RSS contos eroticos

Conto Erotico Estrupada por 5 policiais

Continuando com minhas transas com a alice (estórias veídicas), esposa de um amigo (vejam os contos verídicos “cu de esposa de amigo é mais gostoso, i, ii, iii), após realizar a fantasia de transar com um negro, que eu incrementei tornando uma gang-bang. ela manifestou interesse por transar no mato. como o nosso tesão aumenta cada vez mais com as fantasias, decidi realizar mais essa fantasia de minha querida aline, já que o marido não colaborava. naquele dia após apanhar a aline, peguei uma estrada e fui para o interior de sampa, em determinado lugar, sai da estrada principal, peguei uma de terra, e fui adentrando, até chegar em uma que cortava um local totalmente ermo, estacionei o carro debaixo de uma arvore e falei para a aline,:
- você só sai daqui depois de me dar o cu no mato.
ela ficou meio constrangida (fazendo tipo) de trepar no meio de uma estradinha de terra, apesar de ser um local ermo, mas eu a tranqüilizei e ela acabou topando. perto do local tinha um tronco de arvore caído, tirei a parte de baixo da roupa dela, fiz ela se apoiar no tronco, abrir bem as nádegas e comecei a forçar aquele buraquinho do cu dela bem devagar, enfiando aos poucos, até entrar tudo e ela começar a rebolar no meu pau; ela já estava totalmente solta e a vontade, jogando o rabo contra o meu pau e rebolando quando pela estrada veio um carro de policia, da estradinha não dava para nos ver por causa de alguns arbustos, como ela não percebeu, segurei-a pela cintura enterrei meu pau no seu cu e parei de movimentar-me, com uma das mãos, tapei a boca dela com força, com a outra apontei para o carro e fiz sinal de silêncio. passando pelo carro estacionado embaixo da arvore eles pararam e foram verificar o carro que estava aberto, eles olharam tudo, passaram pelo rádio a placa do carro, olharam em volta e já estavam para ir embora, quando um deles se virou e veio em nossa direção, parou atrás de uma arvore e começou a urinar, a aline se assustou e soltou um gritinho abafado, chacoalhando o pinguelo ele olhou e acabou nos vendo. fechando o zíper ele colocou uma das mãos em seu revolver e mandou-nos ficar parados. como não tinha outro jeito ficamos daquele jeito e ele chamou os outros dois guardas. eles nos olharam rindo e mandaram a gente se separar, qdo. fizemos menção de pegar as roupas elas mandaram ficar do jeito que estávamos e rodeando-nos ficaram olhando e fazendo comentários sobre a baixinha gostosa.
pegaram os documentos nas roupas e deram uma olhada e nos dois pelados, a aline constrangida, tentando esconder com as mãos a sua nudez. fizeram tantos comentários e piadinhas sobre a nudez da aline que ela já estava ficando puta de raiva, quando o que nos encontrou perguntou o que estávamos fazendo ali, a aline puta da vida respondeu:
- ele estava comendo o meu cu quando vc apareceu para atrapalhar.
ele olhou bem para a bunda dela e falou:
- é, ele começou comendo um cu e vai acabar na delegacia levando uma comida de rabo do delegado, ahahahahhhh (gargalhou).....
a aline nervosa gritou que para a delegacia a gente não poderia ir que éramos casados e seu marido e minha esposa não poderiam saber; na hora somente me veio a cabeça a idéia de compra-los, os guardas falaram que não tinha jeito. a aline implorou a eles e disse que faria tudo que eles quisessem, mas que o marido não poderia ficar sabendo de forma alguma. parece que era a senha que eles estavam esperando, pois a proposta de fazer qualquer coisa partia de nós, da aline, que estava pelada e nessa altura não tentava esconder mais nada; o que parecia ser o que estava no comando olhou para a aline e falou:
- vc gosta de dar o cu no mato, então vai dar pra nos também, vamos botar mais três chifres no corno do seu marido.......
