RSS contos eroticos

Conto Erotico Comi a mulher do meu amigo...

Uma tarde de verão, na praia de Guaratuba. Lá estávamo-nos, eu e mais três amigos, dois deles com suas respectivas namoradas, tomando aquelas geladinhas e jogando conversa fora. Quasse final da terde, me encontrei com um amigo Gringo e a sua esposa , recém casados, os quais estavam andando pela praia. Ficamos conversando um pouco e ofereci a eles uma cerveja. Logo apresentei eles pra turma e eles sentaram com a gente para bater papo. Detalhe, a mulher do Gringo , era muito gostosinha, não era nova, deveria ter uns 33 ou 34 anos, baixinha, loirinha, com um corpo maravilhoso. Percebi na hora a cara da galera, dos homem claro, olhando pra ela com vontade de engolir La. Realmente era tentador, RS. Mas como era a mulher do meu amigo, tentei-me assegurar ao Maximo. Entre conversas e cervejas, decidimos fazer um churras em casa e todos toparam. Passamos no mercado e fomos direto para casa. A mulher do Gringo muito simpática, ficou bem na dela, quietinha, com seu vestidinho de saída de praia branco, transparente e bem curtinho. Hummm. Quando ela sentava, aparecia aquele biquíni amarelo resaltando aquela buceta gordinha e gostosa. E a galera continuava olhando na cara dura, RS. Após algumas horas de musica, cerveja e churrasco, o álcool começou a subir na cabeça de todos nos. O Gringo e a mulher dele estavam só na caipira, e ficando bem alegres mesmo. Após algumas horas, o gringo foi comprar cigarros e deixou a mulher dele com os urubus. Ela estava dançando e eu fui a lhe oferecer uma caipira , ficamos conversando e do nada começamos a dançar. Era um forró muito gostoso, e mais ainda dançando com ela, RS. Foi mais forte que eu, quando me encostei nela. Meu pau ficou duro na hora e ela percebeu, mas não falou nada e continuou dançando como si nada. Dava para ver que ela estava bem bêbada e já com cara de safadinha, RS. Acabou a musica, e paramos de dançar, mas eu já tinha ficado louco só de ter encostado meu pau naquele biquíni amarela, macia e carnuda. Não deu muito tempo e o gringo apareceu. Continuamos bebendo e conversando como si nada. Mas eu e meus amigos estávamos loucos de tesão pela mulher dele. Um dos meus amigos começou a socar caipira nela e no meu amigo, e dale festa, ate que ela começou a passar mal mesmo. O Gringo , o qual não estava nada bem também, me pediu para ajudar a levar ela para deitar um pouco. Eu sem malicia nenhuma o ajudei a levar ela no quarto de hospedes. Deitamo-la na cama e ofereci a ela uma toalha por se queria tomar banho. Deixamo-la no quarto e voltamos para a churrasqueira. Continuamos bebendo. Em um momento deu para ouvir pela janela do banheiro, o barulho do chuveiro. Era ela tomando uma chuveirada. Comecei a imaginar a situação, de ela estar passando o sabonete naquela bocetinha gordinha, e fiquei com mais tesao. Não só eu, meus amigos só me olhavam e davam risada. E dale caipira no meu amigo, RS. Mas depois de um tempo, esqueci mos dela, e continuamos bebendo. Lá pelas 12 h, a galera decidiu ir embora. Todo mundo bêbado, RS. Eu fiquei conversando com o girngo. Após algumas caipiras mais, o cara capotou. Deito no sofá e não levantou mais. Tentei conversar com ele, mas ele estava praticamente desmaiado, roncando um monte. Decidi dar um tempo, e deixar ele se recuperar um pouco. Foi ai , nesse tempo, donde a minha cabeça começou a pirar, imaginando a mulher do Gringo deitada no quarto, bêbada e sozinha. Conferi se meu amigo ainda estava dormindo e fui ate o quarto dela. Bati a porta bem devagarzinho, mas ela não respondeu. Foi ai que decidi abrir a porta. Quase morro quando enfiei a cabeça para dentro do quarto. Lá estava ela, deitada de ladinho e completamente nua. Fiquei sem saber o que fazer. Voltei pra sala e fiquei pensando na situação. Voltei no quarto dele, com a maquina na Mao, e tirei uma foto. Fechei a porta e voltei pra sala. Sentei numa cadeira, e só ficava pensando na bucetinha dela. Dae pensei... boceta de bêbada não tem dono...!!!, RS, e foi assim que voltei pra o quarto, e decidi perguntar a ela se estava tudo bem, mas ela nem me respondeu. Fiquei sentado do lado dela admirando essa boceta gostosa, e tremendo de tesao, ate que decidi encostar nela. Ela nem se mexeu, DAE encostei a minha mao naquela buceta. Também não se mexeu, e decidi passar a minha língua nela. Foi ai que ouvi ela suspirar bem de leve, e não me agüentei. Meu pau estava muito duro e encostei-o naquela buceta, a qual estava bem molhadinha, e enfiei tudo nela. Ela continuava sem abrir os olhos , dormida, mas dava uns gemidinhos bem discretos os quais me deixavam louco de tesao.. Essa boceta era demaissss, apertada, cheirosa, macia, gordinha e depilada 100%. Não agüentei muito tempo e gozei rapidamente. Com muita vergonha do acontecido, sai do quarto bem devagar e voltei pra sala. Depois deitei e dormi . Só acordei no dia seguinte com ela agitando e acordando a gente, dizendo que já estava na hora de acordar. O gringo e ela me cumprimentaram e foram embora com uma terrível ressaca, e sem desconfiar de nada. Eu sei que ela estava bêbada, mas que lembrava muito bem o que tinha acontecido naquela noite, só que não sabia quem tinha comido ela. Mas... tenho certeza também que ela gostou da brincadeira. A única lembrança daquela bucetona, foi uma única foto tirada naquela noite. Mas valeu a pena. Passaram se os anos, eu cruzo eles de vez em quando, em algumas reuniões, ela continua gostosa, e fico lembrando daquela noite e aquela boceta gostosa. Mas lamentavelmente nunca mais aconteceu nada com ela. Tenho que me conformar olhando a foto dela,RS. Que merda...!!! .