RSS contos eroticos

Conto Erotico Amo minha irmã

Meu nome é marcos, e tenho 22 anos esse fato aconteceu comigo quando eu tinha 18 anos, eu tenho uma irmã chamada júlia uma graça, ela na época tinha 14 anos mais já tinha um corpo escultural que vou descrever agora: ela tem cabelos pretos longos, seios médios e durinhos, uma bundinha super gostosa que mata qualquer um do coração, magrinha e verdadeira magra falsa. eu nunca tinha observado bem nela, pois, é minha irmã e tinha muito respeito e medo dos meus pais saberem! ela sempre trocava de roupa na minha frente, tomava banho comigo e saia comigo sempre. mas, quando eu comecei a observar a transformações de seu corpo passei a ficar excitado! vivia pensando nela, vendo ela nua todos os dias estava sendo um martírio eu já não sabia o que fazer. ela nem notava, pois, era inocente e afinal ela amava o seu irmãozinho! um dia eu cheguei tarde de uma farra e fui direto para o meu quarto morto de ressaca, quando chego no meu quarto que vou me deitar eu vejo a minha irmãzinha do coração deitada na minha cama com um vestidinho que nessas alturas já não cobria mais nada! fiquei ali parado olhando, e para a minha surpresa ela acorda e diz:
- mano eu estava tendo sonhos ruins com você e vim ficar aqui para te esperar.
e eu malandro pensando sacanagens pergunto a ela o que era maninha?
- sonhei que você sofria um acidente.
poxa, aquilo foi uma ducha no meu tesão, então falei para ela ficar calma que o irmãozinho dela estava aqui e ia dormir, ela me pediu para dormir comigo e eu aceitei claro! tirei a roupa e coloquei um calção e sem, cueca para ver o que acontecia. deitei-me atrás daquele bundão gostoso e para a minha surpresa ela pediu para eu agarrar ela, fiquei pasmo e estava começando a desconfiar que a minha irmã queria sexo fiquei encoxando ela agarradinho e não sabia se atacava, pois, tinha medo dela reclamar ou alguma coisa desse tipo. então ficou só nisso, não sei como ela não reclamou do meu pau super duro colado na bunda dela, acho que estava gostando. depois de uns dias ela chega lá casa com um namorado um tal de rafael, ficou louco de ciúmes daquela cena, apresentou para os meus pais e tudo e cara era mais velho do que ela e isso não me cheirava bem, minha irmã super gostosa e bem novinha com um marmanjo daqueles! passei a vigiar e a procurar acabar com esse namoro contando mentiras e fazendo a cabeça dela sobre o lança da idade, mais ela não estava nem aí! recorrir para os pais e nada eu estava desesperado só de pensar que aquele cara iria comer a minha irmã a qualquer momento. então um dia chegando tarde da faculdade vejo algo suspeito no quarto da minha irmã fui para o lado da casa olhar pela janela e vi minha irmã punhetando o safado, puta que pariu!!!! fiquei louco, ainda bem que o cara era uma criança o pau bem pequeninho... enquanto ela punhetava o malandro eu ficava segurando a minha vara por cima do calção, diga-se de passagem, é bem grandinha tem 21 cm de cumprimeto por 5cm de largura, voltando ao assunto, de repente vejo algo que não gosto o cara tenta comer a minha irmã mais para a minha satisfação ela não quis! mais o cara continuou insistindo e minha irmã começa a ficar desesperada e com medo do cara, aí entra em ação o superirmão eu ia fazer o que eu sempre quis desde o inicio dar uma surra naquele cara e corri para entrar em casa, eu luto kung fú desde os 10 anos e já era faixa preta então não seria difícil lascar aquele cara, continuando, eu entro e mando ver no cara arranco ele de dentro de casa e dou uma surra boa nele, minha irmã fica só calada depois entro em casa e vou dar um abraço na minha irmãzinha ela me conta que passei por maus bocados, eu dou uns conselhos para ela e vou para o quarto quando de repente ela entra e diz que queria que eu fizesse um favor para ela! ela queria dormir comigo então eu aceitei prontamente afinal isso era normal, eu e ela estávamos sozinhos em casa, pois, meu pai e minha mãe tinham ido à casa da vovó! ela vem com uma roupinha linda um baby doll bem curtinho e deita do meu lado, eu como sempre estava sem cueca e dessa vez ela notou a parada dura atrás dela e me pergunta:
- mano você sente tesão por mim?
eu falo que sim, e que tudo que eu mais queria era que ela fosse minha, pois, estava apaixonado por ela! fui pesado mesmo, queria comer ela ali mesmo foi quando ela disse que tinha arranjado aquele namorado para me fazer ciúmes e para saber se eu gostava mesmo dela. quase morrir na hora!! foi então que comecei a beijá-la com vontade e fui tirando peça por peça de roupa dela com carinho ela estava entregue a mim quando ela estava nuazinha eu nem acreditei que aquele corpinho ia ser meu eu ia comer a minha irmã que pecado! então continuei sem peso na consciência comecei a chupa-la sem pena a minha irmã estava doida de tesão e eu mais ainda com aquela buceta virgem na minha boca, lambia a buceta e ia até a portinha de seus cuzinho, aí ela me diz mano estou estranha, estou com um frio na barriga aí notei que a minha irmã ia ter o seu primeiro orgasmo, aí aí aí que coisa boa não para mano não para eu falei você vai gozar mana então ela deu um super grito de prazer e gozou na minha língua foi o máximo! quase gozei junto, aí chega a minha vez ponho ela sentada na cama e coloco a minha vara para fora ela fica assustada e diz:
- mano eu não sabia que existia um pinto desse tamanho! o do rafael era tão menor.
eu apenas dou uma risada e peço para ela colocar a criança na sua boa e ela atende prontamente, chupa meio desajeitada mais consegue tirar suspiros meus, então não resisto e digo que vou meter nela, então deito a minha maninha na cama e dou mais umas lambidas nela para que possa facilitar a entrada do meu menino naquela bucetinha virgem! coloco a cabeça na entradinha e dou umas pinceladas vou forçando e ela fica dizendo que está doendo e eu pedindo para que ela fique tranqüila, então entra tudo e ela fica alucinada, vou bombando devagar e minha irmã urrava de prazer eu nem acreditava nesse momento, eu tirando o cabaço da minha irmã a minha linda irmã, quando eu estava sentindo que eu ia gozar eu pensei em gozar na cara dela mais o que eu queria de verdade era gozar dentro dela, mais estava com medo então eu não quis nem saber e enchi a sua bucetinha de gozo ela se torcia toda, pois, acabara de gozar também pela segunda vez então eu deito e digo que a amo e que nunca mais quero vê-la com outro cara e que eu serei o seu namorado de hoje em diante, ela aceita. então amigos, depois eu volto a contar como comi a bundinha da minha irmã, 102 de bunda e ela só tem 14 anos esperem...