RSS contos eroticos

Conto Erotico Meu marido comendo a esposa de seu amigo.

Mulher de amigo meu, eu como!

essa historia e a minha fantasia predileta ( tem tantas e a minha donzela e que incentiva e escreve), um amigo, convidou para ir na casa dele. nunca tinha ido lá, apesar de sempre -
encontrar ele nos bares e no futebol, quase cai de costa com a beleza da mulher dele, -
(acho que, ela tinha se arrumado pra min, )nao que que ela nao fosse bonita, mas neste dia. -
ela caprichou! loira com cabelos compridos, (médio) olhos azuis???!!! me confundo sempre.
e um corpaço, seios grandes, e uma bunda...
o amigo chama a sua esposa e diz;
olha quem chegou!! senti um certo tremor.
sentamos no sofa e ficamos conversando um bom tempo, mas meu interesse era para a loira dele!
a mulher de meu amigo, ela estava sentada na minha frente, movimentava as pernas de -
uma forma muito sensual e eu estava louco de tesão., quando nao aguentei mais pedi para
ir ao banheiro, o amigo disse que eu estava convidado para jantar e eu concordei.
quando entrei no banheiro foi muito dificil tirar o pinto de dentro da calça, de tão duro, ti-/
ve que abaixar as calças e a cueca, pois nao conseguia tirá-lo através da abertura do ziper
alem de que me pau e meio grosso, 19cmx6,5cm espessura., para minha surpresa no box do chu-
veiro estava secando uma calçinha, que só poderia ser da loira. o cheiro era muito gostoso
e trazia a fragrância de sua boceta. eu nao resisti, bati uma bela punheta!
até que demorei um pouco e quando saí, satisfeito, o amigo perguntou se eu estava pas-
sando mal, eu disse que tive uma indisposição, mas que era passageira.
sua mulher depois de preparar o jantar foi para o banheiro e deve ter percebido que sua calçinha
estava mexida, saiu de lá com um sorriso bem largo. durante o jantar, que estava otimo,/
continuamos conversando, quando quase engasguei: a loira, por baixo da mesa, começou a
passar o pé descalço na minha perna! eu fiquei sem saber o que fazer, o amigo não notava
nada e falava animadamente, bebiamos vinho com muita gula.
jantamos e voltamos pra sala, o amigo estava mais pra lá do que pra cá: disse que nao es-
tava bem, pediu liçença e foi para o quarto, em minutos tava dormindo, fiquei surpreso, -
nem tive tempo de me despedir, fiquei sozinho com a gostosa da mulher dele.
ela sorriu pediu desculpas e disse que de fato ele nao estava bem, mas nao era nada sério.
de repente sem nenhuma cerimonia nos beijamos, foi um beijo muito gostoso com nossas -
linguas se enroscando com muita volupia, aproveitei e passei a mao no corpo dela.
era muito macio e tesudo, logo estavamos sem roupa e ela pulou em cima de min, seu -
cheiro era muito bom e me deixava maluco, as caricias foram aumentando e eu enfiei os de-
dos em sua xana.
ela estava louca e toda molhada pra me receber, depois enfiei o dedo em seu cuzinho, ela
vibrou e apertou as pernas para sentir a penetraçao dedal.
ela nao desgrudava da minha boca e lambia com muita vontade meus labios, incrivel como
ela se atirava de forma tao safada pra cima de min.
eu nao tinha nada a ver com a vida sexual do meu amigo, mas sua mulher estava com uma falta
de pinto danada!
mas meu dever era ajudar o amigo da melhor forma possivel! eu continuei a apalpar aquela
gostosa pela parte de dentro! a loira cada vez mais se remexia e gemia, estava com os ma-
milos duros e ficava cada vez mais vermelha, eu chupava as tetas dela e ela enlouquecida
dizia, mama os peitao da sua vagabunda....sua puta.....sua escrava...sou toda sua.
agarrou o meu pinto e passou a a me mastubar com as duas maos.
