RSS contos eroticos

Conto Erotico Fudendo o cu da luzia

Vou narrar aqui a segunda vez que eu comi o cu da minha empregada, uma negrinha chamada luzia (leia " lambi o cu da empregada). começou como sempre, ela me pedindo dinheiro emprestado e eu, dizendo que daria em troca de uma metida no seu cuzinho.
então vamos ao que interessa. ela começou chupando meu pau com muita saliva, babando. logo a deitei para meter naquela buceta negra e cheirosa, ela eh muito apertada mas meti de uma so vez, fazendo ela gemer muito alto. dei algumas estocadas e a mandei ficar de quatro. ela obedeceu prontamente. enfiei meu pau na buceta e admirei seu cu, era bem fechadinho, apeser de eu mesmo ja ter metido ali. não resisti e resolvi dar um tapa na sua bunda, ela não reagiu, então dei outro e mais outro, aí ela começou a rebolar e jogar a bunda para tráz. gostei. dizia: vc gosta de apanhar, vagabunda? e ela, com a maior cara de puta dizia que sim. bati gostoso, ás vezes ela gritava de dor, mas nao me pediu para parar.
mandei ela deitar na cama e me posicionei ao lado para ele chupar meu pau. ela chupava com volúpia, punhetava, lambia, babava...resolvi retribuir e dedilhei seu clitóris, enfiei um dedo na buceta e ela chupava mais e mais. ela estava deitada com as pernas abertas, chupando meu pau quando eu enfiei simultaneamente um dedo na sua buceta e outro no cu. enfiei bem fundo , aí ela urrou...fiquei assim, entrando e saindo. a luzia estava com a boca aberta, de prazer, e com o antebraço cobria os olhos. achei linda a sua postura mas mandei que não parasse de me chupar. chupa cadela safada, puta sem vergonha, não para de me chupar. ela enfiava meu pau na sua boquinha e chupava. engasgou varias vezes quando eu enfiava muito fundo ate na sua garganta. às vezes eu esfregava o pau no seu rosto e lambuzava ela toda, também batia na cara dela com o meu cacete elogo em seguida lhe enfiava na boca outra vez.
resolvi experimentar enfiar-lhe dois dedos no cu, passei bastante saliva e coloquei na portinha, no início nao queria entrar, mas logo o cú dela começou abrir e meus dedos foram entrando.
podia sentir suas carnes em volta dos meus dedos, demais!!! enfiei o máximo que pude, fiz entra e sai e outros movimentos. a reação dela era ficar com a boca aberta e os olhos cobertos pelo antebraço. com dois dedos cravados no seu reto dei vários tapas na buceta, ela gemeu alto. novamente ofereci meu cacete para ele chupar. ela mamava gostoso, com meus dois dedos atolados no cu. ela colocava tanta saliva no meu pau que todo seu rosto estava molhado, sua baba escorria pelo seu pescoço. parecia um anjo negro!!!
saí da sua boca e fui meter no cu, assim mesmo em posição de papai e mamãe. ela abriu bem as pernas e eu me posicionei. entrou fácil. ela mordia os labios enquanto eu entrava e saía do seu cuzinho negro. passei a masturbá-la, e ela, de olhos fechados e boca aberta apertava o bico do próprio peito, divino!!!! eu tava louco de tesão. você gosta de tomar no cú, luzia? eu perguntava às vezes. gosto...respondia choramingando. então da o cu pra mim cadela...tá gostoso, tá? ta, ela respondia. novamente eu tava enfiando dois dedos ou batendo na buceta dela, enquanto fodia seu cu. quero gozar na sua boca, eu disse a ela. não, goza no meu cú, ela respondeu. deixa eu gozar na sua boca... não, goza no meu cú.... não teve jeito, ela não queria que eu gozasse na boca, seria perfeito, mas não insisti.
mandei então que ela deitasse de bruços na cama e deitei por cima, cravando meu pau no seu rabo. minha mão alcançou a buceta, onde enfiei dois dedos, puxando a negrinha pra mim. nessa posição, bombando muito forte, expodi num gozo fascinante. a luzia chorava e eu bombava mais e mais, então eu tirei meu cacete ainda duro e observei o cu dela aberto, expelindo porra, lindo....meti de novo, entrou até o saco....dei mais algumas bombadas e meu pau perdeu a força, entã edeitei do seu lado e acariciei os seua cabelos, carinhosamente.

quem quiser comentar marcelo-tozo@hotmail.com

aguardo