RSS contos eroticos

Conto Erotico O noivo da minha amiga comeu meu cuzinho a força - parte 1

Bem, como já relatei em outros contos, meu esporte favorito é provocar os homens... Tenho 24 anos, sou morena clara 1,61 de altura e 56 kg... adoro me vestir provocante,mas sem parecer vulgar, até porque tenho fama de ser uma garota tímida, quieta, inteligente, e sou mesmo... rsrsrs... É serio sou tímida em muitas ocasiões, sou super comportada nos cursos, trabalho e etc... Não me considero uma vadia ou depravada...rsrsrs... apenas adoro fazer sexo. Digamos que eu me comporto como naquela velha história “sou uma dama na sociedade e uma puta na cama”. Adoro me sentir desejada pelos homens, adoro quando estou fazendo a minha caminhada e ouço vários elogios e cantadas,tanto do pessoal do transito como os que passam pelas ruas. Adoro quando tem um grupo de homens conversando e quando eu chego perto eles param de falar e ficam quase babando me vendo passar... Mas voltando ao conto... Era época de férias,carnaval,praia... eu adoro praia, mas não tem graça nenhuma ir pra praia com os pais. Eu estava em uma fase super chata da minha vida, todas minhas amigas estavam casadas ou namorando, só eu de solteira. Poxa logo no carnaval. Eu já tinha me conformado em ficar em casa assistindo o carnaval pela televisão, quando toca o meu celular, era a Julia minha amiga me convidando para passar o carnaval na praia, com ela e o noivo dela o Alex. Fazia bastante tempo que eu não via eles, especialmente o Alex. Resolvi me afastar quando eles começaram a namorar. Eu estava junto com ela no dia em que eles se conheceram. Ela achou ele bonito e eu tbm, só que como ela disse que estava afim, eu deixei o caminho livre até porque homens tem bastante, mas amigas não. Percebi que ele não parava de me olhar, ta eu confesso eu tbm tava dando umas olhadinhas, ai ela me pediu para falar com ele, dizer que ela tava afim e tal, e eu fui... só que ele disse que queria ficar comigo e o amigo dele queria ela, eu disse que era melhor ele ficar com ela porque não ia rolar nada entre eu e ele. Eles ficaram juntos naquela noite e estão até hoje. Mas nunca disse a ela que ele queria ficar comigo e acho que ele tbm não. Fiquei super feliz com o convite, afinal passar o carnaval com um casal de amigos é bem melhor que passar com os pais né! Quando cheguei na casa da praia a Ju foi logo me mostrando toda a casa, era uma casa pequena, mas muito bonita. A casa era dos pais dele que estavam em são paulo, e eles estavam ali para cuidar a casa. Ela me mostrou todos os cômodos,disse que só não mostrava o banheiro porque o Alex estava no banho. Nós estávamos conversando na sala, quando ele me aparece na porta da sala enrolado na toalha. Ele reclamou com ela por não ter avisado que eu já tinha chegado. Mesmo enrolado na toalha ele foi me cumprimentar, com um aperto de mão e já se desculpando por estar naquela situação. A Ju não achou nada de mais eu ter visto ele só de toalha, mal sabia ela o monte de pensamentos maliciosos que vieram na minha cabeça naquele momento. Ele tava muito diferente da última vez que nos vimos, agora ele estava com os braços bem mais fortes, o corpo bem sarado, e o tórax dele... nossa uma perfeição aquela barriga de tanquinho! A noite fomos assistir um show na beira da praia, que estava muito chato, a banda que tocava era horrorosa... até que resolveram descansar e saíram um pouco do palco... entrou um DJ que colocou uns funks pra tocar, ai a galera se animou... como eu adoro dançar funk, me soltei e comecei a rebolar eu e a Ju e o Alex só observando.Tadinha