RSS contos eroticos

Conto Erotico Leitinho do Paizão

Depois de 20 anos de casados meus pais resolveram se separar. Eu preferi ficar morando com meu pai. No inicio sofri muito mas acabei me acostumando. Meu pai é um sujeito dócil e bom, um bom pai. Um cara de cabelos já grisalhos, peludão, as vezes usa bigode e barba, gosta de fazer caminhada. A gente sempre se deu bem, mas de uns tempos pra cá a gente brigava muito, não sei por qual motivo mas vinha acontecendo brigas com frequência, muitos vezes pensem em deixá-lo e eu pensava que era isso que ele queria. Mas percebi que ele ainda continuava sendo o mesmo paizão de sempre protetor e carinhoso e que queria o melhor de mim. De uns dois anos pra cá comecei a apresentar minhas namoradinhas a ele, umas ele gostava outras ficava falando mal, as vezes ele olhava para as minhas namoradas como quem quisesse pegá-las. E, certa vez, deixei uma delas no sofá da casa enquanto fui tomar banho pra sair e quando retornei ele não estava mais a olhar para o jogo do Palmeiras, mas para as tetas de minha namorada e coçando o saco, claro que percebi logo que ele queria comê-la, mas  cuidei em me retirar com ela e irmos pra onde a gente tinha combinado de ir. Quando voltei da festa, ele terceu muitos elogios sobre a minha garota. Num dia de domingo, ele saiu para almoçar com uns amigos de trabalho e eu resolvi ficar com a minha garota em casa. Aproveitei para comer ela na cama dele, porque a cama de papai era melhor. Só que eu não esperava ele chegar mais cedo, e como eu e minha garota estávamos já um pouco bebados não percebemos ele chegando. Ele pegou eu metendo o cacete na minha garota, mas não o vimos, apenas ele nos viu e saiu discretamente sem dizer nada. Peguei o sono da cama dele, quando acordei ele não estava em casa e eu pensava que ele ainda não tinha chegado do almoço. A minha garota foi embora e eu fui dormir no meu quarto. A noite, um pouco de ressaca vou a mesa para jantar e papai estava em casa. Papai toca no assunto dizendo que viu quando eu estava transando com minha garota... fiquei todo sem graça... mas ele riu e perguntou se o priquitinho dela era gostoso mesmo... eu disse que sim e que não era a primeira vez que comia ela em casa, mas na cama dele foi a primeira vez. Então combinamos de fazer um programa a dois, em família, pai e filho, sair para beber juntos. Fomos para um bar no centro da cidade e quando estávamos bebendo apareceu uns amigos dele e ele ficou conversando com eles, então aproveitei para falar com umas amigas minhas que estavam em outra mesa com a família delas... notei que papai não tirava o olho das meninas que conversavam comigo... voltei pra mesa de papai e logo os amigos deles sairam e ficamos só os dois bebendo. Já era 01 da manhã e a gente ainda estava na mesma mesa bebendo e conversando, ele contando de sua infância e de sua vida, dos seus amigos, das suas amigas e de seus parentes... etc. Falei pra ele que eu ainda amava do mesmo jeito e nunca ia mudar isso e ele disse que também me amava... fomos pra casa... chegando em casa ele pede pra eu dormir na cama dele com ele, abraçadinhos como pai e filho... não deu tempo tomar banho eu estava muito cansado, tirei a roupa e vesti minha roupa de dormir e cai no sono, papai foi tomar banho e voltou geladinho do banho, senti quando seu corpo se aproximou do meu me abraçando e me cheirando dizendo meu filhão querido... virei para o lado dele e comecei a cheirar seu peito peludo e deu vontade de mamar as tetas bicudas dele... e comecei a procurar o bico do peito naquele meio dos cabelos do peito, quando encontrei o biquinho do peite já fui passando a língua e mamando... e ele adorando me chamando de filho querido...mamei muito... foi quando percebi que estava saindo leite mesmo das tetas deles, achei esquisito mas adorei, fui dormir mamando as tetas  dele e não percebi mas nada porque estávamos cansados e nada aconteceu porque pegamos no sono... mas tomei muito leite das tetas bicudas dele. No outro dia, quando acordamos, ele perguntou se eu gostei da dormida eu disse que sim, e que tinha achado esquisito o leite que saia do bico dos peitos dele, ele disse que sentiu isso também. Uma semana depois fomos tentar encontrar uma explicação pra isso e encontramos... isso podia acontecer mesmo em um homem... achamos normal e passamos a dormir na mesma cama e ele sempre me amamentando até hoje. Depois de umas três semanas, notei que seu pau endurecia quando eu mamava, mas é claro que sempre desconfiei disso mas nunca quiz avançar... gostava tanto dos peitos dele que não queria mais nada... mas passamos a fazer sexo... primeiro ele meu comeu depois ele começou a me dá... a primeira vez eu dizia para papai, isso não, e ele dizia bainho deixa filhinho é´papai que tá aqui te protejendo'.  Hoje ainda vivemos na mesma casa, ele me amamentando todos os dias com seu leitinho dos peitos e as gozadas no cu. Sua bunda peluda me deixa doido também, só não gosto das crises de ciúmes dele quando estou com minhas amigas e amigos, no inicio foi duro aceitar isso, mas hoje já consigo conviver. Se eu passar um dia sem mamar as tetas de papai...