RSS contos eroticos

Conto Erotico A Prima Gostosa !

Ola meu nome é Pablo. Sou Policial Militar do Estado de Minas Gerais. Essa historia é verídica e aconteceu há uns dois anos. Vamos lá. Na época eu já era casado há uns dois anos e minha esposa é uma mulher linda (50kg distribuídos em 1,60m, num formato violão). Meu casamento era normal e tinha de tudo...de tudo mesmo... de boquete à cuzinho, e como ela adorava fazer um boquete. Sou um negro de 1,70m, tipo atlético, boa aparência – bonito – tenho um pênis de 18cm, grosso e com um cabeção vermelho. Sou estilo Alexandre Pires, como minha mulher diz – rsrsr. Tudo começou quando uma prima minha veio passar uns tempos na casa dos meus pais, vou chama-la de Grazi. Meus pais pediram pra que eu a buscasse na rodoviária e quando eu a vi, babei, pois ela era muito linda: loira de cabelos ondulados, olhos verdes bem arregalados, seios fartos e coxas grossas. Tive que ir fardado, pois acabara de sair do serviço. Quando nos vimos nos reconhecemos e comprimentamos com beijinhos e abraços, na hora eu percebi, ela fez questão de surrar seus seios no meu corpo e olhar bem no fundo dos meus olhos, perdi até o fôlego. Levei ela pra casa dos meus pais e foi aquela historia toda...como vão seus pais, seus irmãos, a vida e bla, bla... Todos os dias, durante o serviço, eu passava na casa dos meus pais e ela sempre fica me olhando de rabo de olho, mas disfarçava quando eu percebia. Nesta época eu estava sem internet em casa e, as vezes, eu ia a noite na casa dos meus pais para olhar meus emails e fazer trabalhos da faculdade. Certo dia eu estava estudando e a Grazi veio com uma mini-saia e um toper transparente...fui a loucura...meu pau ficou doido so de imaginar o que tinha por baixo daquela mini-saia. Eu estava lendo uma matéria na internet e ela se sentou perto de mim, de modo que eu conseguia ver toda sua Xoxota, e ficou me perguntando: se era dificil ser PM, se eu não tinha medo de morrer, se eu gostava; mas uma pergunta me tirou do serio, ela perguntou se muitas mulheres mexiam comigo e se eu já tinha traído minha esposa, eu respondi que as mulheres mexiam, mas eu não dava bola e que não trairia minha esposa por nada. Ela sorriu e disse que não acreditava, pois eu ficava muito gostoso fardado e que qualquer mulher ficaria louca de tesão pra me chupar e ser chupada por mim. Meu pau já tava duro e com isso pareceu que iria rasgar minha bermuda. Ela percebeu e fixou os olhos nele, não teve jeito, eu tive que arrumar ele na minha cueca, pois estava me incomodando e saindo pra fora da bermuda. Na hora que eu arrumei meu pau, ela chegou bem pertinho de mim e disse: quem não adoraria engolir essa maravilha e deu uma apertadinha nas minhas bolas. Não sei o que me deu, disse a ela então porque você não da uma chupada e senti o sabor dele, ai eu tirei ele pra fora (ele estava reluzente e inchado). Eu não acreditei no que fiz e no que vi, ela abocanhou meu pau e foi chupando com uma fome, engoliu ele todo e como uma desvairada faminta engoliu minhas bolas e, inesperadamente, já se levantou e tentou sentar nele, porem eu não deixei empurrei ela e disse: o que voce esta fazendo? Ela ficou furiosa, apertou meu pau e disse que eu era um cachorro e que não deveria fazer ela só ficar com o gostinho da minha pica, ela queria sentir o sabor da minha porra em sua boca e introduzir meu delicioso pau em sua Buceta. Foi muito bom retirar meu pau daquela boca carnuda, pois tava tão louco de tesão que já iria gozar. No outro dia passei na casa dos meus pais no horário do almoço e ela me disse que so iria embora quando sentisse meu pau dentro dela, e que se eu não a comesse ela contaria o que fiz pra minha esposa. Naquele mesmo dia quando eu cheguei em casa, minha esposa estava deitadinha, toda nua, me esperando, ela disse que tava louca de tesão e que hoje queria me dar o cuzinho, nem tirei a farda e fui logo tirando meu pau pra fora, pois adoro comer um rabinho... Ela caiu de boca nele e foi engolindo ele muito gostoso, não aguentei e enchi a boquinha dela de porra, ela engoliu cada gota e pediu mais. O pior é que ela não parou de chupar e foi logo empinando o rabinho pro meu lado ficando de quatro como eu adoro, meu pau nem amoleceu e ficou duro de novo, peguei o KY e bizuntei o rabinho dela e fui logo colocando a cabecinha na portinha daquele cuzinho maravilhoso. Ela, pra minha surpresa, disse pra eu enfiar tudo de uma vez, nem esperei ela terminar de falar e já soquei todo meu pau pra dentro daquele rabinho, ela foi a loucura gemia, gritava de dor e prazer, fiquei metendo num vai e vem gostoso naquele cuzão uns 