RSS contos eroticos

Conto Erotico Eu era uma chifreira e nao sabia

Meu nome e Sandra, tenho 32 anos sou loira tenho 1,67m e 54kg e uma bunda que, modéstia a parte, chama muita atenção Por onde passo, ate porque nunca me preocupei com o tamanho da minhas roupas mesmo após meu casamento, que já dura 5 anos, mas o fato que vou relatar agora aconteceu ano passado e mudou a minha vida, graças a uma simples bijuteria que ganhei de uma amiga, a famosa tornoseleira, que ate então não conhecíamos o seu significado.
Meu marido sempre gostou que eu usasse roupinhas provocantes, mesmo em nossa pequena cidade no interior, mas nunca abusamos muito, exceto em nossas viagens, onde eu tinha, a pedido dele, um figurino todo especial com micro saias e shortinhos curtíssimos e um micro biquíni fio dental que deixa uma marquinha que deixa ele doido alem, e claro, da minha tornozeleira.
Chegamos em natal de madrugada e só conseguimos descer pra piscina as 14:00 horas, era meio de semana e tinha poucos hospedes na maioria coroas e umas crianças na piscina infantil, mas mesmo assim resolvi tirar a canga e mostrar meu biquininho sem me importar com as outras pessoas, pouco tempo depois percebi que um dos coroas me olhava de um jeito bem diferente dos outros, ele era negro e aparentava uns 50 anos mas tinha um ótimo físico apesar da idade, não tirava os olhos de mim nem quando meu marido estava vendo, na hora fiquei um pouco assustada, mas meu marido estava gostando da brincadeira e eu ja estava ficando exitada com aquilo tudo, pois nunca havia experimentado um negro na busseta muito menos no cuzinho. Notei que ele alisava seu penis por cima da sunga e que o volume era bem grande, ele se levantou e foi para o bar da piscina e mandou um garçom nos convidar pra sentar na mesa dele, meu marido aceitou então tive que ir também ele foi muito simpático e cavalheiro sempre me elogiando não demorou muito para o rumo da conversa ir para o sexo, ele sempre contando suas aventuras com ar de macho alfa e meu maridinho só escutando e eu já com o tesao a mil, foi quando ele revelou que a sua principal fantasia era comer mulher casada na frente do marido, e que isso e mais comum do que se pensa.
Mas como você consegue saber se o casal aceita isso? Perguntou meu marido.
Essa e a parte mais fácil, principalmente depois da internet, mas eu gosto mesmo e de caçar corno por ai( risos) depois e só ver se a mulher tem aquele jeitinho de chifreira, ai e só chegar junto e ter paciência pra não espantar, mas depois que eu fisgo o casal já era, tenho muita sorte aqui em natal, vem corno do Brasil todo, mês passado fiquei com um casal de Uberlândia, a safada levou pica no cu o fim de semana todo e a cornaiada fica doida principalmente porque sou negro e muito bem dotado. Nessa hora ele olhou pra mim bem safado, e eu estremeci todinha, aquele homem tava me deixando doida com seu jeito dominador e ele sabia disso, era impressionante como ele não se importava de falar essas coisas na frente de uma mulher casada, parecia que eu era uma puta qualquer com o seu cafetao, e o pior que meu marido nem ligava, eu já estava ensopada e morrendo de raiva da passividade do meu marido, a gota d’água foi quando ele olhou pra mim e disse toda loira gostosa tem vontade de dar de quatro pra um negro bem dotado, olhei pro meu marido pensando q ele ia virar a mesa e dar uns tapas no safado, mas ele como um corno manso de carteirinha me perguntou, e verdade amor? Você e uma loira gostosa, tem tesao num pau preto? Fiquei enfurecida com a idiotice do meu marido já estava tontinha pela bebida então soltei o verbo e disse na cara dele e olhando pro negro safado, concertesa, só doida pra sentir uma tora preta, ele começou a rir e disse pro meu marido, ta vendo ai, meu instinto não falha, você e sua mulher são o perfil que eu procuro uma gostosa dessa, uma calcinha assim, e você toda empinadinha pro negao... só pode querer rola preta no rabo, olhou pra mim e disse pede pro teu marido o que você quer.nao sei o que deu em mim, estava hipnotizada... amor eu quero, falei sem pensar...
Fala pra ele o que você quer!!! Ordenou
Quero que ele me coma, quero sentir esse pauzao ...
O corno apenas disse, va em frente
Ele riu mais uma vez e perguntou, será que ela agüenta no cu?
Já passava das17:00 horas o bar estava vazio Fabio então riu e disse senta aqui safada perto do teu macho, obedeci na hora, sentei bem pertinho dele, ai ele falou disfarça e segura aqui o bichão, era enorme, minha vontade foi sentar ali mesmo mas me contive, o safado me deu um beijo na boca e eu retribui com prazer sem soltar o caralho dele, estava completamente dominada.
Eu agüento, mas tem que ter paciência. Assumi minha condição de chifreira.
Se tem uma coisa que eu sei fazer e enrrabar mulher, você vai levar tudo sem fazer careta.
não agüentamos muito tempo e subimos para a nossa suíte, onde finalmente podemos nos libertar de nossas roupas e pude contemplar a pica toda, chupei mamei gostoso mandei ele deitar e sentei bem devagar ate entrar tudo, nunca imaginei que iria agüentar aquela pica enorme, meu corno observava tudo atentamente e se masturbava, me viu ficar de quatro e pedir rola no cu, ele disse amor você não vai agüentar. O macho me tranqüilizou, disse relaxa bem que eu sei o que estou fazendo vo enfiar todinha na sua bundinha e você vai adorar, relaxei bem mas mesmo assim doeu um pouco, mas o cara era bom mesmo meteu gostoso no meu cu uma rola grossa e cabeçuda gozei com a pica dele La dentro e ele lambuzou minha bunda toda, no final ele revelou que alem da minha cara de safada e da de corno do meu marido, só chegou junto por causa da tornozeleira, só assim descobrimos o seu significado, durante os 3 dias que ele ficou no hotel ele fez questão de mostrar pra todo mundo que me comia e eu adorava ser a putinha dele e todo mundo sabia que meu marido e um corno manso, voltamos pra nossa cidade, mas nunca mais deixei de usar a tornozeleira, sempre quando viajamos encontramos um macho atento que entende a mensagem e mete gostoso em mim na frente do meu mansinho.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.