RSS contos eroticos

Conto Erotico Fui uma puta ao quadrado ²

Bom, vou lhes contar oque aconteceu comigo quando eu tinha 14 anos e fui comido por dois amigos meus. por isso do nome do conto "fui uma puta ao quadrado²". vo começar o conto. Era um dia bonito, era aniverssario do meu pai, e estavamos planejando uma festa enorme, com bastante convidados, entre esses convidados foram o filho de um amigo dele que se chamava lucas, e o amigo dele que se chamava Raul, o lucas era magrinho meio moreninho, cabelo enrolado, tipo cachos definidos, uns olhos lindos, enfim ele não era nenhum modelo , mas era bem gostosinho. ja o Raul era um Deus, mesmo, ele era branquinho cabelo curto arrepiado, corpão definido, ele e do tipo foda-se, to nem ai, oqe me deixa com muito tesão. Eu ja havia falado algumas vezes com o Lucas, mas o Raul era um completo estranho, porem era o qual eu mais queria, eu claramente fui me aproximando mais do Lucas pra conseguir chegar no Raul, mas parecia que aquele menino era intocavel. eles me chamaram pra um jogo de futebol, eu não sei e não gosto de futebol, mas me propuz a ficar olhando, afinal não podia deixar de ficar olhando aqueles meninos lindos , enquanto tava la olhando eles só ficava imaginando aqueles dois garotos pelados. me perdia em pensamentos. No outro dia, que erao dia da festa, e o dia em que teriamos que sair da chacara, pois alugamos por so dois dias, foi uma correria, pra arrumar as coisas, eu o os meus meninos ja estavamos amigos, falavamos sobre filmes, garotas, festas, baladas, enfim , bastante coisas. mas eles me tratavam de jeito diferente, me chamavam de eminho, e me tratavam com uma certa delicadeza, oque eu gostava, mas achei estranho porq eu não deixo transparecer minha sexualidade. chegou anoite e fomos todos nos arrumar, o banheiro da chacarra tinha trez chuveiros, todos individuais. eu fui tomar banho, mas como tava quase em cima da hora, minha mãe mandou nós trez tomarmos banho ao mesmo tempo, eu não vi problema nenhum *--* , eles não expressaram reação alguma, fomos, cada um com suas coisas, e tal, mas no banheiro com a porta fechada eles tiraram a roupa e ficaram pelados antes de entrar no box, eles deixaram a porta dos boxes deles abertos, , o banheiro de um box dava pra ver o outro, então vendo a situação achei que eu tbm podia fazer isso, deixei a minha porta aberta tambem , de forma que eu fiquei me vendendo, cara, eles eram lindos pelados, muito gostosos, eu fiquei me banhando, deixei o sabonete cair , mostrei praticamente o cu pra eles, eu fique exitado, e fechei a porta, não vi se eles tambem ficaram. saimos do banho, nos trocamos, eles conversavam meio que em codigo, tipo coisas que so amigos entendem. fiquei boiando mas beleza. De noite na festa, tava tudo perfeito foram alguns amigos meus, deixei até meus gatinhos de lado, mas todos bebemos um pouco, não muito, mas o suficinte pra nos deixar mais avontade. fui pro quarto , qria descansar um pouco pra voltar pra lá, os meninos tavam vndo alguma coisa no not book, me viram entrar no quarto, deram um sorrisso maliciosos, e me chamaram pra ver oqe eles estavam vendo, era um porno, um porno hetero. eles disseram : - a pode parar de ver, nós sabemos qu você não gosta disso mesmo. mas como ja tava meio alto e quria aqeles dois pra mim, respondi :- é vrdade não gosto mesmo! eles não pareceram surpresos, e disseram: - ja que você não gosta, tem como você dar uma mamada aqui nas nossas picas? eles falaram isso , e começaram a colocar o pau pra fora. o lucas veio até mim, e meio que forçou eu me abaixar, oque eu fiz sem relutar. O Raul se certificou de que estava tudo trancado, pois não podiamos correr o risco de sermos pegos, ele trancou e veio com o kct dele na minha cara tbm, o pinto do lucas ra maior diq do raul, era daqeles cheio de veias, com uma cabeçona saltada pra fora, sem pele, mas bem gostoso, o do raul, era medio, tinha uns 16 cm, branco, com a cabeça coberta por uma pelezinha. o raul tinha mais pelos que o lucas, eles estavam loucos, eu segurei um pau em cada mão, e chupava um e punhetava o outro, e assim ia revezando. o raul batia com o pau dele na minha cara, por hora o lucas metia fundo na minha garganta, até eu quase não aguentar, ficou nisso, depois, o raul foi na minha bunda, falou que ia comer meu cu, que não tava aguentando mais, desde o qe o viu no banheiro, ele qeriam me foder, ele pegou um pouco de creme para as mãos, passou no meui cu, que é lisinho pq sempre me depilei. ele foi enfiando, enfiou tudo de uma vez, soltei um gemidinho, que pareceu que o deixou louco, ele não se importou se estava doendo ou não, meteu muito forte e rapido, me segurava pela cintura e manda ver, me chamavam de viadinho, e eu estava adorando ser possuido por aqeles dois homens ao mesmo tempo. o lucas trocou de lugar com o raul, mu cuzinho ja tava acostumado a rceber um macho gsostoso, mas se abriu mais , porque o lucas tem um pinto um pouco mair mais grosso, o lucas ja era mais delicado, e fazia movimentos mais carinhosos. e raul afanava meus cabelos enquanto me botava pra mamar. o lucas começou a me punhetar, eu estava curtindo muito tudo aquilo, e fazia com gosto, era totamente submisso aos mus machos. o raul segurou minha cabeça forte, e anuciou que ia gozar, gozou gostoso na minha boca, gozou muito, o lucas deu umas bombadas mais fortes e repidas e uns dois minutos depois gozou me fazendo gozar quase junto. depois que ele gozou ele tirou o pau dele do meu rabinho ja arrombado, e me fez chupar pra limpar. tava qase mole, mas eu deixei bem gostoso. depois dessa tranza que tivemos, nos deitamos no chão, eu deitei com a cabeça no peito do raul, e o lucas de conchinha comigo, ficamos la um tempo, els so me elogiaram, e disseram que adoraram. essas coisas queso fizeram eu ego subir cada vez mais. umas duas horas depois disso voltamos pra festa e curtimos como se nada tivesse acontecido, na madrugada seguinte voltamos pra casa, e so encontri com eles denovo um bom tempinho depois. Bom, espero que tenham gostado do meu conto, e quem for de são pauloou grande são paul oe quizer me add o meu msn é garoto.verde@hotmail.com Um beijo pra vocês e votem!