RSS contos eroticos

Conto Erotico Acampamento com meu priminho

Olá, sou novata neste ramo de contos eróticos. espero que gostem do que vou relatar aqui. vou narrar os fatos com todos os detalhes para que possam gozar de prazer. tenho 15 anos, e como toda ou quases todas as garotas de 15 anos tenho um corpo bem legal. pernas grossas e lisinhas, pés pequenos, bunda média porem bem torneada, e uma xoxotinha de dar agua na boca. seios medios e pontiagudos, sempre a espera de uma lingua quente. pois bem, aos 15 anos de idade, eu ainda participava das colonias de ferias da minha escola. meu primo flavio, era da mesma turma que eu, mas nunca ficava perto dele por acha-lo um bobão. era muito alto, pernas longas, mãos grandes, enfim, era tudo grande, só que eu, nunca havia reparado que o pau dele também era grande. pois bem, em nossa ultima colonia de férias, nossos pais havias determinado que nós dois teriamos que ficar na mesma barraca de camping, pois como eu havia me comportado mau, ele iria me supervisonar, ou seja, ia ser o meu dedo duro caso eu aprontasse alguma coisa nessa colonia de ferias....eu queria morrer, pois iria dormir na mesma barraca que meu primo, ou seja, iria estar distante das brincadeiras que as meninas sempre faziam quando se juntavam em uma só barraca. com meu primo no meu pé, nada poderia se feito. iriamos passar 15 dias nessa colonia, eu já estava a ponto de desistir, cheguei até a falar com o coordenador que queria voltar pra cidade, mas minha amigas me disseram para ignorá-lo, fazer de conta que ele não existia. os primeiros dias foram terrivel, pois não me sentia a vontade com aquele bobão de 1,80 na minha barraca, todo encolhido e roncando no meu ouvido, queria morrer!. porém, fui conseguindo relaxar e no quinto dia, eu sinceramenre, já nem percebia a presença dele na barraca, e com isso, fui ficando mais a vontade. férias de janeiro, vcs sabem como é, calorzão, muito quente, e como já estava relaxada, comecei a usar minhas camisolinhas curtinhas, que por qualquer movimento, deixavam minha bundinha a mostra. confesso que não ligava, pois era meu primo que estava ali ao lado, mebro da familia. uma certa noite, acordei com o som de uns gemidos, e como estava de costas para o meu primo, percebi que minha camisola estava toda enrolada, ou seja, minha bundinha estava toda aparecendo, então pensei: "esse meu primo safado deve estar batendo uma punheta de olho na minha bunda". resolvi deíxar que ele se deliciasse com aquela visão do paraiso. não dormi mais e fiquei escutando seus gemidos. acontece que aquilo tudo foi me deixando exitada, e minha xoxotinha foi ficando molhadinha....nossa eu estava me segurando, para não me mexer e acabar com aquela loucura. o silencio se fez presente, só então virei-me e percebi que meu primo dormia como um anjo, porém, um anjo com um enorme cacete. nossa, não pude acreditar no que estava vendo. tive certeza de que ele estava sonhando com sacanagem porque o pau dele estava enorme, tive vontade de abocanhá-lo, de chupá-lo, mas pensei, é meu primo. virei para o outro lado e dormi...no outro dia, nas brincadeira, comecei a prestar atenção neste meu priminho bobão, que de bobo parecia não ter nada. ele até que tinha uns encantos, um sorriso legal, belas pernas, coisas que eu nunca havia reparado. foi então que senti minha buceta toda molhadinha, e decidi que ia dar vazão as fantasias do meu primo, que estavam se tornando minhas fantasias também. a noite estava chegando e minhas amigas haviam combinadao de fofocar na barraca de uma delas, eu já com o tesão estourando, disse que não iria porque estava com dor de cabeça. elas se despediram e eu fui tomar banho. procurei uma calcinha bem pequenininha, vermelha de lacinhos e coloquei. usei novamente a camisola que quando me movimento ela começa a subir e fui me deitar. meu primo demorou um pouco e meu tesão estava aumentando. eu imaginava a cena, ele