RSS contos eroticos

Conto Erotico Quando minha esposa deu para outro

Bom, antes de mais nada quero dizer que sou casado com uma mulher muito gostosa de 30 anos morena, bumbum maravilhoso, muito bonita de corpo, depois de alguns anos de casado tomei coragem de relatar para ela o desejo de vê-la sendo comida por outro, ela me recriminava por isso, pois ela falava que o que tinha que despertar nela em relação a sexo já tinha despertado e que isso ela não faria jamais, porém esse meu desejo era louco e sabia que um dia iria acontecer, o pai dela tinha um sítio em mg que aos finais de semana sempre íamos passar lá. nesse dia saí com ela andando pelo sitio e resolvemos entrar no bosque, pois estávamos morrendo de tesão com vontade de transar. nos embrenhamos na mata, chegamos num lugar perfeito para o amor, ela estava com uma saia daquelas de cigana e pedi para que ela tirasse sua calcinha, ela o fez e colocou no bolso de minha calça. ficamos nos acariciando, ela abaixou-se e pegou meu pau que estava duro como um ferro e colocou na sua boca e pôs a chupa-lo alucinadamente, depois, como ela adorava dar o cuzinho virou-se de costa para mim e pediu-me para come-lo. pedir pra ela ficar escorada numa arvore, levantei sua saia, abri sua bunda, direcionei a cabeça do meu pau no seu cu e fui forçando até entrar todinho, deixei um pouco lá dentro pra ela se acostumar, mas ela mesmo começou os movimentos, rebolando a sua bunda como uma louca . de repente tentamos nos recompor, mas era tarde fomos flagrados por um rapaz que estava caçando, ele se aproximou e foi longo dizendo que não ficasse com medo, pois não nos faria mal, pois apenas estava nos observando e perguntou se não podia participar também. fiquei estático, era um rapaz bem aparentado, trajava uma calça jeans azul desbotada colada no corpo e dava para perceber que estava de pau duro. minha mulher percebeu, olhou pra mim e eu lhe perguntei se ela queria. ela respondeu que eu sabia o pensamento dela, mas ela disse que dependia de mim, então aceitamos e imaginei que aquele dia seria o dia da realização da minha tão sonhada fantasia, ver minha querida esposa sendo enrabada por um outro . ele se aproximou, foi logo beijando minha mulher, tocando-a por todo o seu corpo, ele a abraçava e tocava sua bunda abrindo-a , eu aproveitei e fui por traz dela colocando meu pau novamente no seu cu. olhei pra ela e vi que já estava toda familiarizada pegando no pau do rapaz, abrindo o zíper da sua calça fazendo soltar de dentro um pau enorme e grosso, notei que ela se arrepiou toda e meio trêmula se abaixou colocando aquele pau enorme na sua boca. fiquei louco de tezão ao ver aquilo, a cena me deixava excitado e empurrei com toda força meu pau no seu cu pensando que ela ia gritar, mas foi o contrário, aí foi que ela se rebolava e chupava o pau com mais veemência. então comecei a xinga-la de cadela retirando meu pau do seu cu e enfiando com força repetidas vezes, fazendo com que seu cu ficasse bem alargado. aquela cena me fez esporrar abundantemente no seu cu deixando escorrer por entre suas pernas, enquanto que o rapaz enchia sua boca de porra, fazendo escorrer no seu pescoço. ela estava tremendo e desfalecida, deitamos os três na grama e nos dirigimos para um lago que havia no local, tomamos banho e enquanto estávamos os três na água eu fiquei louco de tezão quando a vi se dirigir para o rapaz abraçando-o e beijando-lhe a boca, fiquei só observando, notava que sua mão por baixo dágua acariciava o pau dele, então resolvi me aproximar e quando ela se vira de costa pra ele, empinando sua bunda, lhe pedindo para comer o seu cuzinho. nesse momento cheguei mais perto dizendo que também queria, então sugeri que saíssemos da água. já fora eu me deitei e ela montou por cima de mim enfiando meu pau na sua xota deixando sua bunda exposta a disposição do rapaz que nem mesmo perguntamos seu nome, ele veio com sua rola enorme e cravou de uma só vez no seu cu que já estava bastante delatado com as minhas estocadas. ele a pegou pelos cabelos e forçou os movimentos, ela gemia como uma louca e para minha surpresa ela começou a chamá-lo de gostoso me deixando cada vez mais louco com aquilo que estava acontecendo. não demorou muito para ele gozar enchendo seu cu de porra enquanto que ela gritava, urrava alucinadamente, saltando de cima do meu pau e virando-se depressa abocanhou seu pau engolindo o resto da porra que ainda saia daquele gigante em erupção. novamente fomos tomar banho, saímos, nos vestimos e nos despedimos. sair andando com ela pela estrada e achei o máximo seu comportamento de vadia, ela falou que ficara sem controle que nunca havia acontecido aquilo e que se ela soubesse que fosse gostoso do jeito que foi ela já tinha realizado minha fantasia a muito tempo e que quer repetir outras vezes, disse que me amava muito também confesso que fiquei meio atônito, pois ela disse que nunca iria fazer isso mas aquilo serviu pra me despertar mas de mil fantasia que em outra oportunidade eu conto.