RSS contos eroticos

Conto Erotico Os Dedos de Ana Lúcia

Ana Lúcia chega cansada do trabalho, tira o salto para aliviar seus pés e lentamente começa desabotoar o seu terninho de executiva. Já é tarde e a luz da lua cheia entra pela janela de seu apartamento em Pinheiros. A madrugada quente se mostra como uma tentação fatal. De frente para a janela e deitada em sua enorme e solitária cama de lençol vermelho, Ana Lúcia começa a se despir sentindo um enorme prazer. Ela começa gemer suavemente tirando a sua blusinha e arrancando com força o seu sutiã. A doce mulher passa as unhas vermelhas de tesão sobre seus seios fartos e solta os seus longos cabelos ruivos. A noite está só começando. Ela fica em pé na cama e começa abaixar devagar a sua saia, revelando uma pequena calcinha rosa. Ana tira a saia e fica de quatro, gemendo um pouco mais alto. Com toques deliciosos, ela vai se livrando da calcinha e enfiando os dedinhos na entrada do seu cuzinho apertado. A sua bucetinha melada está pulsando de tanta luxúria. A poderosa executiva de meia idade, totalmente nua se entrega aos prazeres da masturbação. Ela deita, abre as pernas, fica de quatro, de lado e assim vai se descobrindo mais e mais. E de pernas para o ar, enfiando seus dois dedos com força na bucetinha vermelha e molhada, ela goza bem gostoso e senti um mar de alegria em suas mãos. Ana Lúcia brinca com seus dedinhos como uma menina levada. E da janela do 14º andar, um grito intenso de prazer e tesão corta o silêncio da madrugada paulista.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.