RSS contos eroticos

Conto Erotico Eu e o Nicanor

Meu nome é Sara,tenho 25 anos,163mts de altura,bumbum rebitado,trabalho de faxineira numa casa,onde existe um motorista por nome de Nicanor. Lá tambem tem a Sonia que é sobrinha do patrão,trabalha com cozinheira,a gente se dá muito bem,inclusive foi ela a que me indicou para trabalhar nessa casa,eu tambem sou grata a ela.Nicanor,um sujeito boa pinta,bonitão,gosto dele,a gente se curte. Um belo dia conversando com ele a sós,me disse que já transou com a Sonia,confesso que não estranhei nada,pois já desconfiava do lance deles dois.O Nicanor já tinha fama de comedor,apesar da sua discreção,como era solteiro,eu considero normal.Uma tarde eu estava a só,o patrão tinha viajado com a patroa e levou tambem a Sonia,então eu ia até lá para abrir a casa,limpar,molhar as plantas dos vasos esparramados em toda casa.Nisso chegou o Nicanor,com quem não quer nada,nos beijamos como de costume,fomos lá pra cozinha preparei um café para nós dois,lá fora estava uma chuva,uma tarde propícia para um casal sozinho.Ele se aproximou de mim,me elogiando dizendo que eu era linda,eu me arrepiava toda,minha bucetinha piscava de tesão,fazia tempo que eu o queria,ele pra me provocar me disse: ---Oh Sara,lá fora tá um chuva gostosa,uma trade boa para o amor,que tal hen!Eu respondi com a vóz tremendo de medo,na mesma hora ansiosa: ---Ai Nicanor,eu amo vc,mas aqui não é perigoso alguem chegar de repente?Ele me cochichou no ou vido dizendo: Se vc quizer,essa tarde será inteiramente nossa,tô louco pra fazer um amor com vc.Em seguida me abraçou,me chamou para o beijo,eu não aguentei e cedi a ele,já passando a mão na minha bunda dizendo no meu ouvido,coisas gostosas: ---Faz tempo que quero ver o seu bumbum sem a calcinha,rebitado para mim. Fomos para um dos quartos,eu me deitei de bruços,ele me levantou minha saia rodada,puxou a minha calcinha,começou a me lamber o meu rego,meu cuzinho,me virei de fente,ele me disse: ---Abre bem as perninhas meu anjo,eu vou metê na sua bucetinha,eu abri,ele meteu,eu gemi,ai meu amor gostoso,mete tudo,ele metia gostoso,até que que ele esporreou na minha buceta.Depois me falou,fica de quatro,que vou comer o seu cuzinho.Eu fiquei de quatro pá pra ele,meu lubrificou com o resíduo da porra,meteu,eu gemi de novo,ui bem devagar,ele dizia,que cu gostoso,eu dizia minha bundinha,é sua,meu cuzinho é seu me enche de porra,não demorou o pinto dele descarregou mais leite no meu cu totalmente deflorado,valeu a pena. Nicanor é meu amor.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.