RSS contos eroticos

Conto Erotico Minha esposa puta do meu pai (Cont.)

Continuação do nosso drama. No dia seguinte fiquei imaginando a reação do meu pai e até imaginei que ele pediria desculpas pelo o ocorrido na noite anterior, mais eu estava muito enganado, tudo estava apenas começando. O clima entre eu e minha esposa n estava nada bem, pude ver q ela me culpava pelo abusos q tinha sofrido, nesse dia evitei tocar no assunto, neste dia meu pai n veio almoçarem casa, mais para meu desespero o final do dia esta chegando e eu n sabia oq meu pai seria capaz. Mais quando ele chegou em casa n olhei na cara dele e ele fez o mesmo, pude perceber q aquele dia ele n havia bebido, minha esposa olhava pra mim com um ódio no olhar, tentei tambem olhar para ela, nesse dia meu pai foi para o banho e minha esposa fez o prato dela e o dele, n tive coragem de perguntar pelo meu. Minha esposa sumi pelo corredor onde era caminho para o banheiro, levantei do sofá e caminhei lentamente e quando estava bem de frente ao banheiro tomei um susto quando a porta se abriu e la estava os dois completamente pelados, meu pai com um olhar sacana olhou pra mim de disse. _ Desta vez ela veio porque quiz . e os dois começaram a rir de mim. Eu n sabia se era por raiva ou n seu oq mau me deu uma vontade muito grande de chora foi quando ela falou. _ Analisando toda essa situação o seu pai sim é um macho de verdade n vc. _ Seu fraco. Na hora tentei dar um soco nela mais meu pai há defendeu, falou q eu n era louco q a partir daquele momento minha esposa seria esposa dele, e q ele queria q todas as vesses q ele fosse fuder com ela seria na minha presença, e ela prontamente concordou com meu pai e ainda o agradeceu. _Obrigado seu Sé por me mostrar uma rola de verdade n essa bostinha q ele tem, mais agora eu quero sentir ele com prazer. Ele se dirigiram para a sala é meu mais mandou ela me chamar e ela só obedecia. _Vem corno, vem ver meu sogrão fuder sua ex esposa. Meu pai a corrigiu dizendo q ela ainda era minha esposa mais quem comeria seria só ele, foi para o sofá só para ver até onde ela seria capaz aquela menina estava se revelando uma puta. Chegando na sala meu pai já estava com a rola pra fora e ele mandou ela vir engatinhando pra mamar naquele mostro. Pois ela mamava de uma forma q nunca havia mamando o meu e ainda provocava. _Olha corno isso q é pica nem cabe na minha boca. Ela se engasgava com aquela rola, meu pai mandou ela sentar no colo dele, no começo achei q ela n aquentaria pois aquela buceta deveria esta dolorida da pela forma q meu pai há fudeu no dia anterior, mais que nada ela rebolava me continuava a me provocar mais ela percebeu q eu comecei a gosta e ficar com o pau duro na hora devo ter esquecido da situação em si Acho q era orgulho pois achei q ela sempre seria aquela garota quietinha conservadora, ela dizia rebolando loucamente. _ Isso q é pica ta vendo como minha buceta já se adaptou a outra rola. _Olha como a rola do meu sogro invade a buceta q era sua. Eles ficaram transando por um bom tempo e ela dizia. _Olhar quanto tempo ele demora pra goza, n preciso mai fingir pq agora sim eu estou gozando As ofensas n faziam a minima pra mim pois vi q ela realmente estava gostando, pude ver pelos uros de prazer q minha esposa dava na rola do meu pai enquanto ele a enchia de porra, e pra mim só restava a função de limpar a buceta dela, meu pai disse. _ Filho nem pensar em fuder essa puta q amanhã tenho uma surpresa pra ela, deixa a bucetinha dela repousar pois ela deixou de ser virgem recentemente e sai rindo. Aquilo me deu um tesão, peguei um pano para limpa-la e ela me ordenou q eu teria q limpar com a lingua pois ela estava ser ardendo toda e um pano poderia machuca-la, a buceta da minha bebe estava vermelha parecia e iria sangrar a qualquer momento, comecei a limpar e n perdi a chance de chupar quele grelinho inchado, n demorou muito e ela gozou na minha boca, deminei de limpar o gozo da minha neguinha e ela me olhou nos olho e me disse. _Estou decepcionada com vc mais uma vez n fez nada, respondia há ela dizendo q foi ela e foi atras dele. Ela me respondeu dizendo que achou q eu faria algo pra impedir, mais como agora a situação estava fora de controle e ela n podia voltar para a casa dos tios ela seria minha esposa mais quem transaria com ela seria apena meu pai, eu apenas concordei. Talvez eu esteja começando a gostar dessa loucura toda. No poximo conto vou relatar cal foi a surpresa q meu pai preparou para minha esposa.