RSS contos eroticos

Conto Erotico Lua de mel incestuosa

lua de mel incestuosa


...sou um homem maduro,tenho 55 anos ,empresário bem sucedido possuindo muitos bens;portanto muito invejado por alguns desafetos.minha esposa é uma mulher de 39 anos,e anda sempre bem cuidada,uma verdadeira madame.temos um filho(franklin)de 25 anos,que na época estava noivo de scheila,uma menina de classe média alta,filha única de um casal amigo,o qual o pai dela era um dos acionista de nossas empresas.resolvemos em apresentar os dois, e eles se gostaram de primeira;quando o meu filho foi pedir ao pai dela(ronaldo) pra namorar firme com ela, ele só pediu um papo de homem para homem e pediu a meu filho que a deixasse virgem até o casamento;pedido que meu filho prometeu a meu sócio acionista.namoraram durante 6 meses e em dezembro,casaram.como tenho uma grande fazenda,ofereci minha fazenda pra os dois passarem a lua de mel,até o dia do embarque deles pra europa.meu filho aceitou na hora.
a festa de casamento demorou muito e eu e minha esposa resolvemos ir embora pra fazendo e esperar os noivinhos que teriam uma suíte toda preparada por minha esposa pra receber o casal.nos despedimos e fomos embora.
esperamos até umas 23 horas e nada deles chegarem, até que o telefone tocou e quando atendi era de um hospital da região nos informando que havia acontecido um desastre com o carro de franklin,mas que eles estavam bem;estavam internados num hospital numa cidadezinha próxima da fazenda.fomos eu e minha esposa até o hospital e chegando lá fomos conversar com o médico e ele nos informou que minha nora scheila não teve nada ,só uma luxação no braço;mas meu filho tinha quebrado um braço e tinha levando uma forte pancada dos testículos no choque com o volante que quebrou em cima das pernas dele.ele nos uma ultrassonografia que tinha tirado e pude ver o quanto tava inchado os dois testículos dele.fomos ao apartamento dele e vi que minha nora estava bem,apenas com um braço vermelho,mas meu filho estava deitado com um braço engessado e uma fralda geriátrica e vi que algo estava muito alto na fralda.minha mulher correu até ele e chorou,mandei ela parar de ficar assim e mandei as duas saírem que eu queria conversar com ele a sós.elas saíram.fui até ele e perguntei se o médico já tinha falado com ele;ele me respondeu positivamente e me questionou o que ele ia dizer a scheila,justamente durante a lua de mel isso foi acontecer.falei que mandaria a mãe dele conversar com ela.
tudo deu certo.minha esposa falou com ele,ele ficou de repouso total e só tomando remédios.contratei uma enfermeira pra cuidar dele durante todo o dia ,pois a noite ele tomava os remédios e dormia a noite inteira pois os remédios o faziam ter sono pesado.com a continuação da rotina,comecei a notar umas certa impaciência de scheila com todos dentro de casa;um nervosismo insuportável.chamei minha esposa e comentei com ela;e mandei ela falar com scheila urgente.sai e deixei as duas sozinhas;quando estava retornando da cozinha com minha cerveja na mão,parei atrás de uma cortina e fiquei ouvindo minha nora reclamar pra minha mulher: d.yara,eu não estou acreditando que isto está acontecendo;justamente na minha lua de mel isso aconteceu.eu estava ansiosa pra me entregar pra o franklin;eu sou virgem ainda e já estou na idade de conhecer um homem;ando tão excitada que tenho me masturbado a toda hora que vou tomar banho.não sei mais o que fazer e saiu chorando de perto da minha mulher.entrei na sala e minha esposa contou-me tudo,pensando que eu não tinha escutado e me perguntou como podíamos ajudá-la.eu respondi a ela que realmente eu não sabia como....fomos dormir preocupados.pela manhã,quando acordei,pela janela do meu quarto vi minha nora de bikine na beira da piscina se bronzeando e vi o que meu filho estava deixando de usufruir,uma bela mulher no cio.passamos o dia com meu filho e a enfermeira falou que os testículos dele já estão desinchando ,mas que ele ainda não podia se esforçar.