10min e senti ela estremecer e começar a gritar como uma louca desvairada pedindo pra eu meter com mais brutalidade e rapidez que ela já tava quase gozando, meti nela igual um cavalo no ciu, ela começou a arrepiar e piscar o cuzinho, não agüentou muito e gozou, eu continuei mais um pouquinho e também gozei naquele rabo gostoso como se fosse um cavalo, foi muito bom comer aquele cuzinho novamente. Caímos deitados na cama exaustos de tanto prazer. Após a tarde de sexo gostoso minha esposa falou que não gostou da minha prima, pois achou ela muito folgada e folgosa ( ela nem imagina o que minha prima havia feito). No outro dia a Grazi me ligou e disse que estava doida pra chupar minha pica de novo, e que dessa vez não deixaria eu tira-la de jeito nenhum, fiquei doido, mas ela continuou dizendo que se eu não a comesse logo e bem gostoso ela me entregaria pra minha mulher, fiquei transtornado e fiz uma loucura....Disse que comeria ela toda so se ela fosse embora pra cidade dela depois, ela respondeu que só iria se eu fizesse muito gostoso. Não tive outra escolha e acabei cedendo as chantagens e disse que eu iria acabar com o cuzinho dela e encher a boca dela com minha porra. A noite ela me ligou e combinei pega-la próximo à casa dos meus pais, tive que enganar minha esposa e fingir que iria pra faculdade. Fui de carro e assim que ela entrou, já caiu de boca no meu pau, nem esperou chegarmos ao Motel, ficou chupando e quando eu iria gozar ela tirava a boca do meu pau, fazendo-me ficar louco e ate chegar ao motel foi assim esse boquete torturante e enlouquecedor. Quando nos chegamos ao motel ela foi logo me jogando na cama e tirando minha roupa, minha cueca tava toda molhada, começou a chupar meu pau e lamber minhas bolas, e quando menos eu esperava chupou meu cu (podem experimentar é uma delicia), ninguém nunca havia feito isso, foi muito bom, depois ela voltou para meu pau e eu disse que não agüentaria muito, mas pra minha surpresa ela disse que queria engolir e degustar todo o meu leitinho, rsrsrsr, quando eu houvi isso acabei enchendo a boquinha dela de porra, ela quase engasgou, porem eu empurrei a cabeça dela, obrigando-a engolir cada gotinha da minha porra. Eu tirei a roupa dela e fiquei chupando seus seios, mas quando cheguei na calcinha – uma tanguinha bem fininha e atoladinha no rabão dela – pude ver que estava encharcada de suco da sua bucetinha, não precisei nem enfiar meu pau todo e ela já começou a gemer, arrepiar e se contorcer toda, já sabia que iria gozar e não demorou muito e começou a jorrar suco de sua bucetinha. Fomos para a banheira e eu cai de boca na buceta dela, ela me implorou pra chupar meu pau, pois queria sentir novamente o gosto de minha porra, eu disse que so deixaria se ela me desse o cuzinho. Ela se fez de difícil e disseque nunca havia dado o rabo, mas eu disse que só sairíamos dali se ela me desse o rabo. Ela não teve opção teve que ceder à minha chantegem, pois eu havia algemado ela na alça da banheira. Peguei o KY e untei o cuzinho dela, coloquei-a de quatro, e já fui enfiando a cabeça, começou a sair sangue do cuzinho dela, mas eu continuei (no sexo anal, na maioria das vezes, ocorre sangramento) enfiando o resto do meu membro. Ela gemia de dor e prazer, um misto de loucura e desejo...de repente, ela começou a cavalgar no meu pau pedindo pra eu meter mais forte e mais rapido, quando eu percebi ela já estava quase gozando novamente, acelerei mais ainda e acabamos gozando juntinhos... Demos uma paradinha pra eu recuperar as forças, mas ela continuou chupando e, não demorou muito, meu pau já estava de pé. Dessa vez eu coloquei ela sentada em cima dele, ela ficou cavalgando e gritando: “que pau gostoso, eu sabia desde o momento em que puz meus olhos nele” , “me come gostoso, seu negro safado”, enche minha buceta de porra”...minha priminha sabe estimular um homem... não agüentei muito e quando viu que eu ira gozar ela me pediu pra esperar mais, segurei um pouco e ela começou a se arrepiar e comprimir meu pau com sua xoxota....foi uma loucura e acabamos gozando novamente. Depois de tudo eu a deixei próximo a casa dos meus pais e ainda dei dinheiro pra ela pagar a passagem pra casa cidade dela. No outro dia ela foi embora, mas sempre me liga e fica dizendo que vai voltar pra gente repetir a dose, pois não consegue mais transar sem dar o cú, e que por minha causa ta viciada em ficar algemada e em dar o rabo...rsrsrs. Mas isso é outra historia........... Se gostaram comentem,e a todas as primas que queiram ter relacionamentos mais aprofundados eu estou aqui.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.