ele tirou o pau de + ou - uns 15cm pra fora e disse: - chupa!!
a aline olhou para mim, olhou para os outros guardas que já iam tirando o pau pra fora e se ajoelhou e começou timidamente chupando o pau dele, o sacana segurou seus cabelos e começou a socar com força, o outro guarda aproximou da aline por trás e começou a passar as mãos em seus seios; olhando para mim a aline começou a se soltar e chupar o caralho do pm com sofreguidão, dano um belo trato até que ele não agüentando começou a gozar na sua boca, ela tentou tirar mas ele não deixou e falou para engolir. após a aline chupar tudo e engolir, o outro pm, que até então só tocara em seus seios, fez ela se apoiar no tronco da arvore e enfiou de um só vez o caralho na boceta da aline, arrancando dela um grito, o outro se aproximou e também tirou o pau uns 20cm e colocou na boca da aline para ela chupar enquanto o outro a fodia na xota. olhei para a aline e percebi que ela já dominava a situação rebolando em um caralho e chupando o outro, mexia tão gostoso e chupava com tanta gula que eles não agüentaram por muito tempo e gozaram nela. o pm que ela tinha chupado antes, já estava de pau duro e falou que agora eu vou querer experimentar esse cuzinho veio atras da aline e começou a passar a mão na sua bunda, e enfiar o dedo no seu cu. olhei mais uma vez pra aline que pediu para ele chupar o cu dela para lubrificar. ele deu um tapão na cara dela e falou que não chupava cu de puta, ela então virou para mim e falou chupa o meu cu que eu vou acabar com esse porra. comecei a chupar o seu cu, enfiando a língua naquele cuzinho delicioso. o pm colocou a cabeça no cuzinho da aline e foi empurrando até atolar tudo, ai começou a enfiar e tirar num vai e vem ritmado, bombando no cu da aline, ela gemendo e rebolando no pau do pm, não agüentei e dei minha pica pra ela chupar. ele foi aumentando o ritmo das estocadas no cu da aline, que gemia no meu pau até não agüentar e explodir no seu segundo gozo, enchendo o cu da aline com a sua porra.
o outros dois pms, que já estavam novamente de pau duro, falaram que queriam fazer uma dupla penetração para terminarem logo pois a qualquer momento o rádio podia chamar e eles não podiam ficar dando bandeira, dito isso um sentou no tronco e chamou a aline que sentou de boceta na pica dele, enquanto o que tinha uma pica de uns 20 cm começou a forçar no cuzinho da aline. ela começou a gemer com os dois caralhos penetrando ela com força, eles socavam com força, fazendo ela gemer, socaram por uns dez minutos e trocaram de posição e ficaram socando e bombando a boceta e o cu da aline até explodirem em gozo. após se recomporem eles agradeceram a foda que a aline deu e pediram que quando a gente voltasse por ali para ela dar novamente o cuzinho; antes de ir embora com gozação eles falaram com tom de gozação para tomarmos cuidado, pois assim pelados no meio do mato, alguém poderia querer estrupar aquele tesão de mulher e pediram para agradecer ao marido dela por eles pelo delicioso cuzinho que ela tinha. como a gente não se vestia eles perguntaram se não iríamos embora, a aline com beicinho falou que como eles tinham atrapalhado enquanto eu comia o cu dela, ela agora iria terminar de me dar o cu e ai iríamos embora. dito isso ela virou-se apoiou no tronco e com uma vozinha, linda ronronando me pediu para comer seu cu, mais do que depressa coloquei o pau naquele cuzinho delicioso e comecei a bombar com força, socando fundo no cu da aline até explodir em gozo. quando olhei em volta eles já tinham ido embora. nos vestimos e na estrada paramos em um motel para nos lavarmos e retornamos para são paulo, quase sem falar, quando a aline falou que foi ótimo ter sido “estrupada” por policiais, pois queria ter a sensação de ser comida a força. caso vc queira também ser fodida de todas as formas me escreva: zanelab@bol.com.br