quando chegou a noite,meu filho tomou os remédios e a enfermeira o colocou na cama e foi embora;minha esposa foi dar um boa noite a ele e viu que ele tava dormindo pesado e voltou pra sala.assistíamos televisão,quando o interfone toca e um homem se apresenta como sendo dos correios que tinha uma encomenda do sedex em meu nome.quando fui atender,fui rendido por um cara bastante forte,com uma toca que cobria o rosto e uma arma brilhante;fechou a porta e chegou na sala com a arma na minha cabeça.minha mulher veio me abraçar e minha nora começou a gritar.o cara mandou ela se calar se não ele me mataria.ele me pediu dinheiro e jóias.falei que não tinha dinheiro em casa e fui pegar as jóias no cofre com ele me seguindo.minha nora eminha esposa ficaram na sala juntas.coloquei tudo num saco e entreguei a ele.quando chegou na sala,ele falou que nós não podíamos o seguir,pois se fizéssemos isso ele voltaria e nos mataria.parou um pouco,pensou e ....nos mandou tirar as roupas.ficamos parados e ele gritou:--vamos rápido com isso,não tenho muito tempo.e começamos a tirar nossas roupas.o assaltante sentou numa poltrona e ficou vendo nosso espetáculo de nudez.minha esposa ficou nua e veio pra perto de mim cobrindo os seios e vagina,sendo copiada pela minha nora.nesse momento,quando me virei vi o quanto minha nora era gostosa;tinha uma vagina pequena e toda raspadinha elembrei de meu filho,que estava tão perto sem saber o que acontecia ali naquele momento.foi quando o ladrão olhou pra mim e falou: o que você é dela?e apontou pra minha nora. respondi que era minha nora.e ele falou:então você tava tarando a norinha,não era?fiquei calado.ele nos mandou sentar no sofá grande e me colocou entre as duas mulheres.minha esposa tava tranqüila,mas minha nora tremia.de repente,o assaltante fala:---passa mão no peitinho da norinha,sogro!fiquei estático;ele se levantou e me deu um tapa no rosto e me perguntou se eu não gostava de mulher.e pegou minha mão e colocou no seio da minha nora scheila e me mandou alisar e apertar o seio dela.fiquei alisando e apertando;foi quando ele se aproximou e notou que minha nora estava com o bico do seio excitado e duro.e falou de novo:--vê,sogro,ela ta gostando,alisa o outro.e passei a alisar o outro seio e vi que ela fechava os olhos e notei que ela tava gostando,afinal tava no cio de uma mulher que não teve lua de mel.foi quando ele mandou eu descer a mão até a buceta dela;aí minha esposa falou que aquilo estava sendo um abuso,que ele já tinha pego o que queria e nos deixasse em paz.ele pegou minha esposa pelo braço,a sentou numa cadeira e amarrou e a colocou bem em frente a nós.ordenou minha nora a abrir as pernas eme mandou tocar na buceta dela e abrir os lábios.desci minha mão e toquei aquela vulva aveludada e girei a mão e escutamos um gemido alto e ela se molhou na minha mão;e ele me mandou chupar meus dedos molhados com o líquido dela.lambi e senti um gosto saboroso e voltei a passar a mão naquela buceta molhada.eu tava com meu cacete em riste,duro e babando de tesão por aquele clima de medo e sexo no ar.depois,ele me mandou chupar ela.me ajoelhei e chupei aquela buceta virgem,quando olhei pra minha esposa ela se mexia amarrada na cadeira como que querendo participar,mas estava imóvel.notei que ela tava excitada,pois a buceta dela tava inchada.mas voltei a chupar a buceta da minha nora,foi quando o assaltante mandou eu me levantar e colocar meu pau de 19cmx6 pra ela chupar.me levantei,peguei na cabeça dela e trouxe de encontro ao meu pau duro feito rocha.ela chupou meio sem saber,mas logo pegou o jeito e me segurei pra não encher aquela boquinha de porra quente.quando ele viu que eu tava quase gozando,jogou as coisa que estavam em cima do centro da sala e mandou penetrar ela num papai-e-mamãe.ela se deitou sob o móvel de centro e abri as pernas dela,eu sempre olhando pra minha