RSS contos eroticos

Conto Erotico Comendo a cunhada

Comendo a concunhada

este conto que passo a relatar agora aconteceu a menos de duas semanas comigo em uma, viagem que fiz ao brasil, bem vivo nos usa, e sempre estou de viagem ao brasil a trabalho. nesta minha viagem nao tinha nada planejado de ficar na casa de meus sogros em sao paulo, mas como meus clientes do rio de janeiro e bhte canselaram nossos compromissos resolvi voltar a sao paulo, e passar o resto de minha viajem na companhia da familia de minha esposa. eles vivem muito bem e tem um lindo sobrado em um dos melhores bairros de sao paulo, tenho um de meus cunhados que vive em uma casa no fundo do terreno do sobrado e tem por sinal uma mulher extremamente gostosa, ela sempre me deu muita bola quando estou por sao paulo, mas como bom samaritanho nunca resolvi meter a cara, pois tenho muito carinho e respeito pelo cunhado.
porem que nesta viagem as coisas aumentaram de rumo e direcao, saimos todos juntos na quinta a noite e tomamos todas que tinhamos direito numa boate dos jardins, bem voltamos para casa por volta das 5 da manha e ja chegamos quase na hora que meu cunhado tinha que ir para o trabalho, meu sogro e minha sogra tambem sairam para o trabalho e eu fiquei sozinho no sobrado. acordei por volta das 10.00 da manha com o telefone tocando e chamando por minha com cunhada, entao falei a pessoa que daria o recado e ela ligaria mais tarde, deci ate a parte de traz do terreno onde e a casa de meu cunhado para dar o recado, e a porta da sala estava aberta, sem bater resolvi entrar porem que nao escutando barulho de nada, me dirigi ate o quarto onde minha concunhada dormia e para minha maravilhada surpressa ela estava deitada na cama toda nua, com apenas um lencol cobrindo os tornozelos, deixando mostrar toda aquela monumental bunda, e seus pelinhos da bucetinha que com as pernas meu entreabertas apareciam por traz, ela e loira, tem uma bundinha redondinha e para quem gosta so tem 23 aninhos, parecia que ela sentia minha presenca no quarto e so para provocar abriu ainda mais as pernas por traz e meu pau sem pedir licensa ficou duro como uma pedra, pensei em so bater uma punheta e sair do quarto mas a loucura foi maior que qualquer coisa, e sem pensar duas vezes, cheguei mais perto e passei a lingua por traz pensando que ela acordaria e me daria o maior esporro. bem para minha surpressa ela relaxou e gemeu baixinho, senti sua buceta molhar, e seu cuzinho piscar todo em direcao a minha lingua, tirei o short e meu cacete despontou duro como nunca, fui de encontro a sua bucetinha entao ela abriu os olhinhos e disse me come toda seu tarado, me fode gostoso no cu e na buceta, quero ser sua puta hoje agora e sempre, coloquei meu casete no centro de sua buceta e enfiei tudo ate o talo, ela mexia e gemia, e eu mamava gostoso nos seus peitinhos, senti ela gozar como uma puta no cio, segurei mais algum pouco para nao gozar, ela tirou meu pau de sua buceta e o mamou como nunca, quando estava para gozar ela pediu nao goze quero que coma meu cu, logo a virei colocando-a de quatro, peguei um poti de creme que estava na cabiceira da cama, lubrifiquei meu pau e seu cuzinho e meti meus 19cm todo dentro senti um fialho de sangue sair pois ela era virgem no cuzinho, comesei a bombar e entao senti que ia gozar ela pediu me encha com sua porra quente, gozei como nunca, quando pensava que havia tudo acabado senti sua boca me chupando e eu a chupando tambem em um otimo 69, gozamos e mais uma vez minha concunhada, me deu o rabinho e bucetinha, no sabado meu cunhado foi trabalhar novamente e repetimos a doze para minha despedida, estou aqui nos usa, louco para chegar junho para ter que voltar a trabalho ao brasil, e quem sabe, matar as saudades de minha amante concunhada. me escreva:hipertora@hotmail.com