RSS contos eroticos

Conto Erotico O negao da obra

O que vou relatar a parti de agora me aconteceu exatamente há uns dois anos atrás, quero me identificar como marcelo sou moreno 1.79 e sou gordinho e tenho hoje 29 anos, mas na época tinha 26. a pessoa que vou me referi se chama davi, ele negro 25 anos (na época) e tem um corpo de deixar qualquer um babando, mas vamos ao conto. sempre quando vinha da faculdade adorava passar perto de uma construção que havia perto de minha casa, pois uma amiga minha sempre comentava que tinha cada gatinho lá que era de dar gosto, sempre chegava da faculdade por volta das 13 horas, nessas passadas em frente esta construção acabei fazendo amizade com um rapaz que trabalhava lá, um moreno de tirar o fôlego de qualquer pessoa, o tempo foi passando até que um dia perguntei a ele se a noite alguém dormia la, pois sempre via muitos materiais chegando, foi quando ele me disse que sim e justamente aquela noite ele quem iria dormi la, pois o senhor que dormia estava doente. nossa aquilo para mim foi tudo e mais um pouco, pois estava esperando à hora certa para pode chegar junto e joga minha rede e pegar um peixe bom, naquela noite sai de casa fui para um barzinho com amigos e por volta das 00h00min horas estava eu retornado quando der repente que eu vejo em frente à obra tomando um ar fresco e ainda por cima sem camisa, o davi o negão de tirar o fôlego, ele me cumprimentou e brincou comigo dizendo que era hora de criança ir para cama, eu todo pra frente respondi para ele que não, pois estava até cedo, pois estava acostumado a ir dormi tarde foi quando der repente o negão me convidou para entrar e tomar um café olha na hora não pensei duas vezes e entrei, pois era o que eu mais queria, pois sabia que ali dentro seria mais fácil de jogar minha rede, pois nunca havia cantado ele em nossas conversas na rua quando vinha da faculdade. longo quando entramos ele fechou o portão e de cara me falou: você gosta de chupar uma pica em, com o sorriso no canto da boca disse que sim pois era o que mais queria, ele então já foi logo tirando a bermuda e quando vi o tamanho da pica dele pirei, pois a mesma tinha 23 cm e grossa, ele foi logo me sentando num colchão e eu comecei a mamar aquilo tudo de uma vez só foi quando der repente ele me falou que adorava comer um cu e que de gordinhos era melhor ainda. tudo estava ótimo mesmo chupei aquilo até me farta, pois estava uma delicia, sem dizer dos beijos que o negão me dava e dizia que queria que eu o mamasse todos os dias, foi quando ele me pediu para tirar a bermuda, pois ele queria me comer porque já estava louco de tesão, não perdi meu tempo tirei ele colocou uma camisinha naquela pica enorme e foi devagarzinho colocando no meu cu pois ele não queria que eu sentisse dor, quando tudo aquilo entrou em mim me senti realizado pois estava com um negão de tirar o fôlego de qualquer um, foi um vai e vem delicioso pois tudo estava bom não me agüentava de tanto tesão pois quanto mais ele metia eu pedia para ele me socar, sem dizer que ele sussurrava em meu ouvido dizendo que eu seria seu viadinho, sua piranha da obra pois aquilo tudo para ele estava sendo delicioso, foi quando der repente ele me virou e disse que iria gozar na minha cara pois não agüentava mais de tanto tesão, ele gozou e logo em seguida me beijou dizendo que estava tudo muito bom e que a parti daquele dia até quando a obra durasse ele iria sempre me comer, moral da historia que foi uma delicia tive um caso com marcelo durante 4 meses e todos os dias ele me comia na minha casa ou quando ele dormia na obra.....