RSS contos eroticos

Conto Erotico Doçe vingança

Sou conhecido por jb,casado com cladia.conheci cladia ainda criança,nosso pais eram vizinho,crecemos junto e por fim casamos,cladia e uma mulher belissima,um corpo magro,tipo dessas gatota de mma.um bundinha impinadinha,trasava-mos como loucos,em qualque lugar,ate em cima de um viatudo em construçao nos trsamos.assim que nos formamos fomos trab em uma multinacional,la conhecemos joao paulo,ele era negro 45 anos fazia limpesa e serviço de continuo.era atencioso com todos e muiuto animado,era ele que cantava nas nossas festinha.pois bem com a crise a empresa teve que demitir muitos empregados,eu fui um deles.meu pais que era caminhoneiro,estava aposentado me deu o caminhao que trab,no começo meu pai me ensinou tudo da estrada,começei fazendo rio sao paulo mas depois comecei ir mas longe e com isto demorava voltar para casa,fiquei ate dois meses sem ir.com o tempo notei que cladia estava me evitando,ate cheguei a comentar,ela vinha com a desculpa que era o extresse do trab,ou estava com dor de cabeça.depois sempre me ligava para perguntar onde eu estava e quando eu voltava,um dia eu ja estava perto do rio quando ela ligou.menti dizendo que ainda estava no nordeste que demoraria uns 15 dia para voltar,mas o que eu queria era fazer uma surpresa.cheguei no rio de tarde esperei para descarregar a garga,comprei flores para ela.me arrumei todo queria eatas bonito para minha esposinha.quando cheguei em casa ja passava da meia noite,abri o portao devagarinho,tirei o sapato ainda na varanda de casa,entrei devagar,fui para o corredos do quarto sei que cladia gosta de durmi om a luz do abajur ligado,quando esculto gamido vindo do nosso quato,a porta esta aberta de la vinha o som.quando cheguei perto tive uma surpresa,la estava cladia deitada na cama,pernas levantada tipo frango assado.e um homem enfiando o casete nela,ouvi cladia pedido,vai negao enfia este pauzao negro na tua branguinha,me fode negao,ele enfiava tudo,dava tapas na cara da vagambunda,chigava ele de piranha,puta,cachorra que ela queria o pau do negao entao toma.minha vontade era entrar e encher os dois de porrada mas nao.fiquei ali assistindo.dado momento ele tira o pau da bucetinha,puxa ela pelo braços e manda ele chupar o casete,dizendo vai puta chupa o casetao do negao,pois quero gosa nesta boquinha branca,cladia caiu de boca ,ele fudia a boca dela como se fosso um buceta.dai a pouco ouvi ele gosado.minha esposa ainda limpou tudo engoliu ate a ultima gota.logo depois escultei ele mandar ele ficar de quatro pois queria comer o cusinho dela.assim que ele se pois de quatro ele mandou ver sem lubrificar sem nada e ela mandava dizendo,vai negao me fode,rasca este cusinho vai negao que eu quero gosar vai filho da puta fodr este cu.eu virei e fui para a sala,sente-me no sofa desiludido.eu era corno minha muher estava me corneando.da sala ainda continuei ouvindo eles fudendo por uns quarenta minuto.logo depois o silencio.ja era umas tres hora da madrugada quando ouvi eles começarem novamente,depois ouvi passos vindo para a sala.fui para perto da porta quandos eles chegaram agarradinho se beijando.acendi a luz.os dois pegos de surpresa,joao paulo deu um empurrao em cladia,saiu correndo para os fundo da casa,cladia com as maos na cara nao acreditava no que estava acontecendo.so ouvi ela dizendo meu nome.jb,o desepero tomou conte,ela estava horrorizada,pedia perdao,desculpa eu nao merecia isto coisa deste genero,eu dei dois passos em direçao a ela dei-lhe um tapa tao forte que ela caiu no sofa,fui ate o quarto pegeui uma muda de roupa e sai,mas antes joguei-as flores encima dala em seguida uma gusparada.antes de fechar a porta ouvi ela pedindo para voltar,fui para o meu caminhao ,logo cedo peguei um garga e cai na estrada,cladia passou a me liga mas eu nao atendia ,fiquei uns quatro mes fora de casa.mas um dia meu pai me tefona parguntando quando eu ia voltar,pos cladia precisava de minha presença em casa.reposndi que naquele momento nao podia pois estava no auga da soja e tinha que lavar ate o porto de santos,levei mais um mes.voltei pos o caminhao pracisava de manutençao.chegeui no rio a noite fui para casa de me pai que nao me reconheceu poi eu estava um lixa,cabeludo,barbudo.tomei um bom banho deitei-me na minha cama de solteiro nao disse uma palavra.dormi como nunca,no outr dia acordei meu pai preparava o almoço,quandoalmoçava-mos contei tudo,ele perguntou o que eu ia fazer disse-lhe que ia separar-me de cladia,ele sorriu disse para releva pois todos erram,que eu desse um voto de confiança a ela.pois ela era uma boa passoa.depois do almoço fui ate em casa deixei minha mala e sai,cladia esta trab,so chegaria a noite,a tarde aproveitei e fui a praia,quando escureceu fui para casa.encontrei mina