da Ju nem percebeu que eu tava empinando a bunda só pra provocar o noivo dela. Me afastei um pouco deles e fui dançar com um pessoal que estava um pouco mais a frente, acabei encontrando uma outra amiga... A Ju e o Alex foram embora antes de mim... eu aproveitando um pouco mais a noite com minha outra amiga e os amigos dela, depois eles me levaram até em casa. Cheguei em casa era 4:00 da manhã, peguei meu pijama que não tem nada de sexy... rsrsrsrs... Parece mais um camisetão tamanho GG, e fui tomar banho, quando passei no corredor pude escutar os dois transando, fiquei super excitada, nunca tinha escutado ninguém transando... Embaixo do chuveiro fiquei me masturbando lembrando aquele corpinho gostoso dele. Apesar de ser mais de 4 horas da manhã, eu estava completamente sem sono. Deitei no sofá da sala e liguei a tv quase sem volume, para não acorda-los. Quando ouvi o barulho da porta do quarto deles abrindo, vi que era ele através da sombra na parede... me deu vontade de provacar um pouquinho, puxei a minha camisola mais pra cima, deixando deixando aparecer mais as minhas coxas e fingi estar dormindo, ouvi o barulho da porta da geladeira se abrindo e depois fechando, não ouvi mais nem um barulho, nem o da porta do quarto deles, abri os olhos pra ver se ele ainda estava na cozinha e levei o maior susto! Ele estava apoiado na parte de trás do sofá bebendo água e admirando meu corpo. Perguntei o que ele fazia ali, ele apenas deu um sorriso safado e sentou no sofá que estava de frente para o meu... Aquela situação me deixou super desconfortável, eu sei que eu provoquei, adoro fazer isso, mas não tinha intenção nenhuma de trair minha amiga. Me levantei do sofá, dei boa noite pra ele e quando fui passar para ir ao quarto, ele me puxou com força pro colo dele, eu tentei sair e ele me deitou no sofá e já veio forçando o corpo dele contra o meu... ali eu percebi que não tinha a menor chance de sair dali, a não ser que eu gritasse, mas não queria envolver a Ju nessa situação, afinal eu tbm tinha culpa por ficar me insinuando pra ele. Tentei usar de argumentos... disse que ele era louco, que a Ju estava ali no quarto,que se ele não me soltasse eu iria gritar... ele disse que eu não ia gritar porque tava louca pra levar uma boa pica, que ele viu o jeito que eu olhava pra ele... Ele começou a lamber o meu pescoço e minha orelha, enquanto me dizia coisas obcenas, eu comecei a empurrar ele com toda minha força e ameaçando gritar, mas ele nem ligava, parecia descontrolado, a respiração ofegante... foi erguendo minha camisola acima dos meus seios, e pra ajudar eu estava sem sutiã, ele ficou segurando os meus braços e me olhando só de calcinha,com a camisola toda enrolada deixando meu corpo a mostra, ele soltou meus braços e apertou meus seios, tentei aproveitar que meus braços estavam soltos, mas sem sucesso... ele começou a chupar meus seios, sugava com força, passava a língua nos biquinhos e chupava, eu fiquei quietinha, deixei ele ficar mamando nas minhas tetinhas. Ele percebendo que eu não estava mais lutando contra, foi descendo a mão até a minha bucetinha que já estava toda meladinha, tava tão gostosinho ele esfregando minha xaninha e mamando meus seios, mas ai lembrei da Ju que dormia bem ali ao lado, e que não podia fazer isso com ela... e tive uma idéia pra me livrar dele, uma pena porque tava tão gostoso, fiquei imaginando... se ele chupava meus seios assim, como seria ele chupando minha bucetinha... segurei a mão dele, mas ele continuou acariciando minha buceta e enfiou a mão dentro da minha calcinha e me deu um beijo