RSS contos eroticos

Conto Erotico Enteada carente, padrasto carinhoso.

Meu nome é Donovan (fictício) , me senti muito avontade escrever esta experiência que passei. Por esse fato, vou lhes contar algo que jamais contei a ninguêm. Nem eu nem ela. Tenho uma enteada, Lara... Ela é muito bonita, seios fartos, corpo lindo, bundinha empinada, cabelos pretos compridos...linda. Ela tem hj 26 anos, na época do ocorrido tinha 24, tinha 1 ano de casada. Uma certa vz ela me chamou pra ir a casa dela pois estava só, como sempre conversamos muito um com o outro...sobre tudo. Ela veio me contar que estava triste com o marido dela e como estava seu relacionamento com ele. Me contou que ele estava trabalhando muito, chegando muito cansado em casa..via televisão ate tarde e não dava ateção a ela, mesmo ela sendo o mulherão que ela é. Me contou varia coisas que e a fizerãm triste naquele momento e me contou que estava a 2 meses sem trasar com e ele, e que estava morrendo de vontade. Ficamos papeando durante algum tempo, ai ela deitou e meu ombro...falando que lembrava do jeito que eu transava com a mãe dela. Me espantei quando falou isso e perguntei: - Como sabe disso Lara? - Eu escutava por traz da porta...e me exitava muito. - Disse ela. Eu fiquei sem palavras e envengonhado tbm...dando um sorrisinho sem graça. - Calma , não fique assim, é normal isso. - Ela falou sorrindo. Fiquei olhando em seus olhos...ela disse: -Queria tanto que ele fizesse assim comigo, como vc trasansava com a mamãe. Veio se aproximando de meu rosto ...e então nos beijamos. foi muito louco tudo aquilo. Ficamos um tempo nos abraçando e beijando. Ela sentou em meucolo e colocou seus seios em meu rosto , esfregando sua bundinha no meu pau, já bem duro a essa altura. ficamos assim um pouquinho...Tirei sua camiseta, ela estava sem soutiã, que seios maravilhosos... Chupei muito aqueles seios...Ela delirindo me pedinto pra lhe comer igual fazia com a mãe dela. Não segurei minha exitação, a deitei na cama, tirei sua saia e calcinha, por sinal muito molhada... Sua xaninha estava muito molhada, ja fui lambendo e chupando todo aquele líquido divíno, que delícia...muito bom de saborear. Ela gozou por duas vzs em minha boca, uma delas quando chupava seu clitores e colocava dois dedinhos em sua xaninha. Ela não aguentava mais...se levantou e tirou minha bermuda e cuéca, tirou meu pau para fora...disse que estava loquinha por aquilo. Abocanhou vorazmente chupando e lambendo muito. logo quiz sentar nele... Sentou bem devagar saboreando aquele momento plenamente, colocou tudinho dentro dela...depois rebolou muito e iniciou um sobe e desce muito gostoso. cavagou muito...tirou por um estante...chupou mais um pouco depois quiz em pé... Coloquei ela contra parede, ele empinou a bumdinha para traz e pediu: Vem pai...da pau pra mim...dá? tô morta de tesão...quero gozar... Eu fiz tudo que ela pediu, dei muito pau para ela, ela rebolava como louca, eu puxei seu cabelo para trás, segurei em seu quadril e meti bem gostoso. Trasamos te tudo que foi jeito, ela gozou muito... Depois foi minha vez. Coloquei ela de quatro...lambi ela todinha, iguam os ccachorros fazem quando não transar... Fui colocando o pau bem devagar nela...saboreando cada cm que entrava. Ela gemia, pedia mais...mais fundo... Meti muito gostoso naquela xaninha e depois no rabinho dela, pois ela queria muito dar e seu marido não comia. Ela gozou ainda mais forte...aí não aguentando mais, gozei em seu rabinho. Transamos até a noite. Ela ficou cansada, de tanto que transamos, matou a vontade louca que estava. Pedimos segredo total um para o outro, nos beijamos e fui embora. Hoje nos pegamos olhando um para o outro com olhos de desejo, mas nunca mais rolou nada entre nós.