara, cabelos negros na altura do ombro, barriguinha lisa, cintura fina seios médios e quadril largo bem arrematado por um par de coxas bem torneados. Tatiane é seu nome, jeito faceiro e de roupas provocantes, em poucos dias já se percebia o olhar enciumado da maioria das casadas da rua para cima aquele espetáculo de fêmea, olhares devidamente acompanhados com os rabos-de-olho gulosos dos maridos desejosos em possuir aquela mulher. Em pouco tempo o casal foi se habituando ao local cumprimentando à todos. Ficamos sabendo que seu marido conhecido como Juninho era dono de uma lanchonete e saia cedo para abrir o estabelecimento nunca regressando ao lar antes das 20:00hs. Tatiane fez amizade com Dona Carla, a mulher que mais ficava pela rua no período da tarde e com isso deixava seu pequeno filho brincando pela rua enquanto papeava com Dona Carla. Sempre que eu chegava do serviço por volta das 18:30hs via Tatiane no portão duas casas após a minha e sempre quando aproximava meu carro a via dando uma olhada na minha direção e passei a cumprimentá-la e fui sempre correspondido com sorrisos abertos e comecei a acreditar na possibilidade de foder aquela casadinha. No mês seguinte à mudança do casal entrei de férias e passei a ir para academia no período da tarde e sempre voltava muito suado e sem camisa querendo mostrar à minha vizinha o resultado do tempo dedicado ao peitoral e coxas e notei que na mesma semana que entrei de férias ela ficava todo dia na porta de sua casa como se me aguardasse regressar. Na quinta-feira quando regressava Tatiane estava com seu filho brincando na porta da minha casa e quando me aproximei ela me olhou sorridente dizendo: - Oi, tudo bem? - Tudo e você Tati? - Disse-lhe - Tudo ótimo, como sabe meu nome? Nesse momento resolvi jogar a primeira cartada: - E você acha que eu não me interessaria em saber o nome da nova garota mais bela da rua? Ela corou, ficou vermelha e abaixou a cabeça dizendo: - Obrigada.....e o seu qual é? - Geovane, muito prazer - disse-lhe estendendo a mão. - Muito prazer também, gostaria de perguntar pra você se na academia em que você malha há piscina para crianças, gostaria de levar meu filho para nadar... - Há sim quer ir comigo amanhã para conhecer? - Ah...não pegaria bem eu ir com você, sou uma mulher casada, mas se me dissesse onde fica eu iria lá.... - Não há problema, é só vc ir até o final dessa rua virar à esquerda e seguir em frente na 4ª travessa a direita é a rua da Academia não tem como errar é bem fácil. - Ok amanhã eu irei até lá... - Estarei lá por volta das 15:00hs se quiser ir esse horário lhe apresentarei o dono da academia e quem sabe até choro no desconto por você.....rs - É verdade nesse horário irei lá, agora tenho que ir, tchau Geovane. - Tchau Tati até amanhã. E nisso ela foi saindo vestindo um shorts jeans bem colado ao corpo delineando bem aquela bunda maravilhosa. No dia seguinte decidi que iria esperar ela passar para sair e por isso após as 14:00 fiquei pela sala observando o momento que Tati iria passar e quando deu 14:30hs ela passou, e o que mais me empolgou foi ela ter passado sozinha sem o filho, esperei um pouco para dar o tempo dela virar a esquina e sai de carro atrás dela, quando virei na rua transversal encostei próximo à ela e disse-lhe: - Boa tarde vizinha, quer uma carona? Tati toda safadinha deu uma olhada para os lados e vendo que a rua estava deserta não pensou duas vezes e entrou no meu GOLF preto todo insulfilmado, dizendo: - Aí Geovane só você mesmo quer acabar com minha vida é? - Jamais apenas não vou deixar uma vizinha linda ir a pé até a academia nesse baita calor, é melhor ir comigo aqui com um ar geladinho não acha?...rs E nisso fui na direção para cumprimentá-la só que fomos na direção oposta para nos cumprimentarmos e acidentalmente nossos lábios se tocaram de canto de boca (famoso beijo na trave) e nisso olhei pra Tati e vi um sorriso safadinho em seu rosto como quem acabara de gostar do ocorrido mas resolvi esperar mais um pouco para avançar e continuei como se nada tivesse acontecido lhe perguntando: - E o mais novo