RSS contos eroticos

Conto Erotico Gozando na boca de papai(verídico)

Sou a Lara, e como já relatei aquí, minha vida incestuosa começou cedo e foi com minha irmã, agora vou contar como começou com o meu pai...Aconteceu quando eu estava com xx aninhos, meu corpo ja estava evoluído pra minha pouca idade, principalmente meus peitinhos médios e durinhos. Nessa fase eu estava muito curiosa em relação a sexo, e sempre ficava acordada até tarde só pra ouvir os gemidos do meu pai com a minha madrasta, enquanto eles transavam eu colocava a mão na minha xaninha molhada e desejava estar no lugar dela. Tudo começou quando minha madrasta comprou o meu primeiro sutiã, pois ela disse que meus seios ja estavam bem grandinhos. Então eu fui provar o sutiã e saí no meio da casa mostrando a todos como havia ficado, meu pai estava em casa e é claro que eu fui direto onde ele estava -Ficou bom pai?, -Ficou filha...naquele momento eu senti um olhar de desejo por parte de meu pai, ele me via de forma diferente, dei um sorrisinho faceiro e voltei pro meu quarto. No decorrer da semana eu ansiava pelos momentos que meu pai estava em casa, principalmente quando a minha madrasta que é enfermeira ia fazer plantão, aí era ele quem cuidava dos meus irmãos e de mim. Numa dessas noites, meu pai convidou todos nós para dormirmos no quarto com ele, meus irmãos eram pequenos e adoraram a idéia,então eu vesti apenas uma camiseta comprida sem calcinha e me deitei no canto da parede, meus dois irmãos deitaram no meio e meu pai na outra ponta. meu pai estava assistindo tv e logo os meninos adormeceram, então eu fingindo que estava dormindo levantei a camiseta até a cintura e observei pela brecha do olho se ele estava me vendo daquele jeito. Percebí que ele olhava e fiquei mais quieta, ele levantou, foi ao banheiro, voltou e ficou parado me olhando. Ele pegou meus irmãos no colo e levou pro quarto deles, eu me arreganhei um pouco pra ele ver minha xana melhor, quando ele voltou trancou a porta do quarto e tirou a bermuda, pela sombra que a luz da tv fazia eu ví que ele tava de pau duro, então ele sentou perto de mim e alisou as minhas coxas, eu não me moví, ele foi subindo a mão bem de leve e alisou meus pelinhos, passou o dedo no meu grelo e desceu pra minha vagina, eu tava achando gostosa aquela sensação e sentí minha vagina ficar molhadinha.ele levantou a minha camiseta e viu meus seios que ja estavam arrepiados, ficando mais duros ainda, deu várias lambidinhas nos bicos e já ia descendo pra minha xana, então eu fui "acordando" e disse-Pai? -oi filha, fica quietinha meu amor, fica, deixa o papai te dar carinho. e eu -tá pai.ele me alisou toda, e começou a passar a lingua em circulos pelo meu grelinho, eu aaaii, paiiiii ssssssss, ele sentou na cama e disse -olha como vc me deixou, vem aqui, bota a boquinha nele filha, eu sentei e vi aquele cacete enorme, eu ja tinha assistido filme pornô e achei maior e mais grosso do q o do filme -assim, pai??? fui lambendo a cabeça e engolindo igual eu tinha visto no filme, e ele -é minha princesa, é assim siiiimmm ahhhh, ele segurou minha cabeça e empurrava até minha guela, nem cabia todo em minha boquinha, eu me engasguei duas vezes mas estava adorando ter um pau enorme na minha boca, então ele parou e disse- o papai vai só encostar na sua xaninha viu, não se mexa. Deitou por cima de mim e ficou pincelando minha xana com aquele cabeção, eu gemendo de prazer tinha vontade que ele colocasse pra dentro, mas ele disse que não, não ia tirar meu cabacinho naquela noite, ele voltou a me chupar todinha e dava umas mordidinhas no meu grelinho, minhas pernas ja estavam bambas e eu sentí um líquido quente escorrendo da minha vagina e um fogo me incendiando inteira, eu sabia que estava gozando na boca do meu pai, pois eu já conhecia aquela sensação, então ele me puxou e disse - chupa ele de novo filhinha, eu chupava e lambuzava seu cacete como se fosse um sorvete, e ele -aahhhh, bebe meu leite fliha, bebe...e gozou na minha boca, eu nunca tinha sentido o sabor de porra mas tava com tanto tesão que engolí o que deu, ele me abraçou e disse - esse vai ser nosso segredinho certo? respondi-certo. não sabia ele que eu ja tinha outros segredinhos rsrsrs.... Espero que tenham gostado, votem e quem sabe eu conto sobre o dia que papai tirou meu cabacinho...



Gostou? Então Compartilhe!