RSS contos eroticos

Conto Erotico As meninas do papai

Ola meu nome é horácio, sou casado a 20 anos, e nesse longo período de casamento, tive duas filha muito lindas, ainda bem que puxaram a mãe, por que se fossem parecida comigo não seriam o encanto que são hoje, a mais velha chama-se paula e tem 18 anos, a mais nova chama-se poliana e tem 15 anos, eu já estava com meus 42 anos quando isso aconteceu, hoje estou com 45, eu gostava de ver filmes eróticos, para despertar mais imaginação para transar com minha esposa, essa que chama-se érika, ela adorava quando eu vinha com loucuras para fazer na cama, no quarto e em todo lugar da casa, mas isso quando nossas filhas estavam na casa dos avós, ou dormindo na casa de alguma amiga, certo dia minha esposa érika, foi visitar os pais dela, que moram na outra cidade, a uns dois dias de viagem, minhas filhas não foram devido as aulas, e eu fiquei com ela, para que não aprontassem e deixassem a casa em bagunça, a paula e a poliana eram garotas muito levadas, e muito corajosas, puxaram isso do pai, e com nos dois longe dessas garotas tudo podia acontecer, érika ia passar uma semana e maia, na casa dos pais, por isso ia ficar sem transar por uma semana e maia, ainda bem que eu ia...
era uma noite de sábado, e minha meninas como eu costumava chamá-las, sempre iam para a casa de alguma amiga bagunçar, como ia ficar em casa sozinho, resolvi ir a locadora e alugar uns dois dvds porno para me esquentar em casa, e depois tomar aquela ducha, cheguei em casa e coloquei os dvds no aparelho e como a sala, tinha um sofá-cama, resolvi estica-lo, para eu deixar e ver melhor, podia ver no meu quarto no meu computador, para me reservar melhor, mas preferi ver no telão de 29 polegadas, por que assim dava pra ver as bucetudas bem grande na tela, coloquei um samba-canção de seda que tinha e fiquei com o pau bem leve, gosto de deixar ele bem solto pra ver esses filmes, o filme estava muito bom, meu pau estava duro feito rocha, quando escuto a porta abrindo e as meninas falando alguma coisa e entrando com risadas bem escandalosas, na hora eu mudei de canal para fingir que estava vendo alguma coisa no canal da globo, elas chegaram 00:00 em ponto, eu sempre fui rigoroso com relação ao horário, pois duas lindas garotas depois da meio noite solta na rua, é um perigo para os gaviões, quando chegaram na sala, me perguntaram o que eu estava vendo, eu disse que estava vendo os noticiários na globo, eu meio sem graça, fiquei serio, e olhando para a tv, ela olharam para a tv mas deviam ter percebido que o aparelho de dvd estava rodando alguma coisa nele, elas disfarçaram e disseram que iam dormir, e seguiram para o quarto, depois de uns 5 minutos que percebi o silencio na casa, resolvi colocar de volta no dvd, abaixei o volume para que elas não escutassem e coloquei a legenda, tirei o lençol que estava cobrindo o meu corpo, e resolvi deixar só a samba-canção para ficar bem mais leve, estava tão vidrado no filme que nem percebi quando e poliana apareceu na sala, ela disse que estava sem sono e perguntou se podia ficar comigo vendo os noticiários, eu disse que sim, mudei de canal na hora que a vi na sala, fiquei assustado, pois uma garota de 15 anos não podia ver esses vídeos pornográficos assim, sem antes ter um conhecimento de como são as coisa, os filmes eróticos são mais agressivos em relação ao sexo, e isso podia assusta-la, eu sentei no sofá e relaxei, ela sentou do meu lado, e certamente percebeu o meu pau, ereto, pois não deu para esconder assim tão rápido, ela estava com um baby doll lindo, azul clarinho, mas como a sala estava escura não dava pra ver o que ela usava por baixo, ela perguntou se eu queria comer alguma coisa, disse