RSS contos eroticos

Conto Erotico A PRIMEIRA VEZ COM DOIS HOMENS MAIS VELHOS

Meu nome é Alberto, tenho 49 anos, solteiro, carioca, mas corpo e rostinho de garoto, desde novo sempre gostei de homens e meu comportamento sempre foi passivo, porém muito discreto. A particularidade de meus desejos, no entanto, fica pelo meu tesão, desde o início de minha caminhada, por homens mais velhos que eu. Minha primeira transa não foi diferente, tinha 19 anos e já estava louco por uma experiência, na rua em que morava conversava muito com dois amigos Almir e Odair, 29 e 28 anos respectivamente, vejam que o mais novo era mais velho que eu 9 anos. Certa noite estávamos no portão da casa de um deles e a conversa descambou para assuntos sobre sexo, um deles puxou um assunto sobre punhetas entre machos, que havia lido que era interessante e perguntou se não estávamos afim... meu coração quase soltou pela boca, afinal só em poder ver a piroca deles dois já era o máximo para mim. Comos todos os três concordaram, fomos para dentro da casa de Almir. Lá chegando Odair propôs que tirássemos as bermudas para ficar mais cômodo, o que todos fizemos... O que eu não sabia (e depois fiquei sabendo) que aquilo era um plano para me atrair, já que estavam desconfiado de minhas tendências. Odair, o mais atirado, sugeriu que fizéssemos diferente, um iniciaria tocando uma punheta no outro, como eu era minoria tive que concordar, afinal o plano era para mim, mas adorei a sugestão. Segurei a pica de Almir, que já estava duríssima, e comecei a tocar uma punhetinha nele, confesso que meu coração disparou quando segurei pela primeira vez aquela rola, Almir soltava urros... não demorou muito para Odair me oferecer sua pica para ser punhetada, igualmente agora bem mais calmo fiz com muito carinho... logo logo e o plano deles já estaria dando certo, completamente fascinado com tudo aquilo, não conseguia esconder o prazer que tocar uma punheta naqueles dois machos me proporcionava, foi quando Almir, segurando sua piroca, aproximou-se de minha boca e enquanto eu tocava uma punheta em Odair ele suavemente enconstou aquele cacete quente nos meus lábios... instintivamente larguei da pica de Odair e segurando o cacete de Almir, enfiei de uma só vez a minha boca... com muita paciência Almir mandou que ficasse lambendo o corpo do pau primeiro e em seguida mandou que beijasse a cabecinha (recebi minha primeira aula de sexo, ou seja, como chupar uma piroca..rs..). Depois foi a vez de Odair receber os carinhos de minha boca, enquanto isso rolava, Almir abriu uma gaveta e apanhou duas camisinhas e foi logo colocando uma delas em seu pau... Carinhosamente pediram que ficasse de quatro na beirada da cama, o que fiz, pedindo que fossem com calma, afinal era minha primeira vez.. Fechei meus olhos e senti a ponta do cacete de Almir enconstar no meu bumbum... meu coração disparou, delicadamente pediu que relaxasse... e após alguns segundos Almir começou a enfiar e tirar bem devagarzinho a cabeça de sua pica na entrada do meu cuzinho, após alguns instantes o vai e vem foi relaxando minha musculatura e sentia que cada vez mais seu pau entrava dentro de mim... Almir acelerou um pouco e quando menos esperava ele suavemente enterrou todo o seu caralho dentro de mim... fui a loucura, era demais sentir aquela rola grossa totalmente enfiada em meu rabo, mais que isso, o que eu sempre desejei: ter um homem dentro de mim ! Foram momentos de muito, muito prazer e logo Almir gozou bem gostoso e senti sua porra quente, mesmo por dentro da camisinha, explodir dentro do meu rabinho. Mal me recuperava e Odair já se preparava, e logo senti sua pica encostar na minha bunda, agora já mais relaxado, não demorou muito para ele penetrar, bem mais dotado que Almir, confesso que senti um pouco de dor, mas nada que fizesse esquecer do prazer, a sensação de preenchimento dentro de mim era bem maior. As estocadas de Odair eram mais profundas e senti que logo minha musculatura se adaptou a isso e logo estávamos num vai e vem sincronizado, até que Odair explodiu seu gozo dentro de mim... que delícia sentir aquela porra quente nas minhas entranhas, ainda que na camisinha. Ao final estava exausto, Almir sugeriu que fóssemos tomar um banho juntos, agora mais à vontade, fiz questão de ensaboar eles, principalmente seus respectivos cacetes, da parte deles fizeram questão de ensaboar minhas coxas, brincando com o dedinho no cuzinho e não faltou, é claro, uns bons sarros que ambos tiraram de minha bunda. Saímos do chuveiro , nos enxugamos e nos vestimos. Ambos estavam com cara de felicidade, eu nem se fala, tinha perdido minha virgindade e da melhor forma, com dois machos ao mesmo tempo e bem mais velhos que eu. Desde esse dia ficou cada vez mais forte em mim meu desejo e tesão por homens, e como é previsível, transei com os dois ainda por um bom tempo (algumas vezes com um só), e engraçado, não conseguia sentir atração por nenhum rapaz mais novo ou da minha idade, e olha que não faltaram cantadas de rapazes bonitos, mas cada vez mais meus olhos brilhavam pelos coroas !! No próximo conto vou relatar como, ainda com 18 anos, conheci Raul, um homem maravilhoso, de 65 anos, quando fui trabalhar numa empresa como Office-boy. Como falei no início, tenho 49 anos, aparentando bem menos, bumbum lisinho e empinadinho, e estou disposto a conhecer homens do Rio de Janeiro, para amizade ou algo mais sério, sou muito bem resolvido, ótimo nível social e cultural, discretíssimo, não promíscuo, sigiloso, e só responderei a pessoas com mais de 55, 60 e 70 anos para cima, mesmo sem ereção. Não insistam os mais novos !!! Para ser mais exato, homens com mais de 60 anos terão prioridade. Estou muito afim de arrumar um amante fixo ! Meu e-mal é: maturemenrj@gmail.com MSN: maturemenrj@gmail.com
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.