RSS contos eroticos

Conto Erotico Estuprada, abusada e gozada

Eu meu namorado, roger, e mais dois amigos, dudu e daniel fomos assistir o show de final de ano na avenida paulista. eram aproximadamente duas da manhã quando caminhávamos em direção ao local em que havíamos deixado o carro. eu sou morena clara, mais ou menos 1,65 tenho peitos bem fartos que meu namorado adora chupar e uma bunda arrebitada virgem. estava vestida com uma calça jeans bem colada e uma blusa branca sem sutiã. durante o show varias vezes senti alguém passar a mão na minha bunda e adorei. descíamos uma ladeira deserta quando um carro todo apagado parou ao nosso lado. dois caras armados desceram e começaram a gritar:
- vai!vai!!! encosta, encosta!! mão na parede!!
eu fiquei sem reação e paralisada de medo.
- vai vadia, encosta também.
tremendo coloquei as mãos na parede. um dos caras colocou a mão no bolso do roger e dos outros pegou as carteiras e jogou em cima do capô do carro. o outro revistava os rapazes batendo com um cano em vários lugares.um dos amigos do roger gemeu de dor e o bandido falou para o outro debochado:
- o viadinho ta gemendo, acho que ta querendo rola.
o cara pegou o cano e começou a por na bunda dele e rindo mandou:
- geme e pede pica viado!!!
o rapaz obedeceu constrangido.
o cara que não tinha descido do carro disse:
- revista à vadia também!
um deles se aproximou de mim por trás e encostou seu cacete na minha bunda enquanto apertava meus peitos por baixo da blusa. ele começou a esfregar aquela rola grande e dura na minha bunda e a fazer movimentos de vai e vem.
- a putinha ta gostando?
eu estava com medo e nem me mexia. mas estava começando a ficar com tesão, sentia aquela pica enorme e já estava curiosa pra saber como ela era. ele apertou os bicos dos meus peitos com força e eu gemi
- a vadia quer mais??
o homem levou uma das mãos até a minha boceta e começou a me masturbar por cima da roupa forçando minha bunda contra o seu pau.
olhei pro lado e vi que o outro cara havia baixado a calça do amigo do roger e esfregava o cano em sua bunda forçando a entrada em seu cu. roger se mexeu nervoso ao ver o que estava acontecendo. o bandido que estava no carro disse:
- a outra bicha ta com vontade !!!
o cara pegou o cano que estava colocando no rabo do cara pos na frente do roger e disse:
- chupa!
roger não se mexeu. o bandido pos o revolver na cabeça dele e disse para o seu comparsa que estava me abusando:
- faz a vadia mostrar pro playboy como é que se chupa!!
o cara me virou de frente e lambeu meu rosto, depois forçou meus ombros para baixo até que eu ficasse de joelhos. ele abriu a calça e pos seu pau pra fora.a rola dele era enorme, com veias saltadas e uma cabeça vermelha. ele segurou seu membro e começou a passá-lo pelo meu rosto, então pôs na frente da minha boca e mandou:
- chupa!! mas chupa com vontade.
abri a boca meio sem jeito e comecei a mamar aquele cacete, eu tentei por tudo na boca mas era grande de mais.eu chorava e soluçava por isso acabei engasgando com a pica. o cara pôs as mãos atrás da minha cabeça e começou a foder minha boca, eu sentia aquela cabeça encostar na minha garganta me dando ânsia. quando estava preste a gozar ele tirou a pica da minha boca e gozou na minha cara era tanta porra que escorreu pelo meu rosto. depois ele enfiou seu mastro na minha boca de novo e disse:
- limpa ele todinho cadela!
fiz como ele mandou e depois caí sentada na calçada chorando. pude ver que o roger chupava o cano como o cara havia mandado.o cara tentou novamente enviar o objeto no cu do amigo do roger, o cu dele já começava a sangrar. quando cara percebeu que não ia entrar mandou o roger ficar atrás de seu amigo. ele obedeceu, o cara abaixou as calças dele e então mandou seu outro amigo ficar atrás dele também sem calças. o bandido mandou que eles se encoxassem. o bandido que estava no carro riu e então disse para o outro:
- não dá descanso pra putinha não!!!
o mesmo bandido veio pra cima de mim e arrancou minha blusa meus peitinhos pularam para fora. ele passou a mão nos meus peitos e começou a chupá-los. eu tenho que admitir que ele chupava bem. exitada eu comecei a gemer baixinho. ele pegou minha mão pos em cima da sua pica e disse:
- bate uma pra mim vadia!!!
eu segurava o seu cacete meio sem jeito.ele parou de chupar meus peitos, se afastou um pouco e mandou:
- tira tudo piranha.
com muita vergonha tirei a roupa, estava completamente nua no meio da rua!!! ele me pos sentada no capô do carro e abriu minhas pernas. pos a mão no meu grelinho e percebeu que eu estava um pouco molhada
- a vadia ta gostando!! – disse rindo
ele me fez deitar no capô e pos seu caralho na entrada da minha xota. se ajeitou e enfiou de uma vez só, meteu fundo, eu senti a cabeça do pau no meu últero.ele tirava quase tudo e enfiava de novo com força. bombava forte, feito um animal .eu estava adorando aquela pica me rasgando toda. naquela hora eu gemia feito louca.
