RSS contos eroticos

Conto Erotico Assim me tornei mulher

Fazendo laboratório para compor mais um conto,deparei-me com uma história deliciosa. sou uma tarada por incestos.não sei porque os casos de incestos me dão um tesão danado.estou toda molhadinha só de imaginar você batendo uma punheta bem gostosa,ao ler esse conto.júlia começa a me contar :"sou sua filha única, tenho 16 anos.sou apaixonada por ele...só de imaginar minha mae sendo possuída por ele,me faz o sangue queimar o rosto.ele é um homem bonito.para seus 32 anos, é homem enxuto...sua bunda é redondinha e firme ...seu abdomem é definido...gostoso...seus mamilos parecem umbiguinhos de limão...passei a me interessar por ele, quando ouvia os gritos de prazer que minha mãe dava no quarto na hora em que ele fincava o "ferro" nela.no dia seguinte , ela levantava com aquela cara de cadela saciada...saciada com o homem que eu quero pra mim...mas não posso falar...você é o meu pai!
hoje você vai ser meu.mamãe vai sair.vai viajar e ficar 4 dias fora.
eu vou cuidar de você... foi ela que mandou...(rsrsrsr)!
você vai trabalhar e quando chegar a tarde vai ter uma surpresa.
eu ja vi você batendo uma punheta bem gostosa vendo um filme pornográfico.
pois hoje vc vai bater uma punheta na minha xaninha...na minha boquinha...no meu
cuzinho...no meu rabinho...aaaaiiiii!!!! ele deu até uma piscadinha
só de imaginar a cabeça desse pau passando no meu grelinho...ahhhhh!!
eu fiz a comida que você mais gosta -moqueca de peixe -e a sobremesa servirei depois...de maneira bem peculiar(morangos com chantyly)."
- você chegou cedo papai!
- é.hoje me deixaram sair mais cedo!
- vou aproveitar pra assistir uns filmes e descansar.
- vou tomar um banho pra gente poder jantar.
- não...vamos jantar primeiro.estou com muita fome.
- (não se preocupe, papai,vou matar tua fome hoje...)! -me deu vontade de falar.
- sentei à mesa e servi-me de moqueca.aquela moqueca encheu os olhos e meu pai,mas nao mais do que os meus belos par de seios, que pareciam querer pular fora da minha minúscula blusa.meu pai deu uma olhada comprida para meus seios e eu pude notar que o instinto de macho falou mais alto do que o instinto de pai.eu fui tomar banho,após o jantar,mas antes de sair da sala deixei,proposital- mente, no compartimento do vídeo casseteum vídeo que falava de um pai que estrupava a própria filha...que usava e abusava da filha na ausência da mãe.fui tomar banho e quando percebi que vc estava no meio da exibição do filme, eu fingi que subi em alguma coisa pra pegar algo no bagageiro do ármario embutido do banheiro e fiz o maior barulhão, simulando um tombo.papai veio correndo pensando que eu havia caido e me machucado.eu estava enrolada na minha minuscula toalha que deixava aparecer os pelinhos pubianos que começavam a nascer.meus cabelos de menina -moça caiam pelos ombros e costas indo bater quase na barra da toalha.não sei dizer se era meus cabelos que eram longos ou se era a toalha que era curta demais.a verdade é que meu pai enlouqueceu...na hora eu vi um volume crescendo dentro de seu pijama.fiquei atiçada e ao mesmo tempo assustada pois o tamanho do volume era monstruoso.meu pai perguntou o que tinha acontecido e eu disse que havia derrubado uma lata de cima do ármario.quando me virei pra responder a meu pai fingi perder o equilibrio e cai, ele prontamente me tomou nos braços impedindo que eu caísse de verdade ao chão, nessa hora a toalha se soltou e eu fiquei nua nos braços de meu pai.senti o cheiro de macho que exalou de meu pai...o cheiro que denunciava que ele estava com o pau molhado e estalando de duro,isso eu pude sentir na hora em que ele me colocou no chao e eu deixei meu corpo escorregar pelo corpo dele...senti aquela barra de ferro correr minha perna e minha coxa e parar em minha barriga.ele virou-se de costas pra mim e foi pra sala.eu fui pro meu quarto e comecei a me enxugar.minha