vendo minha calcinha, minha bundinha e minha bucetinha e tocando uma punhetinha. por fim ele entra na barraca, claro que fingi que dormia. ele deitou-se e senti sua respiração curta, uns gemidos. me mexi, na minha mexidinha subi mais a camisolinha. meu piercing apareceu e ouvi um gemido alto. abri os olhos e olhei para ele, que ficou branco feito cera, aquilo aumentou ainda mais meu tesã. vi na cara dele a vontade de me comer, mas aí decidi provocar mais ainda. disse a ele: flavinho, vc se importa que eu durma só de calcinha?. está muito calor. você é meu primo e não vai se incomodar não é?...eu já sabia a resposta e ainda disse mais. você sabe que eu tenho o sono pesado, que não acordo fácil. então se acontecer alguma coisa, vc me cobre rapidamente. ele disse que tudo bem, e eu notei um olharzinho diferente nele. virei para o outro lado e empinei o máximo que pude minha bundinha para ele. o f.d.p. do meu primo, uma meio hora depois, começou a me chamar, acho que para ter certeza de que eu já estava dormindo, e para alegria dele, eu fingi um sono muito real. até ronco fiz. pois bem, certo de que eu dormia, começou a masturbação. eu ouvia seus gemidos, e meu tesão crecia. minha calcinha estava encharcada e eu com medo de que ele percebesse. de repente, senti sua mão levende sobre minha bunda, e veio um arrepio delicioso. suavemente ele me tocava com uma mão. a outra ele se masturbava com certeza. meu coração estava descompassado, estava louca para que ele fizesse outras coisas, mas nada, ele só ficou passando a mão em mim. resolvi me mexer, virei e fiquei de frente pra ele, peitinhos e xoxotoas ali, prontas para serem alisadas. que nada, desta vez não foi sua mão que senti. sua lingua estava passeando sobre minhas tetinhas, cujos bicos estavam duros feito pedras. eu estava louca de tesão, louca para dar minha xoxota para ele lamber, mas decidi que ele teria que fazer isso sozinho. mas ele não fez, so lambia minhas tetas e se masturbava. isso durou quase a noite inteira, e como percebi que ele não ia avançar mais, fingi que estava com frio e me cobri (um calor infernal). no outro dia pela manhã, ele todo sorridente, cheio de gentilezas para o meu lado, e eu só pensando na sacanagem que ele tinha em mente. pobrezinho, tão tolinho, imaginando que estava abusando de mim sem minha consciencia. o dia transcorreu normalmente, e anoite já dava sinais de que seria outra vez, muito quente, nosdois sentidos. fui tomar banho, e resolvi não colocar nenhuma calcinha. fui deitar-me e quão foi minha supresa, meu priminho já estava deitado, fingindo que lia alguma coisa. de costsa para ele, deixando que ele tivesse noção do que poderia acontecer aquela noite, fiz de conta que mexia no teto da barraca e ouvi o suspiro dele. na certa ele viu minha bundinha e minha xoxotinha, ali, como vieram ao mundo. me deitei, dei um beijinho nele, só que desta vez, bem próxima ao canto da boca. me virei de costas para ele, disse que estava com muito sono e que queria relaxar. comecei meu fingimento. dei 20 minutos para começar meu ronco. instantaneamente senti suas mãos em minha bunda. desta vez de maneira mais firme, alisavam-me com vontade, minha xoxotinha foi encharcando. os bicos dos seios duros feitos pedar e eu os alisava sem que ele percebesse. senti que ele aproximava sua cabeça da minha bundinha, e senti sua lingua lambendo meu reguinho. aquilo estava me matando de tesão. queria virar para ele, esfregar minha buceta em sua cara, gozar em sua boca, mas tive que me conter. ele lanbia tão suavemente, eu estava adorando aquilo tudo, minha buceta estava inchada, pedia para serchupada, eu então não suportei, virei ainda dormindo e expus minha xoxotinha pra ele. nada acontecia, e eu ficava imaginando o que poderia estar acontecendo, abri mais as pernas, fingindo uma posição mais comoda para dormir, e nada. nem mão boba, nem linguinha macia. abri mais ainda, foi então que comecei