pra ela me trazer um copo de café, ela saiu em direção a cozinha e quando foi se levantar para sair do sofá deu para ver um pouquinho da sua calcinha, estava atolada no rabo dela, isso me deixou meio sem graça mas ao mesmo tempo fez ver o quando minha menina de 15 anos estava ficando gostosa, ela estava realmente ficando uma delicia, ela voltou com um pouco de biscoitos e com o copo de café, e quando chegou perto esbarrou no tapete e acabou derrubando o copo de café bem em cima da minha samba-canção de seda, imagina só como eu fiquei, ela mais que imediatamente pegou o lençol que estava do meu lado e começou a passar o pano para limpar, quanto mais ela passava o pano em cima, mais o meu pau crescia, e eu ia cada vez ficando mais sem graça, ele cresceu a ponto dela ficar surpresa, e me disse, papai o que é isso, esta sentindo tesão da sua própria filha, eu disse que não é que como fazia tempo que não brincava com a sua mãe, estava ficando um pouco doido, ela sorriu pra mim, e disse sem problema papai eu entendo o seu estado, e virou para ir mexer no aparelho de dvd, eu ia pedir para ela não mexer no dvd, mas quando ela se virou, fiquei mais que paralisado, eu fiquei foi louco e abismado, minha menina linda e gostosa, estava com o baby doll, mas sem calcinha por baixo, quando ela se virou para ir mexer no aparelho de dvd, fiquei de frente para a maior tentação de toda a minha vida, uma buceta, com poucos pelos, bem carnuda e rosadinha, linda que dava vontade de ficar chupando a vida inteira, ela parece que viu o dvd que eu estava assistindo, será que ela tinha ficado sem calcinha de propósito, isso eu só fiquei sabendo depois, mas depois já era tarde, ela ficou olhando o dvd de quatro bem na minha frente pra mim, não muito distante do meu pau, de modo que para eu sentir aquela delicia bastava puxar a sua cintura e fazer descer levemente no meu pau, e foi o que fiz, sem pudor algum, e sem pensar no que ia me acontecer depois, fiz o que meu pau pediu, e ele pediu foi aquela linda buceta, puxei ela como se fosse um amortecedor, puxei para cima do meu pau, e quando chegou na cabeça eu fiz ela descer bem devagar, ela estava adorando, cada centímetro que entrava naquela buceta deliciosa era como se eu estivesse entrando no paraíso e cada passo que dava era como estar vendo que tudo era realmente lindo, cada centímetro dentro daquela buceta foi um maximo, ela nem reclamou e nem fez força contra, ao que constatei, minha menina de 15 anos a poliana, já não era mais virgem a um bom tempo, pois entrou fácil e bem gostoso, fiquei com aquela delicia subindo e descendo no meu pau por um longo tempo, admirando aquele traseiro empinado e carnudo também, depois de tanto sobe e desce naquele meu pau, ela deu um gemido mais alto e começou a gritar dizendo que ia gozar eu na mesma hora disse a ela que também ia gozar foi uma sensação de nojo por mim mesmo e ao mesmo tempo uma sensação de prazer imenso que jamais iria acabar, quando me dei conta do que havia feito, fiquei com raiva de mim mesmo, mas não pelo fato de ter comido a minha própria filha que por sinal era uma verdadeira delicia nacional, mas por ter gozando dentro da buceta de minha doce menina, mas devido ao perigo e o tesão, eu fiquei com o tesão e depois de uma foda mais que impressionante dei um suculento beijo na boca da minha garotinha e dormimos ali mesmo no sofá cama, uma hora depois eu acordo apertado para fazer xixi e vou ao banheiro, e quando estou chegando perto vejo que a porta do banheiro esta aberta e que tinha alguém tomando banho, como não podia ser a poliana por que ela estava dormindo comigo no sofá-cama, deveria ser a paula, uma linda morena, e cabelos pretos lisos e longo, corpo de garota