RSS contos eroticos

Conto Erotico Meu pai me criou p/ o sexo

Olá galera, meu nome é fernanda, hj tenho 24 anos, sou loira tenho 1.55m e 50kg, sou bem gostosinha e ainda tenho aparencia de adolescente.
minha história é muito grande, mais vou tentar resumir p/ vcs!
tudo começou quando eu ainda era muito pqna...
eu morava com meu pai minha avó paterna e 2 tios bem safadinhos...
minha avó era quem cuidava de mim, mais com o tempo ela adoeçeu e logo se foi... eu tinha apriximadamente uns 5 anos...
então fiquei sozinha com meu pai e meus tios, logo eles arrumaram uma empregada, mais ela ia embora todas as tardes.
foi aí q comecei a minha vida sexual em família...
apesar de inocente, eu era a única mulher na casa. e parece q eles só percebiam isso...
meu pai devia ter na época uns 28 anos, e meus tios eram mais velhos q ele 2 e 4 anos, todos muito gatos! altos, fortes, brancos de cabelos castanhos e olhos tbm.
eu era uma criança linda q chamava atenção por ser bem loirinha e meiga... todos adoravam me pegar no colo, e eu era o xodô da casa!
a empregada sempre me deixava de banho tomado e arrumada, sempre fui muito bem cuidada por ela e tenho saudades...
mais no entanto, meu pai sempre me dava banho antes de dormir, e neste momento ele ficava acariciando a minha xotinha q era gordinha e rosada... o tempo foi passando e o ritual diário seguia...
ele sempre foi muito carinhos e fazia tudo q eu queria, meus tios tbm, e sempre me levavam p/ passear junto com suas namoradas...
eu fui crescendo, e quando tinha uns 8 anos acordei de madrugada com sede, e quando passei pela sala eles estvam bebados assistindo a um filme pornô...
não entendí nada, mais meu pai me chamou... ele disse: nandinha vem aqui com o papai... e eu de pronto fui ao seu chamado... ele me pegou no colo e me disse p/ prestar bem atenção no filme, q depois ele iria me ensinar a fazer tudo q aquela mulher do filme estava fazendo...
eu estava vestida apenas com uma camisolinha rosa de algodão bem fininha e calcinha, sentada no colo do meu pai q estava com o pau muito duro, mais eu já estava acostumada a sentir ele e meus tios assim sempre q me pegavam no colo, o tsão deles por mim era constante...
logo meu tio tirou minha calcinha e me colocou de 4 começou a lamber minha bunda e meu outro tio ficou lambendo minha bucetinha, eu gostei não sabia q era errado, e eles ficavam se revesando p/ me xupar por muito tempo.
logo tive q aprender a mamar suas pirocas grandes e duras sem nojo, e tinha e beber todo o leitinho, pois eles diziam q o leitinho é q ia fazer crescer meus peitinhos...
depois deste dia, não se passou mais uma noite sem muita sacanagens em nossa casa.
todos os dias eles me xupavam por inteiro, meus peitinhos q ainda não entavam crescendo, minha bucetinha e minha bunda, e eu tinha q mamar com vontade aqueles cacetes enormens q nem cabiam na minha boca, com o tempo fui gostando muito de tudo isso... e muitas vezes era eu q ia provoca-los.
eu era a putinha da casa, e eles faziam todas as minhas vontades, e como eu já estava gostando não falava nada p/ ninguém...
um ano se passou e começaram a entrodusir dedos e objtos na minha bundinha, até q começaram as penetrações.
minha bundinha foi ficando cada vez mais pronta p/ aguentar suas picas duras e groças.
dái por diante passaram a foder minha bunda com vontade, e sempre me presenteavam com alguma besteirinha...
eles me fodiam várias vezes ao dia, nem sei como aguentava aquelas rolas tão grandes e gostosas na minha bunda...
eu xupava um enquanto o outro fodia a minha bunda e outro xupava minha bucetinha ao mesmo tempo, e eles sempre se revesavam...
passamos assim até eu fazer 13 anos, foi quando meu pai meteu na minha bucetinha e tirou meu cabacinho bem no dia do meu niver, fiquei muito dolorida, sangrei horrores, depois tudo ficou normal...
ele me dizia q era assim mesmo, e q logo logo eu iria gostar de dar minha bucetinha gostosa p/ eles.
depois de uma semana do acontecido, eu já estava dando p/ eles dinovo...
eles sempre foram muito tarados e me fodiam por inteiro, minha bucetinha ficou sendo algo sagrado, eles xupavam tanto ela, e sempre dizem q esperaram muito tempo p/ fuder ela, pois como eu sou pqninha até hj, eles tinham medo de eu não aguentar o pau deles...
não demorou nada e eu já tava aguentando 2 rolas de uma vez só, ás vezes eu pedia p/ eles pararem, mais era inútil aí é q ele metiam mais, no meu cu e na minha buceta, e diziam q eu tinha q aprender a fuder direitinho.
mais eu não gostava de 2 fazer dupla penetração e ainda ter q mamar outro pau, doia demais...
confesso q algumas vezes senti vontade de chorar de tanta dor... minha bucetinha e meu cu já não aguentava mais ser fodido juntos...
eu dia eu me recusei... já estava com 16 anos, e disse q não faria mais dp, q apartir dalí seria somente um de cada vez...
nossa...
na hora eles concordaram, mais no dia seguinte... quando fomos tranzar eles me sadomisaram, começaram com uma venda nos meus olhos, e eu boba nem percebí, rsrs
logo estava amordaçada e amarrada, só me tiravam a mordaça da minha boca p/ eu fazer boquete...
e melhor momento p/ eles é a dupla penetração, eles saboreiam minha dor, ver aqueles paus entrando e saindo da minha bunda e da minha bucetinha é tudo p/ eles. meu pai é quem mais fode o meu cu, sempre me manda sentar no colo dele e fode meu cu o tempo todo...
hj ainda moramos juntos e as nossas tranzas continuam quentissímas, pois fui criada p/ ser a putinha deles.
outro dia meu pai me contou q todas as noites eles iam me xupar quando eu estava dormindo, e ficavam batendo punheta pra mim.
imaginando quando seria o dia q eles me foderiam...
hj nosso sexo é bem melhor, pq hj sou mulher feita, viajamos e tranzo não só com eles. já tive alguns namorados, mais prefiro continuar assim.
adoro ser obediente levar no cu e na bucetaao mesmo tempo e engolir o leitinho todinho toto dia, mais apesar disso os peitinhos não cresceram muito, rsrsrs
é muito bom ter este espaço p/ desabafarmos e compartilhar nossas hitórias.
se choquei alguém me desculpe, mais este mundo não é mesmo muito normal!
aos q gostaram da minha hitória, um grande abraço, ainda tenho muita coisa pra contar, este foi apenas um resumo!