RSS contos eroticos

Conto Erotico Mamãe deusa, minha amante i

Ao contrário da maioria dos meninos da minha idade, eu tinha uma mãe que era uma mulher maravilhosa, chamava muito a atenção pelo seu corpo perfeito. desde pequeno me lembro que todos os homens e até algumas mulheres olhavam e desejavam o corpo delicioso de mamãe. quando ela me pegava no colégio, meus amigos e outros garotos ficavam babando para o corpão dela, e realmente ela era e é muito gata, corpaço bronzeado de praia com marquinhas de biquíni pelo seu delicioso corpo, alta do jeito que eu gosto, pernas grossas, malhadas, bem torneadas, curvas enlouquecedoras, seios fartos, deliciosos, bem empinados, o tempo não passa pra ela, seus cabelos loiros, longos e reluzentes lembram uma valquíria com seus olhos de um azul maravilhoso, penetrante. mas o que é mais belo no corpo de mamãe é a sua bunda magnífica, um bundão perfeito, colossal, que encaixava com extrema perfeição naquele corpo de deusa, passei a chamar ela assim: deusa, não há denominação melhor para tamanha perfeição e desejo. todos, todos mesmo olhavam minha mãe e a desejavam, meus tios, tanto irmãos do meu pai quanto irmãos de mamãe, amigos, absolutamente todos, ela é magnífica mesmo, seu nome é sara, minha sara. quando tinha 10 anos os meus pais se separaram, me lembro vagamente desse episódio, meu pai gritava com minha mãe, gritou muito e acabou saindo de casa me levando com ele. passei minha adolescência toda criado por meu pai e por minhas tias. minha mãe ficou bem, meu pai possui muito dinheiro e ela saiu do casamento com uma boa quantia que lhe proporcionava uma vida sem preocupações financeiras. quando completei 16 anos tomei a decisão de me reaproximar de minha mãe, pedi o endereço dela para minhas tias, elas protestaram, mas eu já possuía uma personalidade forte e não puderam me impedir __parece com a mãe, esse menino!__ dizia minha tia. fui até o local que me indicaram como sendo a casa de mamãe, era uma bela casa, ela realmente estava muito bem de dinheiro, ainda bem. estava nervoso, iria reencontrar minha mãe depois de tanto tempo, pelo que soube por minhas tias, mamãe estava solteira, tinha 41 anos e era dona de uma bela boutique que dava muito dinheiro, pois era voltada para um público mais abastado. toquei a campainha, ninguém atendeu, tentei outras vezes, sem resultado. quando estava me voltando para a rua para ir embora tive uma visão que jamais esquecerei, ela estava com o short branco bem grudadinho no corpo, realçando todas as suas curvas vertiginosas e uma blusa tomara que caia que valorizava ainda mais seus ainda grandes e firmes seios. a barriga estava à mostra, uma coisa perfeita, sarada, com um sinalzinho acima do umbiguinho lindo. as coxas estavam ainda mais bonitas do que na época em que me lembro, grossas, duras, longas e bronzeadas. ela me reconheceu e logo me chamou __filhinho, thiago, finalmente você apareceu para a mamãe__ , __eu estava com saudades, mãe__ sara ficou me olhando um tempo contemplando o rapaz que me tornei, ela abriu a porta e entramos nos abraçando, finalmente juntos depois de tanto tempo. eu sentia seus fartos seios roçando no meu peito, quase perto do meu rosto, pois ela é mais alta que eu alguns centímetros __nossa, como você cresceu, está muito bonito, meu filho!__ , __não, você que está muito linda__ , __ah filho por favor, me chame de mamãe, faz tanto tempo que não ouço__ ela fechou a porta e eu lhe disse que estava ali para ficar um tempo com ela, mamãe ficou super feliz e me deu outro abraço ainda mais apertado e demorado, onde pude sentir todo o seu corpo lindo, até que ela se virou me levando a loucura, o short branco de mamãe era muito apertado marcando todo o seu bundão, ela ainda vestia uma calcinha minúscula, estava toda dentro do rego dela, uma delícia. era a bundona dela que estava engolindo a calcinha. fiquei pensando que estava tendo pensamentos maldosos em relação a minha mãe e me culpei a princípio por isso, pensei que era muito bom ficar agarrado com uma potranca tão gostosa e malhada quanto ela, o cheiro dela era inebriante. ficamos conversando na sala durante o resto do dia, mas de vez em quando eu olhava para o rego e os seios fartos de mamãe, acho que ela percebeu, mas disfarçou. interrompemos a conversa e fomos