gostoso, quando vi que ele ia enfiar os dedos na minha xaninha, não deixei, fechei as pernas e tirei a mão dele, disse pra ele esperar que eu tava louca pra chupar o pau dele, ele deu uns chupões nos meus seios, uns tapinha na minha bucetinha e sentou, começou a desabotoar as calças, e eu me levantei puxei minha camisola pra baixo, olhei pra ele segurando aquele pau, que não era muito grande, mas bem grosso, fiz uma carinha de safada e sai correndo, entrei no quarto e tranquei a porta. Comecei a rir sozinha imaginando a raiva que ele deve ter ficado. Me deitei na cama e comecei a me masturbar, fazer o que né, o cachorro tinha me deixado com o maior tesão. Quando amanheceu ele já tinha ido a praia surfar com os amigos... eu e a Ju tomamos café e fomos tbm. Ficamos deitadas na areiaconversando e pegando um bronze, ela começou a falar da intimidade deles,que ele tinha um fogo enorme, que por ele transariam todos os dias, que ele era insaciável, mas que era muito bom na cama, tipo fez a maior propaganda... ela ali falando e eu tentando controlar minha excitação. Ela resolveu entrar no mar, e eu continuei ali na areia, escutando meu mp3 quase dormindo, de repente o mp3 desliga, quando me virei o mp3 tava na mão do Alex, ele tinha desconectado os fones, estendi a mão para ele me devolver, e ele começou a dizer: - Coisa feia hein, tu me deixou mal ontem, eu mamei gostoso nas tuas teta e tu faz assim... 1 a 0 pra ti, mas não vai ficar assim não, tu vai me pagar! - Deixa de ser louco, pensa na Ju, tu acha que ela merece isso? Eu vim aqui pra me divertir e tu ta fazendo o feriado ser uma bela porcaria, ou tu me deixa em paz, ou vou embora hoje mesmo! - Deixa de frescura, não vem te fazer de santinha pra mim, eu conheço vadia, ta pensando que eu sou troxa, que não vi tu rebolando essa bunda na minha cara ontem no show, eu vejo o jeito que tu fica me olhando, ta louca pra ser fudida, pra me dar essa buceta e fica se fazendo! Eu fiquei com tanto ódio dele ter me dito aquelas coisas... ta certo que era verdade, mas não gosto que me tratem assim, sou vadia só na cama. Peguei minhas e fui saindo... ele me chamou pra entregar o mp3, quando fui pegar ele me segurou e falou: - hoje tu não escapa! Nem que eu tenha que te comer a força! A Ju chegou e percebeu o clima diferente, perguntou porque eu já estava indo, e eu apenas que estava com dor de cabeça e sai. Eu tava furiosa com ele, nunca ninguém tinha falado assim comigo, naquele tom agressivo e as palavras grosseiras, mas ao mesmo tempo não podia negar que ele me atraia e muito... enquanto ele me xingava ao mesmo tempo que eu sentia raiva, me sentia excitada vendo ele com aquela roupa de surfista, que deixava ele mais lindo que já era, ainda mais com aquela carinha de brabo. Quando eles chegaram eu já tinha tomado banho e arrumado minhas malas, tava decidida a ir embora. A Ju foi direto tomar banho e eu fiquei sentada na cama lendo um livro, esperando que ela terminasse o banho para avisar que iria embora... - O que tu acha que ta fazendo? Levei um susto, ele tava parado na porta do quarto com o olhar sério. - Já arrumei minhas coisas, vou dizer pra Ju que vou embora, eu invento alguma coisa, mas não da mais pra ficar aqui! - Tu não vai coisa nenhuma, quer que ela perceba o que ta rolando? Ela já ta desconfiada do jeito que tu saiu da praia, se ela desconfiar de qualquer coisa, eu vou botar no teu, vou dizer que tu ta se jogando pra mim entendeu? - É a tua palavra contra a minha, tu não vale nada mesmo né! Me deixa em paz droga! Ele me pegou pelos braços me levantando agarrou meus cabelos e