RSS contos eroticos

Conto Erotico Casada e liberada - 5

Olá sou a márcia contando meu quinto encontro com o marcos, encontro este que considero o mais gosto e tarado que tive com este gato. estavamos no começo do ano, mais precisamente no final de janeiro e já fazia cerca de um mes que não me encontrava com o marcos, eu e minha família tinhamos tirado férias em caiobá, litoral do paraná, e no segundo dia de retorno liguei pra ele no lava a jato e conservamos bastante, me disse que tava louco pra transar comigo, cheio de tesão e que não via a hora de sairmos, contei a ele que também tava louca pra encontar ele e disse do bronze que peguei e a marquinha do biquini, ele ficou curioso, queria me encontar naquela segunda feira, aleguei que não, precisava me recuperar da viagem, arrumar minhas coisas, e marcamos pro sabado as 19 hr,nos encontrariamos no estacionamento em frente a ljs americanas, fiquei toda molhadinha, minha xaninha já estava babando. a noite em casa contei ao meu marido, ele ficou todo elétrico, me propos que não fizessemos amor até o meu encontro com marcos, eu disse que não aguentaria, sou muito taradinha e 4 dias seria demais pra suportar sem uma transa, bom assim foi, na sexta f. tava louca, não podia encostar em nada, tava com o tesão a flor da pele, o marcos meu amante não sabia oque o esperava. chegado o dia, sabado, me arrumei toda linda, com meu corninho me olhando e babando, uma tanguinha branca realçando a marca do bronzeado, mini saida jeans e um top branco, tava um tesão... fui pro local combinado, aguardei , e logo o marcos apareceu, desci, atravessei a rua entrando na ljs americanas, dando uma disfarçada, e voltei entrei no seu carro, ele me olhou de cima embaixo e veio para meu lado dando um super beijo de tirar o folego, passando as mãos em minhas coxas, correspondi e sussurei em seu ouvido, calma, vamos para o motel. no caminho fui alisando o seu penis por cima da calça, que tava duro que nem pedra, não resisti e tirei pra fora e fiquei masturbando com uma vontade de cair de boca naquele pau lindo, mas me segurei... chegando no motel, super lindo, foi uma loucura, nos beijamos muito, ele tirou meu top e minha saia me deixando só de tanguinha, ficou admirando e dizendo como estava mais linda, super gostosa com as marcas e o bronze, parti pra cima dele arranquei sua calça, cueca e cai de boca naquele mastro, ele ainda em pé, não dei trégua, mordia, engolia inteirinho, chupava seu saco, chupava só a cabeça, batia com seu penis em meu rosto e lingua, esfregava em meus seios, ele ficou louco, chegava a tremer, quase gozou. me colocou na cama e me deu um verdadeiro banho de gato, começou pelos beijos loucos, orelhas e foi descendo, sugou meus seios com força, mordia tanto que chegou a doer, me lambeu toda até chegar na xaninha, parou e ficou olhando e disse que linda sua marca do biquini com o triangulo de seus pelos pubianos, caiu de boca em meu clitóris, enfiava a lingua, na aguentei gritei que tava gozando ele aumentou o movimento de seus labios, desfaleci de tanto tesão, tava doida pra ser penetrada, tava com fome de sexo, me virei e deitei ele de costa na cama, e me preparei pra cavalga-lo, fique de pé e fui descendo encaixando a cabeça de seu penis em minha xama sem encostar em outras partes de seu corpo, somente segurava sua mãos, desci de uma vez, enterrei aquele membro todo, aumentei o ritmo e rebolei muito, não aguentei e gozei novamente, dando um grito, ele me acompanhou, dando urros e segurando minha cintura com força, ficamos abraços nos beijando com seu membro dentro de mim, no agarra agarra gozei, tava muito gostoso e o tesão era enorme. tinhamos enchido a banheira, e fomos pra lá, nos recompomos e ficamos brincando e convervando uns momentos, até que mandou eu sentar na beirada da banheira e começou a me sugar, fui ao ceús, que delicia, apertei sua cabeça contra minha xana e gozei ..., pedi a ele pra trocar de lugar, comecei a suga-lo e seu penis começou a dar sinal de vida, fiz misérias, até que tava duro, sugeri que fossemos pra cama, meu deu um tremendo amasso, alisou minha xana e pediu pra ficar de quatro na beirada da cama com a bunda empinada, rosto e seis colado no colchão, meteu sem dó, minha xana apertava aquele pau que parecia que ia arranca-lo, ele subiu na cama comigo ainda de quatro e começou a meter quase sentado em minha bundinha, o seu penis entrava todo em mim a sensação era ótima, gritei tremi e gozei gostoso, fiquei de ladinho e ele ergueu uma de minhas pernas e começou a meter, dai pedi pra ele sentar na beirada da cama com as pernas abertas, adoro essa posição, fique em pé de costas e sentei com as pernas fechadas, a xana fica apertadinha em minutos gozei , ele se segurou, me colocou na posiçao papai-mamae e ficou metendo , me beijando, mordendo minha orelha, aumentou o ritmo e gozamos juntos, ele ficou deitado em cima de mim por alguns instantes falando em meu ouvido que sou uma putinha tarada insaviável, disse que ele tb era muito gostoso e que gostava de transar com ele. nos arrumamos, nos beijamos bastante, ganhei mais umas chupadas nos seios, eu tava em ponto de bala novamente, mas agora quem ia aproveitar era meu corninho, que garanto já tava me esperando com seu penis ereto... sai daquele motel satisfeita, tava acabadinha, a xaninha tava ardendo, tinha gozado muito perdi as contas e aproveitado daquele macho delicioso. cheguei em casa meu marido me aguardava, como de costume queria saber tds os detalhes da minha transa, adoro contar td a ele, nos deixa cheio de tesão e nossa transa cada vez fica mais gososa, ele fica procurando as manchas vermelhas das chupadas que levo de meu amante, e fica doidinho de tesão. na próxima conto como dei a bundinha pro meu amante no escritório de seu lava a jato, foi uma loucura, só de pensar fico molhadinha. beijos.