RSS contos eroticos

Conto Erotico Filho 13, comendo Marieta-mãe 33

Meu nome é Marieta, tenho 1,65, cabelos longos e cacheados, faz dois anos que coloquei silicone nos seios, ficaram perfeitos, minha bunda é natural e grande, mas a parte do corpo que mais gosto de mim é não ter nenhuma barriguinha, causando alvoroço onde passo, tenho 33 anos, e tenho um filho com 13, estou só a mais de cinco anos, só namorando no trabalho, no curso, nos bailes, mas nem tanto, normal, só que vou contar aconteceu dentro de casa. Havia achado que meu filho tinha acostumado de me ver tomando banho, só de calcinha a noite, pois depois que coloquei o silicone, ficou lindo e gosto de deixar bem amostra e volta e meia ficava só de calcinha dentro de casa com o Ricardo, ele cansava de me elogiar, dizia que era até mais bonita que as colegas dele, achava tudo normal, um dia eu estou de costa cortando uns legumes na cozinha de pé, e o Ricardo sentado olhando fixo minha bunda, pois eu estava só de calcinha, até me olhei para ver se tinha algo pendurado inocentemente, e perguntei o que foi, ele disse: mãe a tua bunda é linda, fiquei feliz e ao mesmo tempo pensando um monte de coisas, ele pega e diz que vai arrumar o quarto, ainda pensei, vou começar a usar uma canga, para não atiçar este guri, e na mesma hora me repreendi a mim mesma, que absurdo que Ricardo possa pensar em mim como mulher, aí termino e vou até meu quarto, olho e não vejo Ricardo no seu quarto, chegando até o meu, que é suíte (banheiro dentro do quarto), vejo ele pela fresta da porta, mas não vi o que fazia, e com a intenção de dar-lhe um susto chego devagarinho e e vejo ele com uma calcinha minha batendo uma punheta. Fiquei sem ação e voltei para a cozinha, e pensava no que dizer, passado uns 10min, apareceu ele tranquilo sorridente perguntando o que tinha para comer, fiquei sem fala e não disse nada do que tinha visto. A noite antes de deitar sempre dava um beijinho nele, não era muito tarde, mas ele já ia se recolher, fui e dei um beijo nele, e dele disse, já vou dormir mãe, apaguei a luz dele e fui dormir. Como não conseguia dormir depois de uns 15min voltei devagarinho e ele estava de novo batendo punheta, agora com nossa máquina digital olhando umas fotos, fiquei quieta e fui dormir, na manhã seguinte esperei ele sair para ir ao colégio, e fui ver as fotos, eram só fotos minha quando tínhamos ido a piscina, estava de biquini, bronzeada, aí novamente pensei vou ter que fazer alguma coisa, não pode ser correto o filho ficar batendo punheta para a mãe. Naquela tarde tinha compromisso, por isso, quando ele chegou já estava saindo, mas a noite tinha me decidido a ter uma conversa séria com ele. A noite nossa janta foi um sanduíche, bem ligth, para não dar um treco no guri, chamei ele na sala e comecei, meu filho a mâe viu tu se masturbando com a calcinha dela, depois com as fotos minha, e isso não pode ser correto filho, tem tanta guriazinha para ti conhecer, namorar e um dia fazer sexo, não com a mãe. Ele não dizia nada, ficou o tempo todo quieto e só que foi um erro, acabei de falar ele foi para o quarto, passado uma hora eu fui atrás dele, bati na porta e entrei, ele estava deitado quieto na cama e com o travesseiro em cima do pirulito, pensei que ele poderia estar se masturbando de novo, e disse, meu filho isso é natural para um adolescente da tua idade, aí ele disse, mãe eu sei que tu é minha mãe, e não quero te desrespeitar, acontece que eu te acho muito bonita, a tuas tetas ficaram lindas, e o resto você já é linda, a tua barriguinha, a tuas pernas, a tua bunda é linda, e com isso, eu sei que é erado, mas quando eu vou colocar o leite para fora eu penso em ti, de vez em quando tento pensar em outra mulher mas não é a mesma coisa. Aí eu disse, obrigado por achar a mãe bonita, mas isso não é certo, aí ele me surpreendeu e disse, mãe e apontou para a cabeça dele, esta cabeça sabe que tu é minha mãe, mas esta e tirou o travesseiro com o pau duro, esta não sabe, fiquei sem jeito, era um pirulito de uns 13cm, coloquei a mão em cima do penis dele, não sabia o que dizer e fui