nao deu outra, logo esporrei, ela abocanhou o sêmen que escorria e lambeu tudo, parecia
que estava morrendo de sede.
engoliu tudo!
passei chupar a sua buceta rosada, meti a lingua por dentro e por fora chupei seu grelo...
ela quase que desmaiou de tanto prazer, nao que eu fosse um amante muito bom, mas acho
que era falta de atendimento do meu amigo!.
deitada no chão com as pernas abertas, a gostosa disse que o marido estava com um problema
funcional e o pinto não endurecia fazia uns três meses e ela estava muito carente de sexo.
eu nao tinha nada com isso e o meu caralho ja estava igual um aço, como ela ja estava de
perna aberta toda arregaçada eu aproveitei e fui enfiando o meu pauzão, bem devagar pra
dentro dela, ela esta toda lubrificada, molhada...melecada foi entrando facil eu aproveitei
pra tirar o seu atraso, com as duas mãos levantei seu corpo e fiquei ajoelhado, com isso eu
conseguia afundar ainda mais meu pauzao em sua xota apertada, que delicia! ela ficou
com o corpo apoiado nas minhas coxas e com os braços no sofá, foi um tesão só! como eu
não podia ser muiito rápido nas estocadas em sua buceta para nao fazer muito barulho, a
transa foi bem devagar e isso agradou muito a ela, pois sentia cada centimetro da minha
jeba enterrada até os coquinhos em sua buceta! ela sentia fundo.....sentia bater meu saco
na sua bunda maravilhosa...ela nao parava de falar que aquela era a trepada mais gostosa
que já tinha feito....
e que o meu amigo nem sabia comer uma mulher como eu estava fazendo.
eu nem prestava muito atençao no que ela dizia....metia a piroca na mulher do meu amigo,
estava com um tesão danado e resisti o que pude para segurar a porra, consegui ficar um
pouco mais e depois gozei com vontade....
a gostosa soltou o corpo e eu pude desmoronar em cima dela, ficamos colados um bom tempo ...
e sussurei em seu ouvido....logo, logo vou comer o seu cuzinho, e ela respondeu:
nao vejo a hora de te dar esse prazer....
ouvi um barulho vindo do quarto, me arrumei o melhor que pude, coloquei calça, camisa e
limpei a cara, ela saiu andando para o banheiro e o amigo apareceu.
disse que estava precisando de um café e foi para a cozinha, eu consegui me arrumar
melhor e quando o amigo saiu da cozinha com o copo de café, trouxe um para min também.
tomei e ficamos conversando um pouco mais, perguntou pela sua mulher e eu disse que ela
também nao estava muito bem, tinha ido ao banheiro acho que o vinho fez mal. notei que a calçinha da safada estava no chão, embaixo da mezinha, eu fiz um malabarismo tremendo
para puxar com o pé e empurrar para baixo do sofá. o amigo parecia meio sonolento e não
percebeu nada, inventei uma desculpa e disse que precisava ir embora, o amigo pediu que
eu esperasse para se despedir da sua mulher. eu disse que estava atrasado e precisava ir, agra-
deci a noite agradável e sai.
noutro dia encontrei sua mulher e ela disse: que loucura...você e gostosão e louco da cabeça,
me encheu de porra....
foi em quase todos os buracos....
loucura...loucura.....
perguntei: se arrependeu? ela disse, claro que nao...loucura foi você me comer sem camisinha.
e se eu fico gravida...já pensou?
vai saber!

a historia é fantasia, mas a loira e real, porenquanto eu minha deusa vamos fantasiando essa
mulher, logo logo conto esse fato baseado em fato real, pois ela com certeza tem vontade de
me dar! sinto isso, mesmo que ela não queira, seu jeito já a denunciou várias vezes e algumas
pessoas ja perceberam, pois seu tratamento comigo e diferente, ela dá alguns moles...
e já tenho até titulo...
o dia do meu sonho foi realizado, comi a minha loira apaixonadamente...
fiz ela gozar por todos os poros!

até breve.