RSS contos eroticos

Conto Erotico A SEXAGENÁRIA QUE MAMA

Fui convidado a prestar serviço voluntário numa casa de repouso. Na primeira semana conheci todas as meninas, mesmo bem idosas, gostam de ser chamadas de meninas. Na segunda semana conheci Dona Lea, uma avózinha toda charmosa e bem safadinha. 60 anos de muita experiencia. Ela me convidou para ir ao seu quarto, lá me contou que uma das meninas disse que estava querendo me namorar. Sorrir e disse que adoraria pois, gosto de fruta madura, que é suculenta, saborosa. Ela riu e disse o que faria com a tal namorada, falei abraçaria, faria mil carinhos e muitos e muitos beijinhos. Ela olhou e com cara de vergonha que a tal menina era ela, então veio perto de mim e me deu um selinho. Coloquei a mão nos seus seios, ela respirou fundo, ofegante, e fui abrindo o vestido dela, e peguei a mão dela e coloquei no meu pau sobre a calça, estava duro, ela apertou e mordeu os lábios. Ficamos nus e ela, sentada na cama, e começou a lamber e chupar o meu pau, engolia tudo, sugava, parecia uma bezerrinha. Toquei a xoxota peladinha dela, mas estava seca, pela idade não tinha mais lubrificação, massageei seu grelo, usando cuspe. Ela se arrepiava, se contorcia e cada vez mais sugava meu pau, naquela sensação anunciei que ia gozar , ela tirou o pau da boca e disse goza na minha boca, quero seu leitinho. Gozei, enchi a boca dela de porra e a danada sugou tudo, e ainda lambeu até a ultima gota. Quis meter depois que o meu pau ficou duro, mas não entrava, então combinei que traria camisinha e lubrificante e que queria comer aquela xoxota e o seu cu. Ela arregalou os olhos, e disse que no bumbum não, mas na xoxota sim. Deixei ela mamar meu pau mais uma vez e beber a minha porra. Na próxima semana vou enrabar a vovózinha e quando acontecer conto aqui.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.