RSS contos eroticos

Conto Erotico A Ex Do Meu Primo

Moro fora do Brasil a bem mais que 20 anos, sou gordinho, claro, nao tenho pau grande porem com uma espessura acima da media, cabeca raspada e cavanhaque. Enfim, nao sou um desses que se dizem e fizem que fazem e acontecem. Mas indo ao que interessa, ate a pouco tempo, eu estava casado, nao vivia bem, minha esposa queria ser mandona e eu nao sou do tipo que leva desaforo pra casa e ja estava cansando da minha situacao marital. Meu primo por sua vez, conheceu uma garota pela net a uns 7 ou 8 anos antes e trouxe a garota pra ca, casaram, e ate entao pareciam viver bem. Eu sempre a admirei, pois alem de ser uma mulher que chamaria a atencao de qualquer homem, ela era meiga e carinhosa com todos, portadora de um enorme carisma. Esse meu primo decidiu voltar ao Brasil pra tentar a sorte como piloto de helicoptero, ele iria, e ela o seguiria meses mais tarde. Assim que ele saiu, eu e ela comecamos a conversar mais, e ela me confessou que sempre quis estar mais chegada a mim, mas ela tinha medo da reacao do meu primo e tambem da minha esposa. Porem creio que com mais liberdade em casa, ela se sentiu mais a vontade de conversar mais comigo e mesmo pela solidao da casa, era natural querer tem mais companhia perto ja que o companheiro dela nao estava ali. E fomos ficando super intimos e descobrir uma afinidade que nao e normal em dois amigos. Eu, por minha vez, procurava nao levar pra um lado mais emocional nem sexual. Nao queria confundir as coisas nem desfazer esse laco que pra mim estava sendo tao especial. Mais ou menos um mes e meio depois da ida dele ao Brasil, ela se foi pra ficar 2 meses e voltar ate que as coisas estivessem controlada do lado dele. Chegando la, ele disse a ela que queria o divorcio e que nao a amava mais e que so nao tinha terminado tudo nos Estados Unidos por que ele preferia que ela estivesse no Brasil com o apoio da familia. Ela, apaixonada por ele, ficou arrasada. Nesse meio tempo eu estava ja procurando local pra morar pois a situacao com minha esposa ja estava insustentavel. Conversamos por Facebook e eu lhe contei que eu estava buscando um apartamento de 1 dormitorio pra morar, porem poderia buscar com 2 e dividiriamos tudo. Rimos muito pois as pessoas com certeza iam pensar que tinhamos um caso. Ela poderia ter ido morar com um casal de amigos mas ela tinha impressao que o cara estava afim dela e poderia dar problema. Eu perguntei se ela nao tinha receio de viver comigo e ela disse que nao, pois confiava em mim e eu lhe disse que se um dia ela sentisse que eu estava passando dos limites (como esse cara), que ela me diria na cara. Quando ela voltou, quase 2 meses depois eu ja tinha me mudado e mobiliado o ape. nada de luxo pois eu estava recomecando minha vida e ela tambem. Mas ela adorou e elogiou muito meu bom gosto. Me deu um abraco apertado e chorando me disse que se nao fosse por mim ela provavelmente estaria na rua Foi tomar banho depois da viagem e relaxar um pouco. Fiz uma comida, algo que eu sabia que ela gostava, e depois peguei um filme para vermos juntos. Ela estava exausta e ja veio para o sofa de camisolinha que eu nao pude deixar de perceber as curvas daquele corpo moreno, seios medios... tracos indios. No fundo acho que pensei... isso nao vai dar certo. Ficamos vendo o filme notei que ela estava cochilando e deitada no meu peito. Era a primeira vez que eu tinha um contado mais fisico com ela, fora as reunioes familiares, os tradicionais beijinhos e abracos de chegada e despedidas. Vi que o sono estava cada vez mais pesado e assim que acabou o filme, eu a levei para seu quarto nos bracos e ao coloca-la na cama pude ver que ela estava sem sutian, expondo uma das duas macas (massans... nao tenho acentos no meu note) que ela tinha e a camisolinha que ja era curta, subiu mais ainda colocando a mostra os labios de uma bucetinha que eu imediatamente pensei estar depiladinha... como eu gosto. Nao quis passar dos limites pois eu nao sou muito chegado a me aproveitar de situacoes como esta. Sabia que ela estava mesmo dormindo. Os dias que se seguiram foram de adaptacao. Um conhecendo o outro e ficando mais a vontade um com o outro. Tivemos um problema com nosso ar condicionado e eu detesto sentir calor. Ela me disse, fica so de cueca e eu perguntei se ela nao se sentiria constrangida, a resposta dela foi tirar o vestidinho de chita que estava usando e ficar so de calcinha e sutian. Eu ri e fiquei so de cueca e lhe disse... se quiser pode tirar tambem o sutian por eu ja vi seus seios. Ela se surpreendeu e eu contei que os seios saltaram pra fora no dia que a deixei na cama. Assim mesmo como estavamos, fomes ver tv e mesmo estando com calor ela veio deitar no meu peito como de costume e eu imediatamente fiquei de pau duro e ela