esposa e ela impaciente ,mas notei tesão no olhar dela.fui colocando a cabeça do meu pau e scheila começou a gemer;o assaltante se aproximou de nós 2 e me mandou enfiar de uma vez só,e o obedeci,fazendo scheila gritar;quando enfiei,vi que tinha rompido seu hímem,pois uma tira de sangue escorreu pela suas pernas e melou meu pau quando tirei pra enfiar de novo.o cara viu e falou:seu filho da puta,vc tirou um cabaço;eu que deveria ter rompido essa putinha.e me perguntou onde tinha cerveja pois tava com sede;ensinei onde ficava a cozinha e ele me ordenou a não tirar o pau de dentro da buceta de scheila que ele ia voltar.quando chegou na cozinha escutamos o barulho dele abrindo o freezer e gritou pra mim:--continua fodendo essa putinha,que estou chegando na sala....e voltei a bombar a buceta que eu acabara de tirar o cabaço.fiquei bombando a buceta de scheila não sei quanto tempo....foi quando escutamos um silêncio total na casa e minha esposa gritava pelo meu nome:paulo.pára ,olhe quem está na porta.quando olhei pra porta,vi meu filho franklin sentado na cadeira de rodas nos olhando e ,imediatamente,tirei meu pau da buceta dela e fui até ele e falei que aquilo fizemos obrigados por um assaltante e tentei contar tudo de uma vez só a ele. ele mandou eu me calar e falou que tinha visto tudo desde o começo e sabia que eu não tinha culpa.que eu fiz tudo aquilo por estar sendo obrigado e ameaçado pela arma do assaltante.fiquei aliviado.minha nora se aproximou e o beijou, eu soltei minha esposa da cadeira e notei que permanecíamos pelados e meu pau continuava melado dos líquidos da buceta de scheila.foi quando meu filho falando alto me perguntou se eu podia fazer algo por ele? respondi que faria qualquer coisa por ele naquele momento tão constrangedor.então ele falou: pai, continue fodendo scheila pra acalmar ela e não tenha receios,pode gozar dentro dela,pois o médico me falou que só poderei foder daqui a 3 meses depois que fizer novos exames,isso a enfermeira me falou agora a noite;portanto,faça um filho na scheila,pois você a terá quando quiser;só peço pra assistir todas as vezes.nesse momento,minha esposa se aproximou do filho e o beijou no rosto e depois começou chupando meu pau com molhado da buceta da nora.lambeu todo meu pau e chamou a nora pra chupar juntas.meu filho sentado, só assistia.
pra acalmar minha esposa dei duas bombadas nela,mas o que eu queria mesmo era continuar fodendo aquela bucetinha apertada e que eu tirei o cabaço,da minha nora.sentei minha esposa no sofá e fui de encontro a minha nora scheila,ela se abriu linda e enfiei minha rola toda dentro dela,quando ela tremia com a temperatura da minha rola dentro dela,eu a peguei pelo pescoço e a beijei na boca.depois,ela se soltou dos meu lábios e começou a gritar que ia gozar no meu cacete,não resisti e falei pro meu filho: filho,vou gozar dentro da buceta dela agoraaaaaaaaaaaaaaaa!!!!e dei várias esporradas e senti meu pau tocar o útero dela;enchi de porra.....ficamos exaustos.nos recolhemos sem falar uma palavra se quer.
não dormi bem com o ocorrido na noite anterior e fui pra beira da piscina pra pensar em tudo.foi quando meu filho se aproximou na cadeira de rodas e me falou que tinha algo pra me dizer.falei que estava ali pra ouvi´-lo.e ele falou: pai,tudo o que aconteceu ontem foi armado por mim e pela rosa(enfermeira).quando ela me falou que eu tinha que ficar 3 meses sem fazer sexo,eu combinei tudo com ela.aquele cara não é assaltante;é irmão da rosa.e preferi a que fosse você que tirasse o cabaço de scheila do que ela se desesperar e dá a outro desconhecido.e u estava notando a impaciência dela e notei ser falta de sexo na lua de mel.e quero que a foda todos os dias e se ela engravidar vamos criar esse filho como nosso e quando eu ficar bom,quero participar dessa orgia junto com todos vocês.
breve teremos a continuação...