tomar banho, no banheiro fiquei lembrando as curvas lindíssimas de mamãe, mesmo não querendo comecei a ficar excitado, de pau duro mesmo, eram 23 cm de tesão e bem grosso, não me contive e comecei a me masturbar pensando em minha mãe, gozei pensando no seu corpo maravilhoso, mas me senti culpado depois e parei com tudo. saí do banheiro e ela apareceu vestida apenas com uma toalha branca enrolada no corpo, mostrando os contornos magníficos dela. eu pude ver a marca da calcinha dela todinha enterrada no rabão de mamãe. ela foi ao quarto e botou uma mini-saia bem pequena, grudada no corpo, eu ficava louco quando ela se virava mostrando o regão delicioso. ficamos na sala vendo tv e conversando __você está namorando, filho?__ , __não mãe, terminei com uma gatinha a pouco tempo__ , __ que pena pra ela filho, você é um gato, sabia?__ , __você é que é uma super gata, mamãe. você está malhando?__ , __sempre que posso, filhinho__ , __mãe, você namorou muito depois do papai?__ , __não filho, não encontrei ninguém legal pra ficar comigo__ , __mãe, você é muito linda!__ , __assim você vai me deixar envergonhada__ , __mas você é, mãe, tem um corpo muito lindo mesmo__ , __ah filho, você é que tem um belo corpo, bem sarado, mamãe está orgulhosa__ , __que corpão você tem, mamãe!__ mamãe ficou toda contente e fez algo que a princípio não acreditei, ela levantou e ficou passando a mão por todo o corpo, mostrando que havia ficado feliz. fiquei esperto e comecei a me aproveitar __vira um pouquinho, mãe?__ , __claro filho__ e virou mostrando todo o seu bundão lindo, perfeito, mamãe passava a mão pela sua bunda, provocando __que corpo lindo, mamãe, estou orgulhoso de você, está magnífica__ trouxe sara para mais perto de mim e passei a mão pela sua barriga __adorei sua barriguinha, mamãe__ , __filho, acho melhor dormirmos, boa noite__ ela se soltou e foi para o quarto, me deixando louco. quando acordei de manhã fui direto para a cozinha e quase cai duro no chão, mamãe estava preparando o café vestindo uma camisola transparente que ia até a altura da buceta, além de estar com uma tanguinha branca toda enfiada no regão, os bicos dos seios estavam bem salientes, um tesão!!! eu estava com um tesão incontrolável e meu pau já fazia um grande volume no calção, mamãe percebeu __filho, você está com tesão na mamãe?__ , __desculpa mãe, é que estas roupas que você usa me maltratam__ , __mas filho eu já estou um pouco velha__ , nem pensar mamãe, você está um tesão, eu nunca tive ou vi nenhuma mulher com uma bundona como a sua__ , __você gosta da minha bunda, filhinho?__ , __adoro, mamãe__ , __então eu deixo você passar a mão nela... se você quiser, querido__ fiquei louco na hora! __claro mamãe__ , __agora, filho? logo pela manhã já está com tesão, de pau duro, queridinho?__ , __é você mamãe, só de olhar para as suas tetas ele já fica durão__ mamãe virou de costas e levantou a camisolinha mostrando aquele rabo tesudo e delicioso engolindo a tanguinha safada. __passa a mão logo, filhinho, vai passa__ implorava mamãe, passei a mão me deliciando com aquele cuzão gostoso __caralho, que cuzão gostoso, empina mais esse regão, mamãe__ , __olha como fala, menino! eu vou empinar meu rabão pra você se deliciar, filhinho__ ela deu uma empinada que quase gozei, ficou um tesão, ela sabia excitar de forma bem sacana __agora dá um beijão no meu rego, querido, e por hoje chega, tá?__ beijei com gosto o regão de mamãe dizendo __que cuzão gostoso__ , __nossa filho!!! o seu pau está fazendo um grande volume, eu vou querer ver o seu cacete, filhinho, você mostra pra mamãe, mostra?__ , __agora mesmo, mamãe__ , __não querido, outro dia, agora tenho que passar na boutique, me anjo__ e me deixou lá de pau super duro, ela sabia que eu estava muito excitado e me deu um gelinho. minha mãe só se vestia de forma provocante, todos na rua olhavam pra ela e chamavam ela de tudo quanto é coisa sacana, ela é realmente um tesão. eu já estava planejando um jeito de conseguir repetir os momentos que tive com minha mãe, toda vez que via ela com calça de gang com uma calcinha toda enfiada no cuzão eu ficava de pau super duro. continua... se alguém quiser me mandar algum e-mail com pergunta, trocar experiências ou manter contato fique a vontade, responderei todos com muito prazer.