sorriu dizendo que ela nao estava morta... que ainda provocava reacoes em homens. E como... eu sentia meu pau macisso. todo sangue que tinha nas veias estava sendo redirecionado a meu pau. Resolvi tomar um banho pra alcalmar e ela pra minha surpresa pediu pra usar meu banheiro, tendo um no quarto dela. Ela entrou e enquanto eu me ensaboava no chuveiro que tinha box e nem estava tao embacado pois eu a vi nua tirando a calcinha para urinar. E o pau nao abaixava. Quando ela terminou, ao inves de sair, entrou no chuveiro e perguntou se podia banhar-se comigo... Ja estava dentro e molhada... o que ia eu dizer. Corpo pra mim perfeito, um sorriso encantador e eu sem muito pensar comecei a ensaboar seu corpo lindo, sentindo aquela pela macia que eu via arrepiar pelo meu toque, ja que nao podia ser a agua, pois estava perfeita... morna... induzente. ela por sua vez fez o mesmo e ate lavou meu pau. Nao sei como nao gozei ali mesmo. depois de lavar seus cabelos, saimos do banho, nos secamos e nus, terminamos de ver o filme. Ao terminar eu foi a meu quarto e me deixei na cama e peguei no sono. A vontade era de dar-lhe um beijo, prazer, senti-la gozando na minha boca, que eh o que mais me excita em sexo. Adoro chupar uma buceta, ainda mais se estiver depiladinha. Sonhei com isso. Me despertei poucas horas mais tarde sentindo a sua mao nas minhas costas e deslizando do meu lombar inferior invadindo minhas nadegas, ate sentir o dedo dela molhado de saliva invadir minha bunda ate descancar no meu cu. Eu adoro caricias no meu traseiro e demonstrei gemendo. Palavras nao foram proferidas em nenhum momento... nao era necessario. da massagem anal que eu recebia, tao erotica e excitante, passei a sentir que ela aos poucos abria passagem no meu cu. e eu ja gemia. Quando senti o meu rabo cedendo, virei meu rosto que estava ao lado do dela e nos beijamos. estava sendo beijado por aquela morena que era o objeto dos meu desejos e tinha sido por longo tempo. Sentia dedo dela massageando minha prostata e nao ia aguentar muito tempo. Quando ela percebeu que eu nao teria mais como aguentar ela parou de me beijar, me colocou de barriga pra cima e ainda com um dedo no meu rabo, me chupou violentamente, me fazendo despejar em sua boca. Nunca antes creio ter tido um orgasmo que posso considerar cosmico, tamanha intensidade. Dessa vez nao podia ficar passivo diante de tamanha entrega. Se no banho nao fui agressivo, como um macho tinha que ser, se nao a peguei no sofa e com atitude de homem a possui ai mesmo, depois de demostracoes como o banho e estar juntos nus no sofa, ali... nao minha cama. No meu territorio, a estoria era outra, ela entrou no meu campo, e no meu campo, eu jogo atacando. Beijei-lhe a boca ainda ecorrendo meu leite e tomei posse do seu corpo, que a partir daquele momento me era direito. mamei e mosrdisquei seus seios fazendo brotar ela gritinhos e suspiro que me deixavam ainda mais louco. Descendo ate seu umbigo e indo sul nessa topografia maravihosa encontrei minha fonte de prazer. Enguli aquele grelo avantajado que nao tinha ainda tido ou me dado a oportunidade de ver mais de perto. Chupei, mordi, enterrei minha lingua nela sem parar ate que era gozara pela terceira vez. Sem dar-lhe tempo pra relaxar, levanto suas pernas em V e elevo seus quadris. vou metendo meu pau, de inicio fortemente pelo proprio calor do momento vivido, mas me detenho ao sentir o quao apertado era aquela buceta greluda e lisinha. Ela treme sentindo meu pau de 15 centimetros por 13 de espessura e eu eu sinto como se tivesse uma mao segurando meu pau e o puxando pra dentro. Olhos nos seus olhos e ela sorri, sabia que eu tinha gostado da surpresa. Subsequentemente, fiquei sabendo que o pau do meu primo apesar de maios que o meu, tinha quase 19cm, era muito mais fino. Comeco o vai e vem sinto com menos de 5 minutos a buceta apertar meu pau ainda mais. Goza e ao mesmo tempo aperta meu pau de tal maneira que eu nao consigo segurar e gozamos juntos. Descancamos e depois de uma meia hora meu pau deu sinal de vida e eu decido dar e ela outra chupada gostosa mas dessa vez a tomei de surpresa e coloquei suas pernas no peito dela, expondo seu cuzinho vermelhinho. Lambi seu cuzinho de todas as formas do mundo e arrisquei comer o cu dela ali mesmo de frango assado. Julgando pelo aperto da buceta, nao achei que ela aguentaria no cu e mas foi surpreendente como ela conseguiu receber tudo sem sentir nem dor. Ela me contou depois que quem a ensinou a dar a bunda foi a mae dela. Ensinou como relaxar pra sentir prazer. A partir desse momento, ja nao eramos mais companheiros de casa e sim cumpices. Eu deveria mudar o nome desse conto pois ela nao eh a ex do meu primo, e sim minha nova esposa, minha mulher, minha vida.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.