nadador não vai conhecer a psicina? - Deixei ele brincando com o neto da Dona Carla um pouco estou precisando refrescar um pouco aquele menino é muito agitado....rs - Imagino mesmo deve consumir você demais... - É já pensou, o filho consome a mãe e o trabalho consome o pai já viu como as coisas vão desse jeito.... E naquele momento vi que me encontrava diante de uma esposinha mal-comida, carente e querendo muita rola, carinho e atenção e nisso continuamos a conversa até a academia. Quando entramos Tati foi na frente com uma calça suplex preta socada no rabo e com a marca de uma tanguinha bem penquena que deveria estar bem enterrada entre as bandas de sua bunda, fiquei de cacete duro na hora. Tatiane após conhecer as instalações fechou a mensalidade da natação de seu pequeno e após finalizar os procedimentos resolvi que não iria treinar aquele dia e disse-lhe: - Tati hoje não estou muito afim de treinar acho que vou levar você.... - Não precisa Geo, eu vou sozinha.... - Faço questão, não vou deixar uma beldade dessas andando sozinha por aí para ver um monte de marmanjo mexendo... - Ah tá quem vê pensa que estou podendo assim....rs E nisso fomos descendo sozinhos e eu completei: - Você sabe que está.... E quando Tatiane me olhou sorrindo, não pensei duas vezes a acabei prensando-a contra a parede e agarrei-a beijando sua boca com vontade, não dando tempo da mesma raciocinar, quando ela deu por si, minha lingua já invadia sua boca, minhas duas mãos estavam cravadas em sua bunda e meu corpo colado ao seu, não havia escapatória, diante disso ela começou a corresponder meu beijos durante alguns segundos, foi quando num lampejo de lucidez ela se desvencilhou da minha boca e me empurrou dizendo: - Geo isso não poderia ter acontecido eu sou uma mulher casada poxa.... - Tati o desejo falou mais alto em nós.... Nisso Tati foi descendo pensativa e ao chegarmos lá fora ela fez menção de ir embora sozinha quando eu disse-lhe: - Vem comigo gata, prometo que me controlarei... - Não sei Geo, isso não estava nos meus planos... - Po Tati me compreenda, você com essa calça eu não consegui resistir...... - Sei....mas prometa que não vai fazer de novo. - Ok prometo, agora vamos e deixa eu pagar um suco pra vc me desculpar vai... E nisso meio desconfiada ela entrou no carro e fomos até a Avenida Nova e no caminho fomos conversando: - Tati desde o primeiro momento que lhe vi me senti atraído por você, por isso me excedi hoje espero que compreenda... - Eu e a torcida do Corinthians né seu safado....rs - Não fala assim, você percebeu que meu desejo é tão forte que lhe me fez lhe agarrar... - Já imaginou se meu marido descobre? Nisso encostei o carro numa rua tranquila embaixo de uma arvore frondosa, desliguei o motor dizendo-lhe: - Não estou nem um pouco preocupado, quero que ele se foda, por você eu poderia morrer mas a morte com certeza valeria a pena! E nisso fui pra cima com tudo de Tati que no começo esboçou uma reação, mas talvez por estar sendo mal comida pelo seu marido desejava levar um cacete bem duro dentro da buceta e ali ela se entregou. Fui beijando Tatiane bem gostoso com minhas mãos percorrendo seu corpo, já se enfiando por baixo da camisetinha e subindo essa junto com o sutiã colocando aquele par de peitos bem empinadinhos para fora e caí de boca neles, fui mamando gostoso, mordiscando e chupando-os alternadamente enquanto uma das mãos já descia atolando em sua bucetinha de forma espalmanda fazendo Tati soltar: - Oooohhhh! Continuei chupando seus seios e já comecei a abaixar a suplex para baixo puxando a minúscula tanquinha preta junto trazendo até o tornozelo e a partir daquele momento deixando ela com a bucetinha de fora. Fui descendo a boca pela sua barriguinha chegando na xoxotinha totalmente depiladinha sem nenhum pelo, parecia uma virgem de tão lisa, e ali cai de boca gostoso. }Esfregava minha cara naquela bucetinha, tinha o cheiro de fêmea no cio ávida por um cacete dentro dela e nisso abir bem os lábios em busca do 'botãozinho do prazer' busquei seu clitóris e comecei a dar umas linguadas nele, alternando com aquela