RSS contos eroticos

Conto Erotico Comendo a irmãzinha safada

Foi numa quarta feira , nossos pais tinha ido viajar , nada pra fazer a não ser fuçar sites pornos na net e jogar multiplayer.

entre uma foto e outra , me deu sede. me levantei e fui até a cozinha no andar de baixo mas ... no caminho via porta do quarto da claudinha minha irmã aberta.
curioso que sou não pude deixar de dar uma espiada. aparentemente nada de interessante , aparentemente. ela estava deitada de bunda pra cima , eu digo bunda e não costas porque é a primeira coisa que voces iriam notar na claudinha. sua bunda redondinha , esculpida por algum mestre especialista em criar mulheres gostosas.
minha irmazinha de 20 ( vinte) aninhos estava deitada de bunda pra cima com os cotovelos apoiados no colchão lendo um livro. os joelhos dobrados e os pes para cima dançando graciosamente no ar. ela vestia uma saia , alias uma microssaia preta de tecido bem levinho , desse que ao pousar no corpo realça mais ainda as curvas. me abaixei e fiquei de joelhos olhando pela porta entreaberta para ver se via a calcinha dela. foi aí que presenciei um espetaculo. não havia calcinha , o que eu vi fou uma linda bucetinha que se dobrava e se mordia com o movimento dos pés. fiquei louco de tesão e comecei a maquinar uma siturção para trepar com minha irmãzinha. eu sei que é loucura mas quanto mais proibido maior o desejo.
pela situação que encontrei , na certa ela deveria estar lendo algum livro de alguma autora americana que só escreve sobre sexo. vlotei ao meu quarto e vesti um shorts não coloquei cueca para facilitar as coisas depois , tirei a camisa e os chinelos e fui até o quarto dela.

"ô maninha!" entrei derrepente dizendo e pegando ela no flagra lendo livro pornô que tratou logo de esconder.
"me coça as costas aqui no meio"
percebi que ela gostou do que viu e antes toda preocupada em se arrumar na cama e esconder a calcinha e o livro ficou mais relaxada e interessada.

"ah tá" "chaga aqui perto"

sentei na cama ja com a barraca meia armada e ja fui me encostando de leve nas belaa coxas dela que dobravam em tamanho e gostozura quando ela sentava na cama.
vi seus biquinhos ficarem duros e me virei de costas para ela me coçar.

suas mãos leves tocaram minhas costas. "ta bom assim?"

"ta , mas vai com mais força... ta gostoso .. voce coça bem..."

"obrigada" ... disse ela se chegando mais me abraçando de leve com as duas coxas. senti de leve um cheirinho de buceta fresquinha e molhada misturada com perfume de creme amaciante. não pude evitar , coloquei uma das mãos no belo jeolho dobrado dela e apertei de leve.
ela respondeu com um gemidinho e alisou minhas costas de cima a baixo. apertei mais forte agora os dois joelhos e recostei nos peitos dela que gemeu de novo e disse:
"ai maninho , voce ta me deixando molhadinha..."
num golpe me virei e a abracei , nos deitamos de lado e com o pau ja estava pra la de duro disse: "to louco pra te comer maninha ... voce sabe disso não sabe?." e mordi seu pescoço alizando suas coxas e sentindo os seus pelinhos castanhos se arrepiarem.

ela não disse mais nada , virou se de costas pra mim e me ofereceu aquela linda bunda para meu caralho. levantei a sainha dela , tirei meu calçao e comecei a mordiscar aquela bunda , arrancando uis e ohs daquela boquinha linda. massageei com força os belos gominhos e as pernas de minha irmazinha equanto olhava a bucetinha dela inundar e soltar uma babinha transparente com o tesão. comecei a trabalhar aquela xotinha , fiquei sobre minha irmã coloquei meu caralho entre as pernas dela que se abriram. minha irmãzinha impinou de leve seu belo rabo para que eu desse umas cabeçadinhas na entrada enquanto massageava seus peitos lhe tirando o folego.
desci até a altura da sia bunda e comecei chupar seu cuzinho. ela foi c]ficando cada vez mais arisca . mais ousada , eu lambia seu cú e sua xota e ela ameaçaca ficar de quatro querendo mais força e penetração. mais umas lambidas e foi o que ala fez, levantou aquel ra~/ao gostoso de vez e ficou rebolando naminha cara me desafiando pedindo "chupa .... chupa.... chupa gostoso"

eu obedeci , agora com mais força , segurei suas coxas e trouxe varias vezes aqueles dois lindos buracos contra minha lingua. praticamente eu a comia com minha lingua , arrancando gemidos altos , urros : "fode me fode .. me fode gostoso ... enfia tudo ... me faz mulher .. me faz sua vaca... sou sua cachorrinha me come toda."

obdeci de novo ,até porque meu pau ja não aquentava ficar fora daquele corpinho mingnon e delicioso.era uma buceta salgadinha e apertadinha.
me pus de joelhos sobre a cama , ajeitei meu cacete na portinha da minha irmã e soquei até o talo.
"ooooohhh..." ela gemeu alto. tirei de soquei de novo e ouvi outro "ooooooooooh" . aquilo era musica para meus ouvidos. comecei a bombar mais rapido, deixando minha irmãzinha louca de tesão.eu bombava e ouvia seus gemidos as vezes superados pelo barulho do rangido da cama e das nossas coxas se batgendo. um ritmo louco de "flep flep flep" entrecortado pelos meu urros. eu me agarrava aquela bunda como um louco ... entrava e saia de dentro da minha irmãzinha safada quase em transe... queria cada vez mais aquela buceta quente , molhada escorregadia ,que fazia meu menbro se sentir vivo e poderoso. batia meu saco naquele rabo , depois tirava quase toda a cabeça , olhava aquele buraquinho quente e socava de novo. era muito bom. metemos tanto e tão rapido e gostoso que fazia espuminha na bordinha da xaninha recem depilada dela.
meti , meti e meti ... sem dó ... quando cansava, socava tudo e passeava a cabeça do meu pau no fundo daquele buraco enquando fungava no pescoço da minha irmãzinha dizendo. "quero te comer todo dia... maninha... quero comer seu cú depois... dá seu cu pra mim?" ao que ela repondia ...." dou , eu dou o que voce quiser ... voce come gostoso pacas ... mete mais ... continua metendo ... fode , me fode com força"

e a fodia ... enquanto massageava seus peitos e arrancava beijos da sua deliciosa boca. puxei um travesseiro que estava perto e coloquei embaixo dela que se deitou arreganhando ainda mais aquele rabo. me sentei sobre ela e continuei a meter . aumentei o ritmo no limite agora usando o peso do meu corpo , indo até o fim e deixando ela mais perto de gozar. bombei ... bombei ouvindo os gritos de prazer dela : "aaah" ahhhh" gostoso ..aaaiiii....aiaaiii.... uuuhhh... uhhhh" meti até meu limite deitato sobre ela que rebolava freneticamente. ja a ponto de gozar , tirei meu pau pra fora e esporrei sobre sua bunda e seu cuzinho. deixei o jato subir e segurei um pouco antes dele sair para aumentar meu prazer , depois vi meu pau rechear toda a bundinha redondinha da minha querida e safada irmã ... que respirava ofegante mas satisfeita.