penteadeira ficava numa posição de onde eu podia ver quem viesse pelo corredor em direção ao meu quarto,mas a pessoa não me via.percebi que meu pai veio e ficou me espiando...a porta estava encostada...eu comecei a me acariciar...passava a mão por meus braços...meus seios...que ficaram arrepiados e bicudos assim que vi meu pai vir em direção do meu quarto.fui baixando a mão em direção a minha xana que ja estava toda molhada e pulsante...soltei um gemido longo e sentido..aaaaaaaahhhhhh!!!!!!meu pai não resistiu...tirou o pau pra fora e começou a bater uma punheta...eu ouvia o barulho de meu quarto...nua, deitei em minha cama e começei me masturbar...não demorou e ouvi um gemido bem sentido que anunciava o goso de meu pai...gosei abundantemente...mas sei que isso nao acabaria ai...eu queria mais e meu pai também.durante a noite eu deixei minha porta encostada e como fazia muito calor deitei nua...me cobri somente com um lençol de cetim branco e rosa.deixei meu abajur de lampada violeta aceso.durante a madrugada ouvi um barulho de alguém abrindo a minha porta...olhei com o canto dos olhos e vi meu pai entrando só de zorba em meu quarto...fingi dormir.ele chegou a beira de minha cama,ficou me olhando e acariciando seu pau...eu estava deitada de uma forma que meu cabelo estava sobre meu rosto e por isso nao dava pra ver meu olho entreaberto.eu sou uma garota de 16 anos, morena, cabelos longos encaracolados,peso 57 k, olhos negros, minha bunda é bem redondinha ...saliente..arrebitada,nao tenho barriga, meus seios são bem durinhos e redondos(não uso sutiã.não preciso.),tenho coxas bem roliças e apetitosas...não depilo minhas pernas, procuro descolorir os pelinhos.minha xana esta começando "empenar" agora.por falar em minha xana, ela é linda...é pequena...lábios salientes...o grelinho é pequeno, mas quando excitado fica grande e saliente.sinto a respiração pesada de meu pai...ele senta na beira da cama...minha perna está fora do lençol,a coxa está exposta...ele ,certo de que eu esteja dormindo alisa minhas pernas e coxas...eu sinto minha pele arrepiar...dou uma mexida em meu corpo e viro de posição deixando minha bunda pra cima parcialmente descoberta.ele se levanta rápido e se põe de lado.nessa hora,eu,pensando que ele tinha desistido, finjo acordar e sento na cama...conforme me levanto, meus seios ficam à mostra, cubro-os sensualmente com as mãos.meu pai fica sem graça e eu pergunto se ele precisa de alguma coisa.ele diz que sim e que esta preocupado comigo...que ele tinha notado que eu estava ficando uma mocinha e nada sabia da vida, que haviam coisas que só um pai poderia ensinar a uma filha mas, que a mamãe não poderia saber.eu disse que eu jamais falaria qualquer coisa e que coisas seriam que eu precisava aprender...meu pai chegou até mim e disse que ia me ensinar, mas que aquele deveria ser um segredo nosso.eu aceitei e ele me colocou deitada...tirou o lençol de mim e deixou meu corpo descoberto.acariciou meu rosto...beijou-o,a mão grande e rustica foi descendo por meu corpo e acariciando meu colo...meus seios...ele abaixou-se sobre mim e chupou o biquinho de meus seios delicadamente...em seguida,mais intensamente, meus seios couberam quase que todinho em sua boca...eu soltei um gemido de tesão...aaaahhhhhhh!!!!!!!sua mão continuou a deslizar...passou minhas coxas...e se deteve em minha xaninha molhada.ele acariciou-a, levemente tocou meu grelinho que estava entumescido, saliente...isso o deixou doido.seus olhos brilhavam com uma espécie de febre...uma espécie de demência muda...beijou todo meu corpo...subiu na cama e se alojou no meio de minhas pernas...foi abrindo-as.eu resisti um pouco finjindo vergonha,mas ele dizia:
"vai filhinha,abre as pernas pro papai...eu não vou te machucar,
só vou te ensinar umas coisas gostosas pra você nao aprender da
forma errada ai por fora.abre as pernas pro papai,abre...vai..."
