RSS contos eroticos

Conto Erotico O sabor de saber que é desejada I

Oi eu me chamo Eunice tenho 34 anos e a primeira vez que escrevo, mas eu precisava relatar o que aconteceu comigo e o que esta acontecendo, pois não tenho ninguém que eu confie para conversar sobre o que eu vou relatar aqui. Mas vamos ao conto e tudo o que eu relatar é simplesmente verdade. Tudo aconteceu a mais ou menos um ano atrás, sou casada há 12 anos com o Carlos, casei com vinte e dois anos, na época havia tido apenas 3 namorados incluindo o meu marido, hoje tenho um filho com 4 anos de idade. Meu marido sempre preservou a família tanto é que ele nunca levou pessoas que não fosse da família para dentro de casa, até que ele conheceu um amigo de serviço e fez muita amizade com ele, com o passar do tempo essa amizade cresceu e eles se tornaram grandes amigos até que um dia eu e o Carlos fomos convidados a ir ao aniversario da esposa dele e ai foi aonde tudo começou. No dia do aniversário deixamos nosso filho com a minha mãe e fomos para a festa, chegando à casa do Edson este é o nome do amigo do meu marido, fomos bem recebidos tanto por parte dele como por parte de sua esposa que se chama Vera, eles são um casal na idade de 45 anos ele 51 anos ela, Ficamos a vontade durante a festa demos muitas risadas conhecir varias pessoas até que certo momento o Edson veio a nossa mesa e sentou-se para conversar com o meu marido e logo em seguida veio a sua mulher, conversamos bastante ate que a Vera levantou e foi falar com uma amiga sua e o meu marido também levantou para conversar com um amigo seu, deixando eu e o Edson na mesa, fiquei meio sem graça, pois nunca tinha conversado com ele a sós, foi quando ele me disse que o Carlos deveria ser muito feliz e sortudo por ter uma mulher igual a mim, na hora não entendi o porquê ele me falou aquilo então perguntei a ele, disse que eu era muito bonita e sex e que o Carlos falava muito bem de mim para ele, então perguntei a ele o que o meu marido falava de mim, e ele disse que o Carlos contava tudo para ele, que eu ele uma mulher muito fogosa, que eu gostava de provocar ele colocando roupas intimas muito sex e shorts curtos e que eu o deixava louco. Fiquei sem o que falar para ele, pois o meu marido falava da nossa vida intima para o seu amigo, Edson me disse não fique com vergonha, pois eu queria ter uma mulher assim como você porque a minha não gosta de fazer sexo ela ate-me evita o que ela gosta é de ficar bebendo, eu queria que ela fosse quem nem você que provocasse o marido, posso te confessar uma coisa eu já ate já me masturbei pensando em você queria tanto lhe ver com shorts curtos me desculpe eu te falar isso, mas é o que sinto. Edson me disse aquilo tudo e eu fiquei furiosa como o meu marido falava tudo para ele coisas que eram nossas quando fui dar a resposta para ele meu marido chegou à mesa então resolvi ficar quieta mais como muita raiva do meu marido, tanto que falei a ele que queria ir embora, pois estava com muita dor de cabeça, quando estávamos saindo o Edson me deu um abraço e falou ao meu ouvido que tudo que ele disse era verdade que ele sentia muito tesao em mim fiquei desconcertada na hora. Fomos embora e eu contei ao Carlos o que seu amigo havia me dito e à resposta que eu tive do meu marido foi que era bom ele saber que eu deixava outros homens loucos por mim, mas que eu era só dele. Durante a semana fiquei pensando no que o Edson havia me dito, aquilo de certa forma tinha mexido comigo, pois nenhum homem havia me falado que sentia tesão por mim. Com o passar dos dias aquelas palavras foram crescendo dentro de mim eu me sentia estranha só de imaginar que outro homem me desejava, eu nunca havia traindo o meu marido ele foi o meu primeiro homem a que me entreguei nunca havia passado pela minha cabeça em pensar em outro homem a não ser ele, mas o que o Edson tinha me falado havia mexido comigo, cheguei a me masturbar pensando no que tinha acontecido. O Edson havia mexido com os meus pensamentos algo estava mudando em mim, eu me sentia mais sex só de imaginar que o Edson sentia vontade de me ter, fiquei mais vaidosa passei a olhar mais para mim, me soltei mais na cama com o meu marido, comecei a observar os homens que me comiam com os olhos quando estava na rua ou em qualquer outro lugar, parecia que outra mulher tinha nascido de dentro de mim uma mulher que estava escondida e ela havia se libertado. No começo da semana meu marido disse que iria fazer um churrasco em casa no sábado e que convidaria o Edson e a Vera e que eu achava, disse a ele que não teria problema algum e perguntei quem mais iria vir, ele disse que só o Edson e sua mulher, então foi combinado o churrasco para o sábado, naquela semana passou muita coisa pela minha cabeça ficava imaginando o Edson me vendo de shortinho e como ele reagiria queria que ele me comesse com os olhos que me desejasse a semana passou logo e então chegou o sábado.Naquela manha me produzir toda coloquei um vestido bem leve sem sutiã e uma tanguinha bem pequena, fiquei muito sex meu marido ate estranhou e me disse porque eu estava vestida daquele jeito, então disse a ele que queria ficar bem bonita para ele e as pessoas verem que ele tinha uma mulher que se cuidava. Às 