RSS contos eroticos

Conto Erotico NA PRAIA com o vizinho

Bom, a princípio deixa eu me apresentar. Usarei aqui nomes fictícios por motivos óbvios. Meu nome é Tom, tenho 28 anos, e moro em Alagoas. Estou escrevendo aqui pela primeira vez e espero que gostem dos meus contos. Apresentações feitas, vamos ao que interessa... Renato é meu vizinho desde que eu era criança. Na infância sempre brincávamos eu, ele, a minha irmã e a irmã dele. Como sou oito anos mais velhos que ele, cresci e me distanciei um pouco, já que não dava pra eu adulto continuar naquelas brincadeiras de crianças. Passei três anos morando em outra cidade e quando voltei me surpreendi com meu vizinho, aquele menino que eu brincava já tinha virado um homem, e com o corpo do jeito que eu gosto. Mas como ele não sabia que eu era gay não tive coragem de tomar nenhuma iniciativa. Um dia eu estava passeando a noite na orla marítima, quando o vi com dois amigos bebendo. Já ia passando direto quando ele me chamou e começamos a conversar até que começou a chover. Corremos para uma barraca para nos abrigar da chuva. Quando a chuva passou os amigos dele disseram que iria embora ele disse que ia ficar mais um pouco. Conversa vai, conversa vem Renato disse: - Estou quase um ano sem transar. - Porque – perguntei – e sua namorada? - ela é virgem e não quer dá pra mim ainda. - e porque não transa com outra pessoa? - Porque tenho medo que minha namorada descubra, essas mulheres daqui são todas linguarudas. - e precisa ser com uma mulher – perguntei – você não curte comer um carinha não? - curti, eu curto. O problema é saber quem. Respondi: se você quiser, eu posso dá pra você. - Sério? Claro que eu quero Fomos para uma parte mais escura na praia, atrás de um barco que estava na areia. Quando coloquei a mão na pica dele por cima da bermuda ainda, já estava super dura. Quando tirei da bermuda vi uma pica linda, de uns 19cm, grossa, branquinha com a cabeça vermelha, não resisti e cai logo de boca naquela pica. Ele só gemia e eu chupava cada vez com mais vontade. Como ele estava bastante tempo sem transar gozou rápido, mas mesmo assim a pica dele continuou dura. Peguei uma camisinha coloquei na pica dele, tirei minha bermuda e ele começou a meter no meu cuzinho. No início doeu, porque a pica dele é grossa, mas depois que meu cuzinho se acostumou foi muito gostoso. Ele meteu por uns 10 minutos e eu gozei com a pica dele no meu cu. Quando gozei meu cu ficou apertando a pica dele, ele não aguentou e gozou novamente. Foi maravilhoso. Vestimos nossa roupa e fomos para casa. Tenho mais histórias com meu vizinho e outras história de sexo NA PRAIA. Se vocês gostarem e quiserem eu postarei outros contos aqui. Comentem. Beijos.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.