RSS contos eroticos

Conto Erotico Homens - o início

Meu nome é junior, tenho 27 anos e moro no rio de janeiro. num dia desses de chuva, estava em casa sem nada muito interessante para fazer e resolvi passear pelas salas de bate-papo da vida simplesmente para passar o tempo, jogar conversa fora. lá, entre uma conversa e outra, conheci o marcelo, casado, com 32 anos e também morador do rio. nunca fui do tipo de me importar em conversar com homens ou mulheres, pois nunca procurei nada além de distração e bom papo na net. gosto apenas de conhecer gente diferente e era para essa finalidade que recorria ao computador.

no entanto, nesse dia foi diferente. eu e marcelo conversávamos sobre coisas diversas - trabalho, estudos, relacionamentos etc. - quando começamos a conversar sobre sexo. marcelo disse que nunca havia tido experiências com outros homens, mas que sentia um forte desejo. não posso negar que aquilo me deixou muito excitado, pois também nunca havia tido nada real com outros caras, mas, de vez em quando, me masturbava pensando que estava comendo ou dando para outro cara. bom, daí começamos a conversar sobre este assunto. percebi que marcelo havia se exictado também ao descobrir que tinha o mesmo, digamos, interesse dele, ou seja, de realizar a fantasia de transar com outro cara.

depois de um tempo conversando por ali, resolvemos trocar nossos telefones e combinarmos de nos encontramos pessoalmente. ele ficou de me ligar, mas para ser sincero nem levei a sério, pois achei que tudo não ia passar de uma boa conversa. no entanto, para minha surpresa, ele ligou três dias depois e me disse que poderíamos nos ver no dia seguinte.falei para ele que por mim estava tudo bem, pois estava de férias. e lá fui eu...

confesso, que quando vi senti uma estranha sensação. nunca havia olhado para outro homem com olhos de desejo... na realidade, o que sentia era apenas uma fantasia, algo que me excitava, da mesma forma que me excitava vendo mulheres transando. no entanto, ele me pareceu simpático e, até certo ponto, atraente. havia um certo nervossismo em nossa voz e atitude. sentamos, começamos a conversar sobre a mulher dele e minha namorada, nossos trabalhos, enfim, coisas comuns que homens conversam. em dado momento de nossa conversa, senti que a mão dele tocou minha coxa... ele me olhou, mas como não apresentei nenhuma resistência, deixou ela por ali. procurávamos ser discretos e não chamar a atenção, e a toalha da mesa nos ajudava nisso. tomamos algumas cervejas, comemos algo e saímos dali. ele me perguntou se não queria ir a um local mais reservado para conversamos e eu topei. nem sei onde estava com a cabeça, pois topei entrar no carro de um desconhecido... no entanto, ele me passava uma segurança (e eu a ele) e, por isso, acho que não temíamos um ao outro.

eu perguntei para ele onde iríamos e ele sugeriu uma beira de praia... daí partimos lá para os lados do recereio... no carro, ele me prguntou como eu imaginairia que era uma transa entre dois homens e o que eu preferiria ser - passivo ou ativo -, respondi que acho que seria os dois, no que ele também concordou...chegando ao nosso destino percebi que o local estava deserto, por ser dia de semana, ele sugeriu que ficássemos no carro (que tinha insulfim)... bom, acho que dá para imaginar o que rolou...

ele novamente colocou a mão em minha perna, só que dessa vez subiu a mão em direção ao meu pênis... eu fiquei um pouco apreensivo, mas deixei rolar. meu pau estava muito duro (nunca antes havia sentido tanto tesão). ele tirou para fora da calça e começou a me masturbar... fui ao delírio... não precisou muito esforço da parte dele para me fazer gozar...foi delicioso...percebi que ele estava muito excitado e resolvi fazer o mesmo com ele... mas fiu mais além... sem ele esperar... caí de boca e comecei a chupar...que sensação gostosa... ele se assustou, mas no momento seguinte começou a gemer... minha inexperiência causou alguns momentos de desconforto par ele, mas o prazer era maior. eu já estava de pau duro novamente e comecei a me masturbar enquando o chupava...ele começou a gemer mais alto e me avisou que ia gozar...quando senti o leite quente dele em minha garganta, gozei pela segunda vez... o sabor do esperma não é muito agradável, mas a sensação é indescritível...ele disse que estava com vontade de me beijar, mas disse que não estava preparado, eu também não estava... fomos embora dali, ele me deixou e casa, e me disse "me ligue, pois senão vou te ligar", eu me limitei a dizer "ok". no dia seguinte, recebi uma mensgem no celular dizendo apenas... "pensei em você a noite toda... quero mais".

continua...