a sentir seus dedos. primeiro apertava minhas tetinhas, depois passeava por minha barriguinha, (vcs não imaginam como eu estava, segurando aquele tesão todo. sou uma atriz e tanto), e depois senti que ele passeava por minha xoxotinha. primeiro tocava levemente mas acho que nem ele aguentou o tesão e foi enfiando o dedo. eu queria gritar para que ele enfiasse a mão toda, mas não queria estragar aquele momento. nossa, ele gemia muito. o dia estava amanhecendo quando ele resolver me chupar. ele me chupou tanto, me deixou toda melecada. eu estava toda cuspida, com a buceta inchada e louca para gozar. o dia chegou e eu logo pensei, hj meu priminho vai me comer, custe o que custar. passamos o dia tranquilamente, fizemos as atividades, trilhas e por ultimo, o banho de cachoeira. coloquei o meu biquini, e la fui eu. vi meu primo perto dos garotos e fui pra lá. todos ficaram de olhos arregalados, pois ainda não conheciam meus atributos. meu primo enciumado, foi logo dizendo que ficasse perto dele. prontamente eu o obedeci, e não só fiquei perto dele, como fiquei bem na frente dele. estava disposta a provoca-lo, deixa-lo em ponto de bala para aquela noite. dito e feito, eu ali na frente dele dentro da agua, roçava minha bundinha no pau dele. em um segundo aquele troço já estava enorme e para surpresa dele, peguei no pau e comecei a massagear. ele ficou vermelho vermelho, me olhava sem acreditar. fiz que estava dando um abraço nele e encaixei minha xoxota no pau dele. ouvi seu gemido e aquilo me encheu de tesão. no ouvido dele disse baixinho: hoje você vai me comer. ele me olhou espantado e eu sai, deixando-o com cara de tonto. a noite chegava e nós nos olhavamos em todos os momentos. no jantar, na cantoria depois da janta. em nossos olhares havia um misto de espanto e tesão. me levantei diante de todos, disse que ia tomar banho que iria me recolher, que estava cansada. olhei para ele e sai. vcs não vão acreditar, mas meu primo demorou tanto mas tanto que adormeci de verdade, o detalhe era que estava pelada. acordei quando senti suas mãos me alisando. só que desta vez, não continue fingindo não, abri os olhos e perguntei porque ele havia demorado tanto. ele disse que era para não levantar suspeitas. não falamos mais nada. ele tirou a roupa e eu me deliciei com o que vi. nunca havia visto um caralho tão grande. segurei-o com tanta força que ele se afastou, pedi desculpe e disse que só queria trata-lo bem. pedi que ele deitasse e que me deixasse chupa-lo. ele deitou e eu comecei minha viagem naquele pau imenso. não conseguia coloca-lo inteiro na boca, era grande demais. quanto mais eu o chupava, mais imaginava aquele pauzão no meu cuz, na minha buceta....chupei, chupei muito como se fosse o ulitmo pau da minha vida....fizemos um 69 muito louco. gozei diversas vezes na cara dele e ele esporrou na minha cara muitas vezes também. nunca pensei que meu prinho fosse capaz daquelas coisas, eu o achava tão tonto, sei lá...tão sem graça....enfim, fizemos de tudo que quqriamos...eu cavalguei na cara dele, ele chupando minha xoxotinha, ele lambeu meu cuzinho como se fosse um pirulito de morango, eu brincava com aquele troço enorme, roçava ele nas minhas tetas, enfiava na boca, afe, fiz tudo o que tive vontade, e quando não aguentávamos mais, pedi para ser penetrada. pedi que comesse minha bucetinha. ele prontamente atendeu minhas exigencias. abriu minhas pernas, mas primeiro enfiou um dedo, depois outro, e depois outro. eu me contorcia de tesão. fez um vai e vem com as mãos que me deixou louca. implorei para que ele me enfiasse aquele pau enorme e ele enfiou. quase desmaiei de tanto tesão....gozei muito muito...jamais pensei que gozaria dessa forma e não satisfeita pedi para que comesse me cuzinho....foi incrivel....doeu muito, mas também gozei muito.....nós trepamos a noite inteira, no outro dia fomos os ultimos a acoradr.....e...continua na próxima historia....votem