dei um beijo na cabeça de cima dele e perguntei, o que tu mensa da mamãe filho, ele disse que sonha estar deitado comigo ele me fazendo carinho, tocando nos meus seios, na minha barriguinha, na minha bunda, aí eu perguntei, mas tu sonha que esta penetrando a mãe, ele me enganou e disse não mãe, isso não. Nisso eu tava com a mão em cima do pirulito dele e comecei a acariciar, ele botou a mão dele em cima da minha e começou um vai e vem, e disse é muito bom, ele tirou a mão e eu continuei, não sabia o que estava fazendo, mas vendo ele gostar, não via maldade, comecei a bater uma punheta para ele, como estava bem perto dele, quando ele se acabou, saiu um jato e pegou bem no meu olho, sai em direção ao meu quarto e me limpei, disse para ele, olha filho ninguém pode saber disso, e outra coisa, hoje tu vai dormir comigo. Pensei preciso dar mais carinho para este filho, talvez não confunda as coisas. Fomos deitar, eu perguntei se queria que eu deitasse só de calcinha, ele prontamente disse sim, falei que queria uma massagem, fiquei de bunda para cima, ele começou a me alisar, quando olho de lado ele que tava de pijama, parecia que ia estourar de tão duro de novo, aí perguntei já esta com vontade de novo, ele: pois é este teu corpão da muita vontade, aí com pena peguei de novo o pênis dele na mão, e como ele parou e se meio sentou na guarda da cama, ficou próximo do meu rosto, e só disse para ele: ninguém pode saber, e comecei a dar beijinhos nas pernas dele, virilha, comecei a chupar as bolinhas, e finalmente comecei a chupar seu pênis, ele foi a loucura, como ele tinha se acabado a pouco, fiquei chupando um bom tempo até ele se acabar, engoli toda a porra dele, e disse que agora iriamos dormir, ele disse que ia ter bons sonhos, e dormimos. Umas 5h da manhã, estava sonhando que estavam me acariciando e acordo co Ricardo passando o dedo no meu clitóris, aí perguntei já esta acordado, ele disse que queria aproveitar aquele momento para tocar em mim, disse que ele podia tocar, dormir junto, era errado mas eu podia chupa-lo de novo, mas que não haveria penetração, ele concordou e perguntou se eu chuparia ele de novo, eu disse o que, tu não para, da onde tanto tesão, aí ele me mostrou meu corpo, bom já que viemos até aqui, perdi o sono, comecei a lamber todo ele até chegar no seu pênis novamente, mais uma vez passado uns 30 minutos ele gozou, aí disse para ele, demorou pois já não esta mais com vontade né, aí ele disse, não mãe é que estou trancando para aproveitar mais. Fiquei quieta. Tentei ficar nisso umas duas semanas, já matava minha vontade de chupar um pau, como dormia todos os dias com ele, e sempre quando ele podia tentava enviar um dedo na minha buceta ou no ma minha bunda, até que um dia ele começou a chupar minhas tetas, chupou um tempão e eu dando corda nele, aí ele começou a descer na minha barriga, e descer, começou a me dar um calafrio será que este guri vai chupar minha buceta, e dito e feito, o guri se debruçou no meio da minhas pernas e chupava e chupava, até eu colocar as minhas mãos na cabeça dele para não tirar pois ia ter um orgasmo, era a primeira vez que meu filho me dava um orgasmo, ele continuou, e sem me dar conta ele começou a subir deixando seu pênis na linha da minha buceta, e como estava encharcada ele penetrou mais da metade seu pauzinho duro, só olhei para ele, e não disse nada, com isso ele terminou de enviar o resto, pensei bom agora vou aproveitar, disse espera, que eu vou ficar de 4, e tu vem por trás, o guri enlouqueceu, fiquei de 4 e ele venho já dizendo isso é o paraíso e começou e enviar e tirar, disse que fizesse mais rápido, e passado uns minutos me acabei de novo, perguntei se ele queria comer meu cuzinho, na hora disse sim, como é mais apertado ele fi ou louco, terminou de enviar tudo passou um pouco ele se acabou, perguntei o que achou, ele disse que ia querer todos os dias, assim tu mata a mãe, e assim foi até ele começar a comer a namoradinha dele com 18 anos de idade, hoje ele tá com 21, e só de vez em quando ele dorme no meu quarto para me comer.



Gostou? Então Compartilhe!