sarada e malhada, bronzeada do sol, essa era mais linda que a poliana, pois ela se cuidava bem mais que a irmã mais nova, achei que era uma noite mais que diferente para estar acontecendo comigo em uma única noite, resolvi arriscar, se tinha dado certo com uma podia dar certo com a outra e na verdade o que me custava, eu podia muito bem arrumar uma desculpa naquela noite, onde tudo podia acontecer, entrei derrepente como quem não tivesse visto a lâmpada do banheiro acesa e com o pau pra fora, para fazer xixi, quando cheguei na privada e comecei a urinar, minha filha mais que rapidamente abriu a porta do box, e olhou pra mim e reclamou, papai o que o senhor esta fazendo aqui, não viu a luz acesa não! eu fingi estar surpreso e perguntei pra ela se ela não deveria ter fechado a porta, ela não teve mais o que responder e ficou olhando para o meu pau que estava duro por causa da situação, eu fiquei mais excitado ainda quando vi aquele belo e atrativo corpo molhado da água e bem bronzeado, ai eu disse a ela, filha volte a tomar banho que eu já estou de saída, ela brincou comigo dizendo ahhhhh é seu horácio como é que o senhor vai embora todo molhado, eu! molhado? mas eu estou... nessa hora ela me jogou um balde de água e me deixou todo molhado, eu corri para dentro do box e agarrei ela por traz dizendo, a senhorita é muito folgada sabia, por isso agora a senhorita vai tomar um belo caldinho no chuveiro, eu segurei ela por traz e deixei ela embaixo do chuveiro um bom tempo, ela ficou se sacudindo e aquele traseiro delicioso se roçando no meu pau, ela foi ficando mais duro do que já estava, ela pegou o sabonete e tentou passar no meu rosto, eu me esquivei dela, e derrepente o sabonete caiu da mão dela, ai ela pediu para eu soltar-la para que ela pudesse pegar o sabonete, eu soltei mas foi ai que o bicho pegou de verdade, quando ela se abaixou para pegar o sabonete aquela buceta caliente ficou bem na frente da cabeça do meu pau, no qual não resistiu e acabou entrando de gaiato, ela rapidamente apoiou as mãos na parede e começou a rebolar, rebolava no meu pau que ela de me deixar louco só com aquele rebolado, ficamos transando quase duas horas naquele banheiro, essa garota era tão gostosa que não dava vontade nem de sair dali, comi ela de quatro, sentada, em pé, e ela sempre pedindo para o papai meter mais, ela falava bem no meu ouvido, come seu velho tarado, come mesmo essa sua filhinha putinha, não era isso que você queria, comer a sua filha, eu tarado, comedor de filhas, eu vi o senhor comendo a poliana, e adorei, o senhor sabia que nós já vimos o senhor comendo a mamãe, e depois que vimos, ficamos alucinada por esse pau gostoso, tudo que nós queríamos era sentar nesse caralho gostoso, e agora que conseguimos, o senhor vai ter que dar conta dessas três bucetas, pois nós duas sempre vamos querer sentar nessa caralho gostoso por muito tempo, seu tarado, papa filha, seu comedor de bucetas, nessa alucinação toda eu acabei gozando na bunda da paula, ela foi tão safado quando tesuda, depois dessa noite que eu tive com minha duas filhas, nunca mais parei de comer essas meninas, agora estão muito mais gostosas e cada dia que passa sinto mais tesão por ela, e já levei elas para vários lugares para transar com elas, em alguns eu até as levei em alguns motéis que sou conhecido, e sempre levo elas como minhas filhas mesmo, mas sempre digo que vou ficar para dormir la com elas por que estou de viagem, é uma aventura incrível, minha esposa nem desconfia que eu como minhas duas meninas pois se descobrisse poderia me colocar na cadeia, imagina só que a érika, minha esposa é delegada. como diz o luciano huk no caldeirão, isso é loucura, loucura. hehe, até a próxima.