RSS contos eroticos

Conto Erotico Marido bÊbado oferece mulher gorda a amigos

moro em são paulo, mas sou do interior do rn. o que vou contar aqui foi um fato real que aconteceu comigo uns quatro anos depois que casei com meu tio, isso mesmo, meu tio que depois de voltar de sp com algum dinheiro me seduziu e mesmo algumas pessoas da minha família ter feito oposição ficamos juntos. ele um coroa com seus 42anos e eu uma jovem de 19. ele me levava pra passear de carro e não perdia a oportunidade de me cantar, muito safado um dia viajando da nossa cidade pra outra um pouco distande parou em um lugar deserto e me agarrou, ele já sabia que eu estava afim, pediu que eu tirasse o pau dele pra vora e chupasse, quando descobriu que eu não era mais virgem me chamou de arrombada e disse que pelo menos o cú quem iria ser o primeiro era ele, foi muito dificil dar o cú a ele, seu pau era muito grosso, mas ele foi muito safado e conseguiu, gozou no meu cú e pediu que eu o chupasse com o pau cheio de bosta e porra, chupei enquanto ele me xingava de coisas horriveis que no começo não gostei muito, mas depois...todas as noites nos nos encontravamos no mato por tras da casa da minha avó e ele me comia sempre me tratando como uma vagabunda, o meu cú nuca escapava ele comia duas ou tres vezes. até que casamos e ele me levou pra morar com ele em sp, contrariando a vontade de muita gente da nossa família.
eu engordei muito, já era um pouco gordinha, mas fiquei ainda mais, ele não me deixava sair muito, eu ficava o tempo todo em casa e acabava comendo muito. peitos enormes e bem duros, uma bunda grande e branca. ele quando chegava do trabalho sentava no sofa abria a calça e mandava eu chupa-lo todo sujo, as vezes me pedia pra sentar com o cú no pau dele depois de chpa-lo por uns 20 minutos, quase sempre gagava no pau dele, ele amava.
bem, o que vou lhes contar começou quando ele trouxe cinco amigos pra beber num domingo na nossa casa, ja estava com 25 anos e como ja disse bem gorda. dos 5 caras apenas dois eram casados, todos acima dos quarenta, 3 bem negros meio barrigudos sendo dois bem peludos, e dois morenos claros sendo um alto bem magro. um deles assim que chegou disse ao meu marido brincando "veio safado peegou logo uma muier bem nova né cachorro", e esse ficava me olhando o tempo todo. fiquei os servindo a tarde inteira sempre observando que todos eles me olhavam com cara de tarados, meu marido acho que percebia, ate que dá cozinha ouvi um dos negros chamado chico dizer que tinha saído a duas semanas com uma puta de um bordel lá proximo e que ela não tinha aguentado o pau dele no cú todos riram muito inclusive meu marido, eu fiquei pensando e excitada, depois meu marido disse isso aconteceu porque o chico não sabe comer um cú e que comia o meu todos os dias, seus amigos começaram a falar baixinho. de repente meu marigo chegou na cozinha e começou a me agarrar por tras e disse que queri meu cú agora, me arrastou para o quarto me colocou de 4 pedeiu pra eu cuspir no dedo e enfiar no´meu cú o deixando bem lambuzado aí ele enfiu o seu pau que estava muito duro, então ele bombou no meu cú por um tempão ate que gozou, seus amigos estavam do outro lado ada porta ouvindo meu gemidos, eles tinham combinado com meu marido.
meu marido voltou para o quintal com os colegas e começaram a rir e eu fui ao banheiro limpar meu cú que derramava porra quente. quando saí meu marido me chamou pra servir mais bebida e comida, quando cheguei no quintal com muita vergonha eles estavam rindo e meu marido disse pro chico que quando fosse comer um cú procurasse uma gorda como eu que aguenta rola grande, todos riram. meu marido então me puxou me virou de costas para seus amigos e disse:"olha que rabo bom" e levantou minha saia. então me disse que eu tinha que dar pra todos seus amigos, sem o contraria já que era muito violento me aproximei dele e tirei pra fora o pau de todos e comecei a chupar. o pau do chico era enorme e eu fiquei com medo dele querer meu cú. meu marido pediu que eu chupasse só o antonio pois fazia 1 mes que ele não trepava, antonio negro e meio barrigudo ficou de pé na minha frente e eu ajoelhada o chupei, logo gozou na minha boca e pediu pra eu engolir. fui pega pelos cabelos elias, um magro alto que me colocou de quatro num sofa velho nos vundos e comeu meu cú enquanto os outros tres disputavam minha boca com aquelas rolas sujas, grandes e duras, logo ele tb gozou dentro do meu cú e arregaiou dizendo que era pra porra sair todinha, meu cú fez um baruho de peido e todos riram, meu marido disse:"é pra meter no cú dessa puta". dedé, um outro negro sentou no sofa madou eu sentar no torno, quando fui sentar com minha buceta, ele disse que era pra eu tirar a buceta arronbada do pau dele que ele só queria meu cú, levantei e sentei com o ´cú, fiz cavalinho com o cú e ele não gozava, o chico disse brincando que o dedé tinha a porra preze, ele só gozou quanto me deitou o a bunda pra cima e fudeu meu cú. o outro comeu minha buceta e gozou na minha boca fazendo eu engolir.
ainda faltava o chico, ele veio abriu minha bunda e disse que eu era uma vaca gorda e safadae que ia levar uma rola de jumento no cú, ele veio devagar e disse seria carinhoso, encostou a cabeça na entrada do meu cú, colocou a cabeça e pedir pra mim rebolar, eu estava rebolando quando ele meteu toda com muita força eu gritei e ca´pra frente seu pa saiu do meu cú, disse que doeu. então o antonio e o dedé me seguraram e disse que eu deixasse de frescura. o chico disse: vai ser no cú e fazendo frango assado, os outros dois me seguraram e me arreganharam todo e o chico sem pena começou a bmbar no meu cú, meu marido pediu pra ver de perto e o chico tirava o pau e abria bem meu cú que ja não sentis nada com aquele pau imenso. relaxei tanto no pau do chico que quanto ele tirou pra abrir meu cú o pau dele siau cheio bosta com porra, ele enfiou na minha boca eu quase vomitava mas eles me seguraram e me fizeram engolir porra com bosta. depois todos tomaram banho de mangueira no quintal, nús com aqules paus enorm de fora. rezei pra eles logo irem embora pois ainda queriam mais, e meu marido disse que todos iam dormir na nossa casa. durante a noite todos me comerem varias vezes, queriam colocar todos os tipos de coisas no meu cú mas o chico e o antonio não deixou, disserem que o meu cú foi feito pra pomba e levei pmba ate amanhecer, nem levantava como uma vaca gorda sendo comida por todos os toros do curral. quanto todos dormiram fui tomar banho no banheiro dos fundo para não fazer barulho quanto o chico chegou e perguntou se eu estava bem, disse que achava que sim, l começou a me lavar e me deixou cheio de espuma de sabonete, perguntou se meu cú estava ardendo eu disse que um pouco, então ele colocou minha mão no seu pau acariciou minha bunda e disse que queria mais, ensabuei o pau dele, ele sentou no vaso sanitario e rebolei com o cu no pau dele, quan to ele gozou disse que eu era um gorda muito boazinha nem tinha cagado denovo no pau dele. dormi no sofa dos fundos quando acordei eles ja tinham ido e meu marido tb, quando ele voltou do trabalho a gente conversou e ele disse que iamos sempre fazer aquilo.

eu sempre tenho medo quando ele recebe amigos.