me beijou, eu até tentei empurrar, mas ele é bem mais forte, e eu acabei retribuindo o beijo, nossa que beijo mais gostoso, eu me deitei na cama e ele veio por cima, ele me beijando e acariciando meu corpo inteiro, na empolgação quase chupei o pescoço dele, mas me controlei, lembrei da minha amiga, mas não conseguia parar de beijar aquela boca gostosa, que delicia a língua dele se esfregando na minha, eu já toda molhadinha, louca pra sentir o pau dele invadindo minha xaninha, nem lembrava que a Ju tava só alguns passos dali... ele começou a jogar na minha cara que sabia que estava certo, que eu era uma boa putinha mesmo, que tava louca que ele me fudesse... nossa aquelas palavras me deixaram com um enorme tesão, eu abri meu short e ele enfiou a mão na minha xaninha. - Que putinha gostosa, ta com a buceta toda ensopadinha ta! Prontinha pra levar uma pica! Foi quando a Ju chamou pedindo pra ele alcançar a toalha. Ele tirou a mão da minha xaninha e lambeu, se levantou e deu um apertão na minha bunda e saiu. Eles transaram no banheiro. Mais tarde quando agente se preparava pra ir a festa de carnaval, A Ju recebeu um telefonema avisando que a irmã estava tendo o parto prematuro, os dois foram ao hospital e eu fiquei, não fui pro carnaval, achei que não ficaria bem eu ir pra festa com a irmã dela no hospital. Fiquei assistindo os desfiles pela tv. Já passava da meia noite quando a Ju ligou avisando que iria ficar no hospital, mas pra mim não me preocupar que o Alex estava indo pra casa. Acho que ela quis me deixar aliviada, por que a casa era um pouco isolada, mas fiquei apavorada claro que ele iria tentar alguma coisa, se na presença dela ele agia assim, imagina agora eu ficaríamos a sós. Desliguei a tv e fui para o quarto, tranquei a porta e me deitei, dormi do jeito que eu estava, tirei apenas as sandálias eu tava usando uma blusinha meio transparente com botões na frente, e um short jeans. Me acordei sentindo um incomodo... o Alex estava por cima do meu corpo amarrando minhas mãos nas grades da cama. Quando caiu a ficha do que ele estava fazendo, comecei a chorar e pedi pra ele não fazer isso... Ele me deu um tapa na cara e disse pra mim parar de fazer teatrinho, que agora eu ia saber o que é um macho de verdade, que iria me chupar todinha, e fuder a noite interia! Ele tirou meu short e depois começou a passar a língua na minha buceta por cima da calcinha, eu não queria transar com ele, por mais que ele me excitasse ele era noivo da minha amiga, e eu sabia que se agente transasse ele nunca mais me respeitaria... Ele continuava a lamber minha bucetinha, ainda por cima da calcinha, lambia minhas coxas, e apertava meus seios, foi subindo até minha barriga, passava a língua no meu umbigo, chupava minha barriga e me beliscava. Foi desabotoando minha blusa, ele tentava tirar a blusa, mas como eu tava amarrada ficava difícil, ele rasgou toda minha blusa e arrebentou meu sutiã, ficou apertando meus seios com bastante força, pedi que ele parasse que estava me machucando, mas ele apenas riu e continuou, apertava os bicos do meus seios e lambia, sugava ,apertava e dava mordidinhas, depois de ficar uns 10 minutos brincando nos meus seios, ele tirou minha calcinha e começou a lamber minha bucetinha, chupava meu clitóris, me fudia com os dedos e com a língua, e eu comecei a rebolar e ele chupava mais forte... - Que bucetinha gostosa em putinha, to louco pra meter meu pau nessa buceta! Ta gostando né cachorra, eu sabia que tu era puta mesmo, só tem cara de santinha né... tava louca pra ser arrombada né vadia! Eu não dizia nada, só gemia