sogra,ela veio me abraçou disse que estava com saudades,preparou o jantar e foi para casa dela.fiquei na sala esperando cladia sair do banho.quando ela chegou a primeira coisa que vi foi sua barriga.cladia esta gravida.xinguei perguntei por que,ela sentada no sofa começou a falar,com minha ausencia ela ficou carente,sentia minha falta,etc foi quando uns amigos convidarm para uma festinha,la todos estava bebendo,dançando foi ai que apareceu joao paulo,ficaram brincado ate a hora de ir embora.joao paulo pediu carona a ela e no carro,devido a bebida que tinham tomado aconteceu.se beijaram e foram direto para o motel.depois os encontros começaram em casa,pois o dinheiro era pouco e ele nao deixava ela pagar a diaria do motel,isto foi ate aquele dia.nao falei nada fui para o bar,deixando ela sozinha.passei a dormi no sofa,nao falava-mos nada.passei a viajar por mais tempo ficando pouco em casa um dia recebi o telf de meu pai avisando-me que cladia dera a luz,que era menino.passou mais uns tres meses,quando cheguei vi cladia cuidando do filho,perguntei como ela estava,na verdade cladia estava linda.a noite sai ela parguntou onde eu ia,respondi que ia procurar fora o que eu nao tinha mais em casa,cladia abaixou a cabeça e nao falou nada.quando cheguei detei-me no sofa.dormia quando uma mao acariciou meus cabelos.era ela que pedia para eu voltar para cama,como nao disse nada ela deitou ali no chao ao meu lado.mandei ela voltar para cama ela disse que sem o marido dela era preferivel dormi no chao ao meu lado.deixei que ele me levesse,fissemos sexo como nunca naquela noite,minha raiva passara.voltamos a boa,certa ocasiao cladia chamou-me para irmo a uma festa de empresa,fomos pois era bom rever os amigos.a festa estava animadissima,cladia e eu dançamos coladinho,ate que cladia me apresentou rosa.uma morena linda,corpao tipo passiste de escola de samba uma loucura.passamos o resto da festa conversando,a parti daquele dia ficamos amigos,sempre que vinha para casa nos tres jantavamos junto,rosa passou a vir a nossa casa.so sei que rosa me cativava,cladia percebia isto mas nao falava nada.em certa ocasiao rosa precisava muda-se pediu se eu nao podia arranja alguem para ajuda-la.na mesma hora eu me prontifiquei a fazer,arranjei com um amigo um caminhao,meu amigo ficou louco quando viu rosa,todo assanhado ,rosa foi muito simpatica conoco,quando a mudança acabou dispensei meu amigo ,dizendo que ia fica para ajuda na arrumaçao.logo quando tudo estava no seu lugar,rosa me deu uma toalha para tomas banho e foi pedir uma pizza e uma cerveja para nos,assim que acabamos ela foi colocar o filho para dormi,pois ja era tarde e o garoto tinha que ir para creche,eu ja ia sair quando ela mandou esperar para acabar com as cervejas.demorou quase uma hora,quando voltou esta um tezao,xortinho colado ao corpo.uma camiseta que revelava dois belos seio.sentou-se perto de mim.ficamos ali de conversa fiada,ate nao aquentando mais dei-le um beijo gostoso,beijar aquela boca era o que eu mais queria,meu pau esta duro esprodindo por baixo da bermuda.rosa tirou minha camisa,puxou a bermuda para o chao,caiu de boca no meu pau,fez um boquete gostoso,quando fiz mensao de tira pois estava para gosa,ela afastou minha mao.e com mais uns movimento me fez gozar,bebeu tudonao deixando um so gota,dali seguimos para o quarto,la acabei por tirei a roupa dela cai de boca naquele corpo.dei-lhe um banho de lingua da cabeça aos pes.fizemos um delicioso 69 sorvi cada gota que rosa gosava,depois era hora de te-le,fui a loucura ao senti o calor da bucetinha de rosa,meti como nunca,fizemos de tudo na cama.mas era hora daquilo que eu queria tanto sexo anal,virei rosa com cuidado beijei o cusinho com carinho,enfiei um dedo depois outro mas ja estyava na hora do meu pau saborear aquela delicia,com cuidado fui colocando devagar,quando ja tinha colocado tudo esperei ela se acustumar,ai comecei a dar estocada.ficamos neste ritimo ate que senti que ela ja ia gosa,aumentei o ritimo gosamos juntos.quando terminei rosa veio ate mim,disse que tinha sido muito bom.mas ela nao queria tirar marido de niguem.pois rosa tinha sofrido muito depois que a mulher de joao paulo descobriu o caso.foi o maior escanda-lo na empresa,pois joao paulo tinha sido demitido.se eu quisese continuar teria que ser assim.na horas vagas,concordei .quando cheguei em casa cladia esperava-me ,depois de trasamos ela perguntou.e ai aconteceu.fui sincero contei tudo,perguntoume se estava feliz.respondi que sim,deu-me um beijo durmimos juntinho.hoje sei que sou o homem mais feliz do mundo.tenho duas mulheres otimas que nao me cobra nada,transamos como nunca cada vez mais.fico louco para voltar para os braços das minhas amadas.abraços a todos.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.