RSS contos eroticos

Conto Erotico No ônibus e depois no banheiro do terminal tiete

Ola , eu já postei um conto aqui mesmo, mas deixo me apresentar pra quem não leu... Me chamo Everton, moreno, 1,78 de altura e 18,5 de rola.. Vamos ao conto, lembrando que todos são verídicos... Estava eu voltando pra minha casa após uma semana na praia na casa dos meus pais, estava eu sentado na poltrona perto da janela ate que um rapas Rodrigo, baixo loiro com seus pelos do peito expostos pela gola da camiseta. Não dei muito trela pra ele, pois no ônibus tinha muitas pessoas conhecidas... Ate que vejo ele passando a mão por cima da sua rola dura, aquilo foi mexendo muito comigo... dei sinal de que estava de pau duro tbm, ele se abaixou e pegou sua mochila e colocou de uma forma que ninguém visse os nossos movimentos.... como eu vi que estava seguro olhei pro lado e pro outro e coloquei a mão por dentro do zíper... assim ficamos ate chegar no terminal tiete. Saímos do ônibus e fomos pro banheiro.... la nos trancamos em um Box e se beijamos muito, me abaixei e tirei sua rola que não era muito grande e nem grossa pra fora.... tinha uns 16cm... comecei a chupa-lo com muita vontade ate que ele me levanta tira minha calça e minha camiseta e começa a beijar minhas costas me deixando louco, depois de alguns minutos nessa ele me coloca de costas pra ele e lubrifica meu anel pra facilitar a entrada... quando ele começou a em fiar ele me pegou pelo pescoço me deixando sem reação e sem pestanejar começa o movimento vai e vem i eu gemendo e piscando meu cuzinho querendo porra.... Ate que ele anuncia que ia gozar e gozou muito dentro de mim.... Limpei sua rola com uma bela chupada que estava livre de feses e fomos pegar o trem e metro ate a barra funda.... no caminho eu sentia a porra escorrendo pelas minhas pernas, mais nem liguei e seguimos viagem, chegando na barra funda nos despedimos e so se falamos por MSN que por sinal e Everton-damasceno2012@hotmail.com quem quiser add, fique a vontade.....
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.