RSS contos eroticos

Conto Erotico Tiito me comeu no casamento da filha dele! Parte 1

Um Tesão! Essa é a melhor palavra pra descrever o meu tio. Vejam se eu não tenho razão: ele tem 45 anos, alto, branco de cabelos pretos, foi jogador de futebol e boxeador na juventude, então, mantém um corpo atlético com barriga tanquinho e coxas grossas de dar muita inveja e tesão. Sempre que tem festas e almoços de família, ele fica só de short ou sunga marcando o pau, na piscina, e isso me deixa louco pra dar pra ele. Quem não ficaria louco pra dar pra ele? Mês passado chegou a minha vez e eu realizei esse sonho que inspirou muitas punhetas. Foi o casamento da filha dele e como a minha casa fica perto da igreja, alguns parentes vieram antes da cerimônia se arrumar na minha casa. Ele foi um desses, super nervoso. Foi ai que vi o Deus Grego dos meus mais doces sonhos PELADO com o meu objeto de desejo de fora. Que delícia era aquela rola, quase cai de boca. Mole já era ENORME. Foi sem querer, abri a porta do quarto de hóspedes e ele tava se trocando, quando me viu agiu super natural e só subiu a cueca. Eu: Desculpa, tio, eu não queria... Ele: Que isso, você tem pica também, não tem? Rimos e eu sai de lá, deixando ele sozinho. Fui ao banheiro e bati uma. Não sabia dizer, mas ele deu uma pegada e olhou na minha cara com um puta tesão. Depois teve a cerimônia e a festa pra comemorar no próprio salão da igreja. Estávamos em mesas redondas, daquelas enormes que cabem umas dez pessoas em volta. Ele ficou em frente a mim e não resisti, não parava de pensar no que tinha visto, meu pau tava enorme e eu tinha que bater outra. Me levantei e fui ao banheiro, só que quando passei por ele, ele se levantou e esbarrou no meu pau e me disse. Ele: Opa, to vendo que você puxou ao titio. Tá vendo, é normal isso, moleque! Como a música tava beeeem alta, não quis acreditar no que tinha ouvido, mas era verdade! Entrei no banheiro e ele veio logo depois. Ele: Bebeu muito, já? Bebe bem que a noite tá só começando! Eu: Poisé, vou mijar um pouco. Eu ia pro reservado, mas ele segurou meu braço. Ele: Mija aqui, que nem macho, pow. Quase surtei, mas não podia fazer diferente, tentei disfarçar, mas a minha pica ainda tava meia bomba e ele percebeu. Ele: Rapaz, fica tímido, não. Você tinha que ficar, se isso ai fosse pequeno. (meu pau é grande mesmo, deve ser genético, rs) Eu ria, mas morrendo de tesão e constrangimento. Ele tirou o dele pra fora e mijou, no final balançou e deu aquela batinha gostosa, de leve. Saiu do banheiro, mas não sem antes esfregar aquela rola na minha bunda ao sair e me dizer. Ele: Garoto, eu te espero na mesa, ai, você vem ou vai ficar só na mão? Não acreditei, será que ele tava me chamando pra ver qual era a real ou só me testando. Eu acho que ia pagar pra ver... Continua...



Gostou? Então Compartilhe!