baixinho, ele ficou me chupando até eu gozar, gozei na boca dele, ele veio me beijar com aquele gosto forte do meu gozo na boca dele... Eu vou te soltarputinha, mas tu vai se comportar, é pra mamar no meu pau bem direitinho, não quero frescura... Ele me soltou e ficou em pé ao lado da cama, eu me sentei e comecei com uma punheta, fui lambendo o saco e fui subindo até aquela cabeça enorme, o pau dele tava muito duro,era muito grosso, nem conseguia enfiar direito na boca de tão grosso que era, fiquei chupando e punhetando, chupava mais a cabeça, ele começou um vai e vem fodendo minha boca, senti um jato quente na garganta, ele me segurou pelos cabelos me forçando a engolir,eu já tinha engolido porra de outros caras, mas a dele era mais grossa... depois de engolir toda porra dele, ele tirou a camisa e as calças ficando nu. Que corpo perfeito, a Ju era um sortuda... agente ficou se beijando, se acariciando e logo o pau dele ficou ereto de novo. Ele me pegou no colo e me levou pro quarto deles, onde a cama era de casal. Me largou em cima da cama e me puxou até ele na beirada da cama e colocou minhas pernas nos ombros dele, deu uma estocada só, metendo o pau inteiro de uma só vez, nossa cheguei a ver estrelas, mas depois me acostumei com aquele caralho grosso dentro da minha xaninha... ele metia gostoso, com força, tirava e ficava só pincelando minha bucetinha, e enfiava tudo numa vez só, tirava e enfiava... uma delicia! Ficava apertando meus seios que já estavam doloridos por causa dos chupões, ele começou a bombar forte, já tava ardendo a minha bucetinha de tão forte que ele tava fudendo, senti um alivio quando ele tirou, mas ai ele deitou do meu lado e me puxou, me comendo de ladinho... ele enfiava o pau na minha bucetinha e o dedo no meu cuzinho virgem, enquanto chupava meu pescoço e meus seios. Tirou o pau da minha buceta e sentou na beirada da cama, e disse pra mim sentar e encaixar minha buceta no pau dele. Adoro essa posição, fui sem reclamar ajeitei a cabeça do pau na minha bucetinha e sentei, enterrando o pau grosso dele na minha xaninha, comecei a rebolar bem gostosinho, cavalguei naquela tora como nunca, subia e descia com força, ele nem se mexia só eu fazia os movimentos, gozamos juntos e ficamos um pouco abraçados, mas ele queria mais... Ficou de pé e me pegou no colo, eu me agarrei nos ombros dele e cruzei as pernas em suas costas, ele segurando na minha bunda, fazia eu subir e descer no caralho dele. - Puta gostosa... Que delicia fuder essa tua buceta toda apertadinha, toda quentinha... -fala mais, me chama de vadia de puta, vai chama diz que eu sou a puta mais gostosa que tu já comeu! - tu é a puta com a buceta mais gostosa que eu já comi! Puta, cadela, gosta de se fudida com força né cadela então toma... Putaaaaaaa Ele me jogou na cama abriu minhas pernas e enterrou com força o pau na minha buceta, dei um tapa na cara dele, ele achou graça e segurou minhas mãos e deu mais 2 estocadas, ficou alguns segundos com o pau inteiro enfiado na minha buceta, mexia bem de vagar, gozei e senti um jato quente inundando minha xaninha . Tomamos banho juntos, achei que ele já estava satisfeito, me enxuguei com a toalha da Ju, e fui para o quarto me vestir - Tá se vestindo por que? Ainda não acabou... - Acabou sim, o que tu quer ficar trepando a noite inteira? Bem que a Ju falou que tu era insaciável! - Só vou ficar satisfeito depois de fuder o teu cú! -Hahaha... vai sonhando, não faço sexo anal, nunca fiz e nunca vou fazer! Se você gostou desse conto, continue lendo “ o noivo da minha amiga comeu meu cuzinho a força” – parte 2