- vai, vai me fode...ai....isso...me fode seu puto...me fode!!!!
ele gozou nos meus peitos, mas eu ainda não estava satisfeita. me levantei e então pude ver os rapazes. dudu estava de quatro chupando o bandido e levando a pica do roger na bunda enquanto o daniel comia o cu do meu namorado. eles nem se importavam mais e gemiam, estavam adorando aquilo tudo. foi aí que eu senti uma mão na minha bunda, o outro bandido finalmente saiu do carro e estava atrás de mim. ele me empurrou e eu caí de bruços no capô. ele já veio colocando um dedo no meu cuzinho virgem.
- não...não...por favor..ai não!! – implorei chorando
mas ele não estava nem aí e já colocou outro dedo, ele fazia movimentos circulares alargando meu cu.
aquele que já tinha me comido abriu a parte de trás do carro. o outro ainda com o dedo no meu cu me empurrou em direção porta malas. eu vi o primeiro cara deitado no chão do carro.
- senta no pau dele!! – disse o que estava atrás de mim
sem que ele pedisse duas vezes subi no carro e me sentei naquela pica maravilhosa. eu cavalgava aquele mastro com vontade. foi então que senti o outro bandido entrar no carro e se posicionar atrás de mim.
- agora você vai levar no rabo sua vadia!
enquanto eu rebolava no mastro do outro senti que ele forçava a entrada no meu cu. nem me importava mais, sabia que iria perder o cabaço no cu naquela noite pra um cara gostoso e ser comida pela primeira vez por dois ao mesmo tempo. ele segurou minha bunda com força e puxou meus cabelos me mantendo presa. o outro ajudo-o segurando minha cintura. eu senti a cabecinha tentando entrar, ele forçava a cabeça do pau contra o meu cu, mas era muito grande e não entrava. ele cuspiu no seu pau e no meu cu e continuou tentando, aos poucos senti meu cu alargar. ele fez um pouco mais de força e consegui meter a cabeça
- para, para! ta doendo! – eu gritava. o outro tapou minha boca para ninguém me ouvir. eu sentia que aquele caralho estava me rasgando, doía muito mas eu estava gostando. o que estava comendo minha boceta começou a me fuder de novo. meu cu estava latejando.
- teu cu é muito apertado vadia. nunca deu o rabo? – o cara perguntou
eu não respondi, ele então forçou mais até eu sentir suas bolas batendo na minha xota. estava doendo muito e o outro na dava trégua na minha boceta.
- responde vadia!! teu cu era virgem?
eu não respondi e ele começou a fuder me cu, tirava quase tudo e enfiava de novo. nossa!! que coisa boa!! eles me comiam numa sincronia quase perfeita, quando um estava saindo da boceta o outro atolava no cu.
-ahhh...ahhhh....me arromba...isso...isso..vai! – eu gemia feito louca
na demorou muito e o que estava comendo minha boceta avisou que ia gozar
- não goza dentro, não – implorei
ele tirou e me mandou abrir a boca, senti o gosto maravilhoso da sua porra e bebi todinha lambendo a cabeça pra não perder nem uma gota. agora pude ficar de quatro pra que o outro continuasse comendo meu cu. ele me fodia com força, arrombava meu cu sem dó. eu comecei a ter espasmos e percebi que estava gozando
- ahhh...ahhhhh!!!
ele enfiou dois dedos na minha xota e depois lambeu um pouco do meu gozo na sua mão. então senti fortes jatos de porra no meu cu. ele tirou a pica do meu rabo e deu pra ouvir o barulhinho do meu cu fechando. eu estava toda ardida e mal conseguia ficar de pé por que minhas pernas tremiam muito. um deles me puxou pela cintura e me pos de pé, gozo escorria pelo meu cu e pela minha boceta lambuzando minhas pernas.vi os rapazes se alisando encostados no muro. dudu estava todo cheio de porra, ele foi à verdadeira fêmea da noite. o bandido estava de pé passando a mão no roger.
nessa noite eu fui a vadia de dois machos loucos por sexo e vi que meu namorado e seu amigos eram verdadeiras bichas que deram os cus com muito gosto. os bandidos entraram no carro e saíram cantando pneu.
roger se aproximou de mim e perguntou:
- você está bem?
acho que ele estava tão empolgado sendo comido que não viu que o cara me arrombou por trás. e que também eu dei meu telefone pros meus machos, assim a gente ia poder repetir a dos. afinal depois daquelas picas maravilhosas eu não iria mais me satisfazer com um viadinho que foi enrabado pelo amigo.