RSS contos eroticos

Conto Erotico A amiga da esposa

Bem vamos tentar relatar o que realmente aconteceu. sou casado a quatro anos, eu e minha esposa nos damos muito bem na cama. acontece que ela tem uma amiga, destas de infancia, que é simplismente uma delicia, morena, mais ou menos 1,70, destas falsas magras, que na hora que tiram a roupa mostram um corpo deslumbrante. seios não muito grandes, barriguinha zero gordura, bundinha toda empinada e muito mas muito safada mesmo. há muito tempo reparava no jeito de ela me olhar, sempre dando um jeitinho para abraçar, roçar o corpo em mim e tal coisa. em um fim de semana resolvemos passear no sitio da familia dela, foi a deixa para eu tentar algo. todos da familia ficaram se divertindo ate tarde, tomando umas e outras e quando foram dormir apagaram, minha esposa não bebe, mas tem um sono pesado, acho que a tati, este é o nome da amiguinha, tambem percebeu isto e ficou mais tempo acordada e é claro aproveitando da situação. ela já estava de shortinho, destes que as menininhas usam para dormir, e uma camisa grande por cima, aproveitei na hora que ficamos sos na cozinha e dei uma encoxada, segurando firme sua cintura, ela me olhou como se falasse, você adivinhou que era isto que eu queria. colocou o dedo na boca e pediu para não fazer barulho, levantou a perna, roçando em mim e falou baixinho, te quero muito. isto me deixou doido, ela saiu, olhou a casa e voltou, pdiu para irmos para os fundos, pois assim teriamos alguma chance de nos esconder caso alguem acordasse. mal chegamos e ela foi logo levantando a blusa, deixando aqueles seios redondinhos a mostrta para que eu me divertisse, lambi, chupei, a cada pegada ela se contorcia mais, gemia baixinho. nisto meus dedos já dedilhavam sua xaninha, que a esta altura estava ensopada. ela quis retribuir passou a me chupar gostoso, descia com a lingua ate as bolas, voltava atea cabeça de meu pau, deixando-o latejante de tanto tesão. comecei a brincar colocando a cabecinha na portinha de sua xana, so esfregando, ela rebolava, pedia para eu colococar, eu so ameaçando e voltando, deixando-a enloquuecida, quando finalmente penetrei, quase morri de tesão, ela começou a fazer movimentos com sua xana, que me deixaram louco, foi aumentando a intensidade ate não aquentarmos mais e gozarmos abundantemente.começou então a variação, acho que a vontade era tanta que nos divertimos a noite toda, em todas as posiçoes que nos permitia o local, de quatro, ela cavalgando em cima, de ladinho... aproveitamos muito mas ela queria mais e mais... que em outras oportunidades contarei, nossa aventuras, pois nos tornamos amantes