RSS contos eroticos

Conto Erotico A filinha da minha molher(a safadinha)

Nomes falsos para preservar a integridade dos envolvidos



tudo começou quando me casei com joana.joana é uma mulher muito bonita apesar de ter dois filhos o tempo contribuiu com sua beleza tem dois filhos como disse o marcos com 8 anos e márcia com 14 anos os meus problemas começaram quando márcia fez 15 anos não sei o que ocorreu mais a menina ficou muito safadinha .a maior parte do tempo trabalho em casa de uns tempos pra cá márcia passou a chegar mais cedo da escola e andar nua em casa,algumas vezes quando estou no computador ela vem e senta no meu colo e pede para acesa o orkut dela e ali ela fica no meu colo falando com os amiguinhos dela e se esfregando no meu pau,eu já estava ficando louco e pondo joana louca também.pois tudo que desejava fazer com márcia eu fazia com ela,mais para azar de márcia joana começou a reclamar,chegava em casa cansada do trabalho e pegava no sono não queria mais me dar o cúzinho e sexo normal só de vez e quanto,eu já não estava agüentando pensei ate em procurar uma garota de programa mais pensei se é márcia que esta causando isso ela que tem que resolver.comecei a bolar um plano já que joana dormia cedo e marcos também só ficávamos eu e márcia ate tarde assistindo televisão na sala então esperava joana desmaiar fechava a porta do quarto e colocava um filme erótico márcia vinha com aquele seu shorte curtinho e uma blusinha trasnparentes dava pra ver a calcinha dela e o biquinho dos peitinhos dela ficando durinhos de excitação.fiz isso três noites percebi que márcia estava subindo pelas paredes.então uma noite bem quente coloquei um sonífero na bebida de joana e me preparei para colocar o filme aquela noite prometia para minha surpresa márcia veio para a sala só com um conjuntinho vermelho que eu avia dado a ela mais cedo,pensei essa garota ta querendo se eu não fizer vem outro e faz daí então não senti mais remorsos.falei mocinha senta no colo do papai e ela relutou um pouco mais sentou.ela me disse que ainda era virgem eu lhe disse que de hoje ela não escapava ela me perguntou e a mamãe?..respondi .que ela estava muito cansada que só ia acordar no outro dia
comecei a rosar meu pau cu dela ela estremeceu calma benzinho não vai doer nada ela quis escapar disse tinha que acordar muito cedo mais não deixei ela avia provocado aquilo então agüentasse .coloquei ela de quatro no sofá e comecei a lamber o cuzinho dela que delicia a periquita dela ainda cheirava a leite tão novinha enfiei minha língua e ela se torceu todinha baixei a roupa quando ela viu minha pica ficou assustada dava pra ver na cara dela o medo
falei então chupa putinha ela não queria parecia relutar para o que procurou tanto,peguei ela pelo cabelo e enfiei a chupeta na boca dela um que deliciaaaaa.
ela não chupava bem mordia um pouco mais a sensação de saber que vc é o primeiro e ótima peguei ela coloquei no colo e levei para o quarto dela lá a coloquei na ponta da cama e fiz ela gozar chupando a chana dela depois que ela gozou ficou mais solto
sentou no meu pau so que não entrava falei fica de quatro minha putinha eu não queria a buceta dela queria o cu dei uma lambida e comecei a estocar hummmmmmmmm que apertado meu pau doía de tanto prazer e de tão apertado entrou e ela quase da um grito mais enfiei minha língua na boca dela ela gemia mais agüentava eu falava agüenta sua vagabunda não era o que vc queria já estava quase amanhecendo então gozei foi mais de três horas dentro quando gozei ela caiu na cama e pegou no sono limpei ela e fui tomar um banho. já eram seis da manha acordei joana e ela foi trabalhar ,marcos saiu para o colégio e fui acordar márcia ela estava cansada banhei ela e não resisti disse que ela não iria ao colégio ia ser minha puta de novo so que agora eu queria o quitinho ela pediu que não estava cansada pediu para descansar pedi para chupar meu pau ali no banheiro já com o pau esplodindo de tesão levei-a no colo e a coloquei na minha cama coloquei a língua no grelinho dela ela logo se animou coloquei o pau na entrada tava molhadinha e ela falava,vai papai ensina sua filhinha má.comecei a empurrar ela gemia dava gritinhos e se enroscava foi quando ela pediu que eu chupasse o peito de enquanto enfiava eu chupava e tentava enfiar mais estava muito apertada mais apertada que o cu,foi que escorregou entrou nossa ela quase desmaiou de dor que apertado comecei a bombar foi quando gozamos e gozei fiquei ate três horas da tarde em cima dela hora comia o cu hora comia o quito.depois ela tomou um banho e pegou no sono quando a mãe dela chegou sete horas ela ainda tava dormindo menti disse que ela tinha chegado cansada que tinha feito aula de educação física tinha comido algo e ido dormi a mãe acreditou hoje márcia é minha puta todo dia é uma aventura,mais essa historia fica para outra vês