ainda meio resistente deixei que ele forçasse minhas pernas para os lados,aquilo me enchia de tesão...me sentir forçada parecia ser mais gostoso e mais excitante.o pau dee meu pai parecia querer rasgar a zorba de tao grande que estava.ele desceu a boca até minha xana e foi beijando ...primeiro a virilha...depois foi pro meu grelinho e chupou com maestria...eu gemia e me contorcia de prazer...meu pai se deliciava.ele metia a lingua em minha xana tão gostoso que eu sentia a pressão de sua lingua contra meu hímem...enquanto me chupava ele enfiava a pontinha do dedo em meu cuzinho que estava encharcado de minha porra que saia sem parar...meu pai nao vencia lamber...parecia um cachorro bebendo leite...de repente ele parou e disse:"filhinha, faz uma coisa pro papai...passa a lingua no pau do papai,passa...só um pouquinho...ta limpinho,cheiroso...o papai acabou de lavar ele...chupa...chupa como se fosse um sorvete...vai..." - dizendo isso, meu pai ja sentou praticamente em meu seios,sobre meu pescoço e eu fiquei sem movimentos,chegou o pau em minha cara, segurou minha cabeça entre as mãos e enfiou o pau em minha boca.eu segurei a bunda de meu pai em minhas mãos enfiando as unhas em sua pele...isso o deixou mais doido e estocou o pau em minha boca...duas bombadas e eu ja senti uma golfada de porra que desceu por minha garganta...ele tirou o pau de minha boca...perguntou se o leitinho do papai era tao bom quanto o que a mamae tinha me amamentado...passou o pau em meu rosto...melado...quente...duro...eu queria mais e procurava com a lingua a cabeça do pau....aaaaahhhhhh!!!!!.....ele colocava e tirava o pau de minha boca...huuuuummmmm!!!!!!!....brincava com a pontinha de esconde-esconde na minha boca...dai ele disse que ia me dar o pau todinho...foi até o guarda roupa, procurou uma echarpe que eu tinha e me amarrou as mãos na guarda da cama, com algumas meias finas amarrou meus pés com as pernas abertas.foi até a cozinha e trouxe os morangos e o chantyly...foi passando chantyly em meu corpo...nos seios...na boca...na xana...e em cada montinho de chantyly colocava um moranguinho...depois foi tirando um a um...com a boca...mergulhou um em minha xaninha e comeu...me lambeu todinha...tirou todo o chantyly...só da xana que deixou.ficou de joelhos entre minhas pernas,pegou o pau e começou a passar nas partes internas de minhas coxas...aquela cabeça lisinha ...molhada de porra, deslizando em minha pele me deixava doida...eu jogava o corpo pra frente como se quisesse que ele me chupasse ou enfiasse aquele pau grande ,duro, quente, dentro de mim.ele pareceu entender o que eu queria.disse que ia doer um pouco mas que depois ia ser uma delicia...colocou a cabeção daquele pau enorme na porta de minha xana e estocou levemente,eu dei um grito de dor...ele pareceu ficar em extase quando gritei, aquele não era o meu pai...era um estrupador em potencial...ele sentiu prazer em ver eu me debater e gritar de dor...mais doido ficou ,quando percebeu que minha bucetinha era virgem...ele deu outra estocada,mas o cabaço era forte e resistiu...ele tirou o pau da minha xana e veio pra minha boca...passava em meus lábios como se fosse baton e falava coisas initelengíveis...me chamava de "filhinha do papai","putinha do papai",dizia que o "papai agora tinha uma putinha só pra ele",acariciava meu cabelo e puxava minha cabeça pra abocanhar o pau dele.teve uma hora que ele enterrou o pau tao forte em minha boca, que eu o senti encaixar em minha garganta...elegosou forte e me fez beber toda a porra dele.eu ja estava toda amassada a esta altura...o meu corpo estava todo marcado pelas maos fortes de meu pai...dai ele decidiu que eu não podia perder o cabaço daquela forma,eu teria que pedir...teria que querer.mas resolveu que ia entrar em mim naquela noite.virou-mede bruços...e...começou a acariciar minha bunda...beijou,passou a lingua em toda ela...subiu...mordeu meu pescoço(isso me encheu de tesão e eu fiquei molinha)enquento me acariciava as costas ...a bunda...ele foi procurando a minha xana com a outra mao.encontrou meu grelo e começou uma siririca deliciosa enquanto me lambia o cu.me fodeu com a lingua,mergulhou a lingua no meu cú...parou e veio por cima de mim.perguntou se eu ja havia brincado com alguém de por um pau gostoso no cú...eu disse que uma vez eu tinha brincado com meu primoe ele tinha colocado só o dedo no meu rabinho...meu pai ficou doido,parecia estar com ciúme,havia fogo de ódio nos olhos dele e ele disse que de castigo eu ia sentir o dedão dele no meu rabo.eu falei - "não papai!!!vai doer muito!!!" - e ele disse que com dor que era gostoso...!colocou uns travesseiros por baixo de minha barriga de maneira que minha bunda ficasse bem alta e exposta,a cabeça ficou la embaixo...não sei dizer o que ele foi buscar ,mas veio com uma pomada na mão...passou na cabeça do pau e no meu cú...levou a cabeça do pau em direção do meu cú...eu senti aquele pedaço de ferro quente encostado no meu rabo e pensei..."não vou aguentar e vou morrer toda rasgada pelo meu próprio pai"...só que a idéia de ser violentada por meu pai,me enchia de tesao...eu fiz menção de gritar...mas ele me tapou a boca com as mãos e começou a forçar meu cú...estocava aos poucos e eu ia sentindo o pau ir entrando aos poucos...me rasgando o rabo(eu tinha essa sensação),parecia que eu tinha caido sentada em cima de um espeto...pronto...estava consumado...o pau de meu pai estava dentro de mim...inteirinho...eu chorava de dor e meu pai estocava,estocava,estocava...até que ele esporrou dentro de mim me enchendo de leite...me soltou...me segurou em seus braços e me levou ao banheiro,encheu a banheira e me deu um banho bem quentinho,me enrolou em uma toalha e levou-me pra sala.colocou-me em seu colo como um bebê.eu deitei a cabeça em seu peito e adormeci com o cú pegando fogo de dor e ardor.meu pai ligou o vídeo e começou a assistir o filme que eu havia alugado para provocá-lo.acordei com uma mão alizando minha xana,me batendo uma siririca,com uma boca em minhas tetinhas ...mordendo de leve os biquinhos...e eu ja estava prestes a gosar...dai eu não aguentei ...me ajoelhei na frente do pau de meu pai que estava sentadoe abocanhei aquele pau delicioso...chupei como se fosse o ultimo sorvete da face da terra,meu pai gosou em minha boca de novo...engoli.gostei. aquela noite fui a puta de meu pai.ele comeu o meu cú a vontade.chupou minha buceta.bebeu meu mel e eu o leite dele.
