RSS contos eroticos

Conto Erotico EU FELIPE E O HOMEM NO VESTIARIO

Felipe era filho do meu padrasto. Um dia fomos em um parque aquático que meu padrasto era sócio, ficamos lá o Dia todo, era uma terça feira e não tinha quase ninguém, fora nos só vimos um homem com um menino que parecia ser o seu neto. Na hora do almoço, antes de ir comer, fomos no vestiário do clube tomar um banho, já estávamos conversando antes de ir lá pra um bater punheta pro outro. Os chuveiros do clube eram em ao lado do outro, sem divisões, então podíamos ver qualquer um que fosse tomar banho ali, mas não tinha ninguém. Tiramos a roupa e entramos embaixo do chuveiro, quando de repente o homem que tínhamos visto no parque entrou. Ele era gordinho, com cabelos brancos e estava com uma sunga preta. Quando ele entrou perguntou se a água estava quente, respondi que sim, ele então ligou o chuveiro ao lado do meu. Ele tirou a sunga e ficou pelado, eu e o Felipe olhamos a benga dele, era pequena, mas grossa, o saco dele era muito peludo e seus pelos já eram brancos. Tentamos disfarçar, mas não deu, eu e o Felipe já ficamos de pau duro, o homem que estava junto então falou pra nos, há se é pra ficar de pau duro eu também consigo, ele então deu risada e eu e o Felipe também. O Felipe que era menos envergonhado, disse então para o homem que queríamos ver ele ficar com o pau duro, o homem que já estava batendo punheta perguntou se nos já tínhamos feito troca troca, eu disse que não mas o Felipe disse que sim, o homem então disse que queria ver nos pegando no pinto um do outro. Já estávamos perdendo a vergonha, o homem estava ficando com o pinto duro também, então peguei no pau do Felipe e ele no meu, o homem ficou olhando e batendo punheta mais rápido, ele chegou mais perto, falou para que a gente pegasse no pau dele, nem pensamos, pegamos juntos na benga do homem, ele fechou o olho e deu uma gemida de tezão, depois ele pegou no nosso pau, ele segurava e ficava olhando bem pra cabeça, ele bateu um pouco pra mim e depois pro felipe, mas sempre tentava ficar segurando um pau com cada mão enquanto segurávamos o dele. Ele perguntou se gostávamos de boquete, falamos que sim, sempre dando risada, então ele se abaixou e começou a chupar o meu pau, ele chupava muito gostoso, depois parou de chupar o meu e começou a chupar o do felipe, depois ficou de quatro e pediu que enfiássemos o pau nele, o Felipe foi primeiro, tentou enfiar varias vezes até que conseguiu, enquanto isso o homem mandou eu ir na sua frente, e chupou o meu pau, gozei na boca dele, ele engoliu e depois disse que era gostoso, depois eu comecei a meter nele o ele chupava o pau do Felipe, que também gozou na boca dele. Quando parei de meter o homem foi para o outro lado do banheiro onde tinha um banco, ele sentou e pediu que sentássemos no colo dele, o Felipe sentou primeiro, e o homem começou o comer ele, como o pau dele era grosso demorou para entrar no cu do felipe, que gemia de dor, mas ele estava gostando, o homem enquanto isso não soltava o meu pau e colocou a minha mão no pau do felipe, eu tava quase gozando quando ele soltou, e tirou o felipe do colo dele, ele ia gozar, mandou a gente colocar a mão embaixo da cabeça do pau dele, nos colocamos e ele gozou na nossa mão. Saiu muita porra, nem conseguimos segurar tudo e um pouco caiu no saco dele, nos passamos a porra dele no nosso pau para continuar batendo, ele gostou por que continuamos, e ai disse que era minha vez de sentar no colo dele pra ele me comer, eu sentei e o Felipe pegava no meu pau enquanto o homem batia pra ele, doeu, o pau dele era grosso, mas quando ele enfiou tudo não queria mais sair, ele ficou me comendo bastante até gozar de novo depois dele gozar entramos de novo no chuveiro, o nosso pau nem ficava mais duro depois de gozar tanto. O homem então nos perguntou se tínhamos visto o menino que estava com ele, falamos que sim, ele disse que o menino tinha 11 anos, e ele perguntou se nos queríamos transar com ele, ele disse que se a gente quisesse era só ir para uma trilha com ele de tarde que ele faria o menino dar pra nos, respondemos que queríamos, e ele disse que de tarde ele nos chamaria para ir fazer a trilha com ele. Quem quiser saber o que aconteceu na trilha é só ler o próximo conto.



Gostou? Então Compartilhe!