10 horas eles chegaram em casa quando o Edson me viu foi logo dizendo para o meu marido olha Carlos com todo respeito você tem uma mulher muito linda e charmosa cuidado para não perder ela qualquer homem gostaria de ter uma mulher igual a sua, Vera beliscou o Edson e disse que falta de respeito com o seu amigo, Edson respondeu que ele não falava com maldade mas que eu era muita linda e que apenas estava fazendo um elogio. Carlos começou a rir e a conversa terminou ali, meu marido foi ascender à churrasqueira enquanto eu e a Vera fomos para a cozinha preparar alguns petiscos, no passar do dia falamos de muitas coisas Vera bebia demais o Carlos e o Edson falava sobre o serviço, Carlos já estava meio alto falando mole eu estava tranqüila, pois não sou de beber. Quando foi la pelas 16 horas da tarde Vera estava dormindo na cadeira e o meu marido disse que era para eu colocar a Vera na cama Edson me ajudou a levá-la para a cama quando estávamos saindo do quarto o Edson me disse queria tanto te ver de shortinho coloca para mim, eu respondi você esta louco meu marido esta em casa ele vai ficar muito bravo não posso ele me disse coloca eu preciso te ver com o shortinho queria ver se você é gostosa mesmo como seu marido me fala, sai dali e fui de encontro ao meu marido e quando chego a área da churrasqueira vejo que o meu marido também estava dormindo de tão bêbado que estava chamei o Edson para que me ajudasse a colocar ele no sofá e foi o que fizemos, retornamos para área da churrasqueira foi quando Edson me abraçou por trás e me disse ao meu ouvido agora você pode colocar o short só restou nós dois eu me virei e disse não posso o meu marido e sua esposa pode acordar , ele levou a mao por baixo do meu vestido apertando a minha bunda e beijou o meu pescoço naquela hora fiquei toda molhadinha queria me livrar dele mas ao mesmo tempo queria que ele fosse mais longe e ele percebeu a minha excitação e disse vai e coloca o short e uma camiseta bem sex sem sutiã que eu estarei aqui te esperando sei que você esta querendo isso, me largou e ficou esperando eu não sabia o que fazer mas o meu tesão era muito grande fui ao meu quarto vi que Vera dormia peguei o short mais curto e apertado que eu tenho uma camiseta curta e apertada e sai para me trocar verifiquei se o meu marido continuava dormindo e me troquei, quando cheguei perto do Edson ele me disse que eu estava muito gostosa e que eu parecia uma putinha, fiquei sem jeito pois nunca um homem me disse que eu parecia uma puta, Edson me abraçou e me beijou novamente o meu pescoço logo me beijou a boca e eu correspondi nós beijamos enquanto ele passava sua mao em meu corpo me tocando de uma tal maneira que me deixava cada vez mais excitada, quando sua mao tocou a minha buceta por cima do short fiquei louca e procurei tocar seu penis que logo vi que estava completamente duro e enorme bem maior do que o do meu marido, trocávamos caricias quando sentir o Edson puxando o meu short para baixo me deixando apenas com a tanguinha quis fugir dali mas ele me segurou e disse para eu não ter medo que nada ia acontecer, quando dei por mim seus dedos estavam tocando a minha bucetinha que naquele momento estava completamente encharcada quando sentir ser invadida por seu dedo fui as nuvens, quanto mais ele colocava seu dedo na minha buceta mais eu me entregava foi até que não agüentei e gozei ali em pé com seu dedo completamente enfiado na minha buceta fiquei mole na hora mas conseguir me livrar dele e fui para o banheiro, tomei um banho para apagar o meu fogo e voltei para a área da churrasqueira com a mesma roupa que o Edson havia me pedido, quando foi a minha surpresa que encontrei o meu marido conversando com o Edson quis voltar para que ele não visse que eu estava de short mas não deu tempo, então meu marido disse o que isso Nice eu respondi que estava muito calor e se havia algum problema de eu estar vestida daquele jeito se tivesse eu trocaria, meu marido resmungou algumas palavras mas disse que por ele tudo bem, Edson por sua vez levou o dedo a sua boca e chupou como se estivesse saboreando o meu necta que eu havia deixado em seu dedo.Aquilo me deixou mais uma vez excitada sabendo que outro homem estava sentindo o meu gosto, logo depois a Vera acordou e ficamos até mais ou menos as 22 horas conversando quando eles foram embora sem antes do Edson me dizer que me queria por completo. Naquela noite eu e o meu marido fizemos sexos como nunca havíamos feitos antes foi uma loucura eu praticamente virei uma puta na cama fizemos de tudo até sexo anal coisa que eu não gostava, mas naquela noite deixei que meu marido me invadisse por trás também. Na segunda-feira estava eu em casa quando o telefone tocou atendi e era o Edson me falando que precisava me encontrar naquele mesmo dia, disse a ele que não poderia, pois o meu marido viria para casa almoçar e que não teria como eu sair, foi quando ele me disse que estaria esperando eu no estacionamento de um grande supermercado as 11 horas e que eu desse uma desculpa ao meu marido e desligou, fiquei sem saber o que fazer pois meu marido viria as 12 horas para almoçar e como eu faria para sair. Mas essa eu conto depois para vocês. Continua....... Email: eunice-fran@bol.com.br