no domingo levantamos tarde.minha mãe ligou perguntando se estava tudo bem, eu disse que sim.ela falou que ia demorar mais alguns dias e eu disse para não ter pressa que eu estava cuidando do papai direitinho.ela fez algumas recomendações e desligou.o domingo transcorreu normal.a noite meu pai e eu fomos até a casa de minha tia e meu pai insistiu que meu primo viesse dormir em casa,pois iria trabalhar de manhã e nao queria que eu ficasse sozinha.meu primo nao se fez de rogado,aceitou mais que depressa.à noite eu e meu primo ficamos assistindo a um filme na televisão.meu pai foi pro quarto dele.meu primo ,aproveitando disso,veio até mim e me deu um tremendo beijo na boca...eu aceitei e correspondiquando dei por mim,ele tava com a cabeça no meio das minhas pernas,me chupando o grelo como louco e metendo o dedo no meu rabo.estava uma delicia!eu estava com a cabeça jogada na guarda do sofá...abri o olho por um instante e vi meu pai bem próximo a minha cabeça...ele estava com o pau pra fora ,batendo uma punheta,todo excitado de ver eu e o meu primo brincando.meu primo se assustou e tentou sair do meio de minhas pernas ,mas meu pai o recolocou la de novo.meu primo comia minha buceta com a boca e meu pai passava a cabeça do pau no rabo dele.ele estava com medo,mas tinha mais medo de meu pai contar pra minha tia e meu tio.então ele deixou meu pai comer o cú dele.ele gritava de dor e eu sabia que estava doendo,pois eu havia sentido aquela dor na noite anterior.meu pai disse a meu primo que ia compensá-lo pela dor.ele ia comer a priminha dele pro meu pai ver,pegou nós dois pela mão e levou ao quarto dele e da minha mae,disse que a cama era maior para nós tres.meu primo estava estupefato mas adorou a idéia,afinal o que ele mais queria era me comer...mas eu queria perder meu cabaço com o pau do meu pai.eu então falei - "papai, quero que o senhor me coma." - meu primo ficou com o olho arregalado.meu pai mandou meu primo sentar na poltrona e assistir.pedi que meu pai me amarrasse pra eu não fugir na hora que doesse e depois eu gostava de ser judiada na hora do prazer.gostei muito do que meu pai havia feito na noite anterior.meu pai me amarrou.meu primo,tinha um pau enorme...tirou ele pra fora e começou a bater uma punheta vendo meu pai me preparar pra perder o cabaço.lá estava eu,a merce de meu pai e meu primo de 18 anos, nua,de pernas abertas e amarrada.eu estava toda ensopa de tanto tesão.meu pai começou a mamar em meus seios,chupava minha barriga,minhas coxas...até que veio pra minha buceta,chupou,chupou,chupou...meteu o dedo no meu cú...me deixou louca...dai ele veio e colocou a cabeça do pau na entrada de minha buceta,me segurou pelos quadris e me levantou um pouco em sua direção, com se fosse me colocar sentada em cima de seu pau,mas eu fiquei suspensa no ar e ele enfiou o pau com vontade,estocou...estocou aproveitando o peso do meu proprio corpo e estocou...estocou...revirava os olhos de tesão e delirio e eu gritava de dor e de prazer...meu primo ,num misto de prazer e susto batia uma punheta adoidado...estava perdendo o controle ...lenvantou da poltrona e veio em nossa direção na cama...soltou minhas mãos e meus pés,eu me agarrei no pescoço de meu pai e começei abeija-lo...beijava sua boca com tanta paixão que certo momentoeu o senti com medo...mas ele correspondeu.deitou de costas e eu sentei em seu pau me encaixando todinha naquela barra de ferro,meu primo estava em pé ao lado da cama, vendo aquele cuzão a piscar pra ele e nao resistiu se encaixou no meio de nossas pernas e colocou a cabeça na porta do meu rabo...deu uma forçadinha e a cabeça deslizou sem muito problema pra dentro do meu cu,embora eu estivesse quase desmaiando de dor,pois estava com o meu pai em minha xana e meu primo em meu cú.me senti um pedaço de carne de açougue sendo batida de todos os lados pra ser amaciada.depois de gosarmos,os três,fomos tomar um banho e dormir.naquela noite eu dormi como uma deusa,saciada,feliz,tinha me tornado mulher nos braços do homem que eu mais amava no mundo - meu pai - .se pensa que essa noite acabou aqui,esta enganado...muitas coisas aconteceram,mas eu irei contar em uma próxima oportunidade.