preenchida de boca ao redor, sempre trabalhando a lingua de uma forma à massageá-lo e enfiando dois dedos em sua sedenta buceta. Aquela esposinha safada gemia alto de tesão, pelo sacolejo do quadril parecia que queria engolir minha cabeça com sua xoxotinha. Requebrava e arqueava os quadris num ritmo frenético que denunciava que o orgasmo estava próximo e ele veio, Tatiano eclodiu seu gozo em minha boca esfregando sua buceta na minha cara espalhando seu mel em toda minha face e eu ali como um andarilho no deserto sugava sua chaninha como se fosse a última gota d'água no Saara, que gostoso é proporcionar prazer à nossa parceira. Permaneci ali sentido as 'pulsadas' da bucetinha de Tatiane em minha lingua até ela amolecer foi quando ordenei: - Fica de quatro sua cadela! Tatiane me olhou assustada com o ar mandão que tomou conta de mim e não demorou a tomar a posição ordenada para ser penetrada pelo novo macho. Como ainda estava com a calça e a tanguinha lhe prendendo os calcanhares ela ficou com as coxas bem coladas e a bunda se arrebitou ainda mais fazendo meu pau quase explodir de tanto tesão e me posicionando atrás dela ela disse: - Geo e a camisinha não vai colocar, eu não tomo remédio.... - E eu tenho cara de chupar papel com bala? Uma gostosa como você eu vou trepar sem camisinha quero que se foda! - Geo então por favor não goza dentro... E nisso grudei-a pela cintura logo após o quadril empunhando aquele rabo mal comido pelo marido e enfiei com tudo de uma vez e ela soltou um grito: - Aaaaaaíííííí.......devagar Geo assim vc me machucaaaa..... - Cala a boca caralho você queria pau agora aguenta sua potranca! E comecei a fodê-la num ritmo forte 'chamava-a' no saco até fazê-la sentir os bagos batendo e aquele barulho de sexo forte tomou conta do carro. Cravei minha mão naquela bunda carnuda e estapeei-a. Deixei a marca dos dedos na banda direita de tão forte que bati mas percebi que quando começou a levar uns tapas Tatiane rebolava na minha rola com muito tesão soltando gemidos e ali ela entregava que o segundo gozo estava por vir e nesse momento peguei-a pelos cabelos dominando-a e puxava-a de encontro à mimfoi quando ela gemeu soltando: - Ooooohhhhh! E jogou aquela bunda gostosa de encontro ao meu pau e eu joguei meu corpo para frente enterrando meu caralho naquelas carnes que mastigavam meu pau e naquele momenro não aguentei e ejaculei fundo dentro do útero daquela casadinha que se entregava ao novo macho dando de 4 pela primeira vez urrando alto como um gorila na selva ao tomar a fêmea para si. Após os primeiros esguichos de esperma Tatiane saiu para a frente se desvencilhando e dizendo: - Você é louco Geo você gozou dentro e eu não tomo remédio e se eu engravidar? - Assumo o filho com o maior prazer, será um filho lindo! - Rrsrsrs seu louco.... Nisso fui saindo e Tatiane foi subindo suas calças e calcinha se arrumando e dizendo: - Tenho que voltar logo antes que a Dona Carla estranhe, já demoramos demais... - Agora que você me usou me dispensa né sua cadela..... - Seu safado......rsrs E dizendo isso me deu um beijo apaixonado agracedendo pela foda bem dada que há muito não levava do marido. Após esse dia, não vi mais Tatiane no portão parecia me evitar. Minhas férias acabaram e voltei a trabalhar por volta de uns 4 meses fiquei sem a ver, a filha da puta conhecia os meus horários e sempre evitava ser vista por mim. Nem na academia levou seu filho pois perguntei ao dono e este disse-me que ela ainda não havia levado seu filho para o curso, mas num Domingo pela manhã resolvi lavar meu carro antes do horário que sempre lavava eram em torno de 08:30 da manhã quando a vi chegando da padaria com a calça suplex preta e uma camisetinha branca agarradidnha com uma diferença, estava com a barriguinha grande. Tatiane se surpreendeu ao me ver e não havia como me evitar, me deu um bom dia e um sorriso olhando para a barriga, não precisava dizer mais nada, eu havia entendido o recado.... Mulheres e Casais que queiram iniciar uma amizade, podem me adicionar no msn: geovaneportoro@hotmail.com



Gostou? Então Compartilhe!