RSS contos eroticos

Conto Erotico Mamei gostoso no Ricardão

Sou Sandra,28 anos,admito que sou vulgar,gosto de meter e rebolar em pirocas e em bananas também.Adoro bananas só que não para comê-las se é que você me entende.Sou dona de uma perereca aconchegante e molhadinha,que está sendo arregaçadinha pelo vizinho do andar de cima.Ele é o Ricardo 34 anos ,dono de um pau duríssimo e preto.Sou louca por pinto preto,duro e cheio de veias inchadas.Somos "amigos" e de vez em quando a gente se fode.Confesso que ele mete beeem gostoso!!!Na tarde de ontem,eu fui lá pra cima, pra casa dele.Conversáva-mos numa boa até que ele começou a falar algumas putarias do tipo:"você tá doida pra dar umazinha e'' tô vendo a sua bocetinha piscando".Eu estava de shortinho curtíssimo que marcava bem a minha (racha).Estáva-mos no sofá da sala,dei um sorrisinho bem safado e comecei a alisar o pinto dele por cima da bermuda,ele me olhou no fundo dos olhos e e enfiou a mão por dentro de sua bermuda e arrancou pra fora o seu piru e ficou balançando-o pra mim.Fiquei doidinha,enfiou o piru dentro do meu shortinho e começou a esfregá-lo na minha xoxota sem introduzir,só estava pincelando ele percebeu que estava sem calcinha e me chamou de "pererecuda",mordeu minha nuca e arrancou meu shortinho,tirei minha camiseta.fiquei nuinha em pêlo(minha perereca é cabeluda) e isso o deixa taradinho.os dedinhos dele começaram a acariciar a minha xota e sumiam entre os meus pentelhos negros.arranquei sua bermuda e apalpei o pinto dele que ainda estava dentro da cueca branca,ele meteu a mão na minha bunda e puxei a cueca dele pra baixo e acabou de tirá-la,ele estava sem camisa.As roupas ficaram pelo chão.ficamos peladões no sofá.Ricardo começou a me beijar de língua e senti sua geba cutucando a minha bunda.agarrei seu pinto e comecei a esfregá-lo.ricardo me pediu pra chupar suas "bolonas"pretas,elas mal cabiam em minha boquinha delicada.Suas"bolonas "são ásperas, dá ainda mais tesão na boceta.me ajeitei no sofá e abri bem as pernas ele enfiou devagarzinho o pinto,eu gemia e apertava sua bunda.Prendi a cabeça de seu pinto dentro da minha perereca.Ele deu um grito, uma mistura de susto com dor.o perfume dele estava em meu corpo,de acordo com que socava o pinto dentro da minha buça,as bolonas iam batendo violentamente na minha bunda.me chamou de gulosa e mordeu meu queixo e beijou meu pescoço lentamente,depois de muito mete-mete a piroca dele vomitou dentro da minha grutinha e escorreu lambuzando o meu cu,que ele já penetrou em outras ocasiões,sequei meu cu no lençol de forma sensual e ele ficou me olhando com água na boca.O quarto estava com cheiro de putaria,o pinto dele já tinha amolecido e ele começou a esfregá-lo em minhas coxas,eu ainda não estava satisfeita, minha boceta ainda pedia mais foda,comecei a esfregar minha chana naquele pinto mole que estava todo babado de porra,ficamos de pé no chão ,arreganhei com as duas mãos a xereca,ele não resistiu se agachou na minha frente e me penetrou com a língua bem lá no fundo, enlouqueci,meus olhinhos reviraram e comecei a tremer na boca dele.Gozei,lambi meu gozo da boca dele.Fomos para o chuveiro e ficamos nos bolinando começamos a esfregar nossos sexos outra vez,ele se sentou no vaso sanitário e eu me encaixei na pica dele que já estava durona outra vez comecei a rebolar pra cima e pra baixo,pra frente e pra trás,ele mamou nas minhas tetas,gozamos juntinhos,depois do banho,recolhi minhas roupinhas do chão,ficando de quatro pra ele,que continuava peladão. Me vesti olhando em seus olhos,na hora de vestir meu shortinho,puxei-bem pra cima pra ficar enterrado na xereca e no cu,dei uma última mamada em seu saco e desci para minha casa com seu gostinho em minha boca.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.