RSS contos eroticos

Conto Erotico Comi minha mãe enquanto ela dormia

Aconteceu em janeiro de 2004, aqui em casa somos 3 pessoas, eu, minha mãe laura, e papai. somos uma família feliz, minha mãe trabalha só pela manhã numa escola, é professora, e meu pai passa o dia fora. eu estudo pela manha na faculdade, tenho 19 anos e minha mãe, 36 anos. é uma bela mulher, muito bonita e bem feita, tem um belo par de coxas, uma bunda avantajada, gosta muito de usar calcinhas transparentes. quando ela lava suas calcinhas fico a observar, depois estendem no varal as belas calcinhas transparentes e rendadas. a partir de observar suas calcinhas comecei a ter tesão por ela, e meu tesão aumentou mais depois que vi ela trocando de roupa pela primeira vez, a porta estava semi aberta, ela tinha acabado de tomar bando e tinha ido se trocar no quarto. brechando minha mãe pude observar ela vestindo uma calcinha branca rendada, bem devagar e com muito carinho, a calcinha chegava a entrar nas bandas de sua buceta. minha mãe tem uma buceta tipo capu de fusca e muito cabeluda, e isso me deu mais tesão. meu cacete ficou latejando quando vi a calcinha enfiada na buceta, aparecendo os pelos pelas laterais. essa cena ficou na minha cabeça por dias, sempre me punhetava imaginando a cena que vi, imaginava tirara aquela calcinha com a boca e fudê-la fortemente a pesar de ser minha mãe. um dia ela me pegou punhetando com sua calcinha, levei uma bronca danada, o cacete brochou na hora. fiquei meio sem jeito por uns dias. sempre a tarde depois dos meus estudos minha diversão era punhetar pensando em minha mãe. até que um dia entro no seu quarto à tarde, para pegar umas canetas e vi que ela dormia só de calcinha, era uma calcinha muito pequena, não resisti e ali mesmo o cacete queria explodir. meu coração disparava e resolvi colocar minha mão em cima daquela buceta, sobre a calcinha, coloquei lentamente a mão e senti o calor de sua buceta, comecei lentamente alisar, e com a outra mão a punhetar. em um momento percebi que minha mãe mecheu os olhos, percebi que ela estava acordada e se fazendo que estava dormindo. meu tesão aumentou mais ainda. resolvi criar coragem e meter minha mão por dentro da calcinha. coloque lentamente minha mão e bem devagar enfiei o dedo na sua buceta e para minha surpresa estava melada sua buceta. então percebi que ela estava acordada e se fazendo que estava dormindo. estava louco de tesão. então fui mais ousado, bem devagar tirei sua calcinha, afastei suas pernas e comecei a chupá-la, ela gostava e comecei a notar que ela forçava sua buceta na minha cara, ela o máximo para mim. gozei ali mesmo enquanto chupava sua buceta. após gozar fiquei preocupado em limpar a cama. então resolvi subi a calcinha dela novamente, limpei a cama, e sai bem devagar para não fazer barulho, dando a entender a ela que eu pensava que ela estava dormindo. assim que saí do quarto, fiquei brechando pela fechadura, e vi-a se levantando pegando uma blusa e se limpando de seu liquido vaginal. tive então a certeza que ela estava sabendo o que tinha se passado. fique feliz. a noite agimos como se nada tivesse acontecido, e eu já planejava o ataque para o dia seguinte. no outro dia a cena se repetia, depois do almoço ela resolveu dormir, enquanto isso ficava no meu quarto dando um tempo. qdo chegou por volta de 3 horas resolvi ir até o quarto dela. ela já imaginava que eu ia, e esse jogo já me deixava excitado muito excitado. quando entrei no quarto dela, ela estava novamente só de calcinha, mais dessa vez ela estava com uma calcinha mais frouxa, para facilitar minhas investidas. ali mesmo pensei é agora ou nunca, botei meu cacete(18,5 cm) para fora, duro feito aço, coloque minha mão lentamente por baixo da calcinha e ela se fazendo que estava dormindo. senti sua respiração mais forte, a rigor com vontade que eu enfiasse meu cacete logo. comecei a masturbá-la levemente ela começo a mexer muito lentamente, meu dedo todo melado, e logo passava o melado de meus dedos no meu cacete, lubrificando meu cacete com liquido da buceta de minha mãe. não resisti por muito tempo, dessa vez, como a calcinha era frouxa, apenas afastei a calcinha, afastei suas pernas e soquei meu cacete bem devagar naquela buceta sedenta. comecei a socá-la lentamente, num vai e vem bem gostoso. ai ela não agüentou e me segurou com força acordando loucamente e pedindo que eu enterrasse tudo na buceta dela. começamos a funder loucamente, sem escrúpulo, ela ficava arreganhada e segurando a as duas pernas e eu botando com força naquela buceta, só as bolas ficavam de fora, ficamos transando até 5 horas, em várias posições, e gozamos várias vezes. depois que acabamos pairou um sentimento de culpa e medo. ela disse que papai jamais poderia saber disso. então pedi a ela que sempre que ela pudesse a gente continuasse a transar e ela aceitou. e até hoje nós transamos sem ninguém saber, apenas eu, ela e vocês leitores. depois continuo com outras investidas em minha mãe. mais detalhes me envie email: ps1000@terra.com.br