RSS contos eroticos

Conto Erotico Meu quarto, minhas coxas, meu primo.

Eu estava sozinha em casa, tinha acabado de sair do banho, estava no meu quarto começando a me vestir. tenho 23 anos, sou loirinha, todos dizem que sou linda, mas na verdade acho que sou mais gostosa do que bonita. vesti minha blusinha fininha, com o calor que tava. meus peitos médios ficam soltinhos nela. estava escolhendo uma calcinha e uma mini saia quando a campainha toca, várias vezes. affff só consegui colocar a saia e sair correndo atender a porta.

era meu primo, já foi entrando, me chamando de claudinha, começando a bater papo, disse que veio buscar umas coisas que minha tia pediu. ele foi pegar as coisas e eu fui pro meu quarto, a calcinha estava em cima da cama eu fui pegar, quando ouvi ele chegando. escondi ela rápido e sentei na cadeira do computador. meu primo entrou sentou na cama e ficamos conversando.

depois de alguma conversa, olhei para a cara dele e estranhei, ele estava meio sem jeito, olhou pro lado, disfarçou. quando dei por mim percebi que tinha aberto as pernas demais. nossa, ela tinha visto minha bucetinha? será? fiquei sem jeito também e cruzei as pernas. voltamos a conversar, volta e meia ele olhava para minhas coxas, que são grossas, lisinhas, com poucos pelinhos loiros, mas ambos fazíamos de conta que nada estava acontecendo. depois de um tempo ele foi embora, na saída nos abraçamos e senti que o pau dele estava duro. nossa que coisa. ai ele foi embora.

fiquei por tempos pensando no que tinha acontecido. meu primo viu minha buceta e ficou de pau duro. mas depois esqueci, ele não faria nada e nem contaria pra ninguém.

3 dias depois ele voltou na minha casa também para buscar algo, foi atendido por minha mãe, depois veio na sala onde eu estava vendo tv. não sei o que deu em mim, pelas coisas que eu pensei, pelo que aconteceu, sei lá, só sei que fiquei maluca de repente. eu queria na verdade era provocar ele. falei que estava muito calor que ia mudar de roupa, ele ficou na sala esperando. fui no meu quarto e tirei a saia longa que eu estava, até o joelho quase, e coloquei um shortinho muito pequeno. muito pequeno mesmo, atolei minha calcinha na minha bunda e o shortinho também. minha bunda ficava quase aparecendo. voltei pra sala e sentei perto dele e fiquei conversando. toda hora me levantava pra fazer algo, pra empinar minha bunda pra ele. ele fingia não ligar. depois de um tempo vi o volume na calça dele. só assim parei de provocar. de novo quando ele foi embora dei um abraço gostoso, sentindo o pau dele. aff eu acho que se não fosse meu primo tinha me comido aquele dia, por que meu shortinho tava todo atolado na minha bunda, minhas coxas toda de fora, impossível resistir.

uma semana depois depois ele voltou. ficamos de papo no meu quarto, sentados no mesmo lugar do outro dia. não tinha jeito, depois de um tempo, eu queria deixar ele de pau duro de novo. dei um jeito pra fingir que estava distraída vendo algo no computador, me virei e abri as pernas um bom tanto. dava pra ver minha calcinha branca atoladinha no meio das minhas pernas, dava pra ver a parte de dentro das minhas coxas grossas. ai eu me virava de novo olhando pra ele e fechava as pernas. depois voltava a olhar no computador e dava uma visão gostosa pra ele.

ele não resistu e falou que estava ficando nervoso, estava ficando doidinho. eu me fazendo de tonta perguntei por que? ele falou por nada, esquece.

dai quem não resistiu fui eu. abri as pernas totalmente mostrando minha calcinha, minha bucetinha carnuda fazendo volume nela, passei as mãos na minhas coxas por dentro e falei: é por isso né?

meu primo falou que sim. disse que ele podia bater uma punheta me olhando e só isso, porque eu estava doidinha e muito afim disso. ele concordou. tirou o pau pra fora e começou. nossa que pau grosso! devia ter 20 centímetros, e muito, muito grosso. eu fiquei muito tempo olhando. ai levantei e tranquei a porta do quarto, minha mãe havia saído mas podia voltar. fiquei dançando e rebolando pra ele. tirei minha blusinha pra ele ver meus peitos, ele ficou doido. ai tirei minha saia devagarinho. fiquei dando voltinhas pra mostrar minha bunda, minha calcinha branca atolada no meu reguinho. ele ficou me chamando de gostosa.

disse que ele podia chegar mais perto e tirar minha calcinha. me virei de costas. ele começou a tirar. se aproveitou é claro pra tocar nas minhas pernas. tirou de vagarinho. ai se levantou, e nisso encostou seu pau duro na minha bunda. aiaiai. ele falou: ah não tem como resistir, preciso passar a mão nos seus peitos, são lindos.

e agarrou meus peitos, me encoxou, seu pau ficou apertado na minha bunda. ai eu é que não tive como resistir! me virei e beijei muito ele, não um beijo romântico, mas um safado, de lingua, gostoso. tirei a roupa dele, sentei ele na cama e comecei a chupar seu pau. que delícia, chupei as bolas, dei mordidinhas no saco dele, lambi a cabecinha e ai engoli o máximo que eu conseguia. então ele falou: eu preciso fuder você agora, deixa eu meter na tua bucetinha.

ele me levantou, me pegou e me jogou na cama. fiquei de barriga pra baixo, ele abriu minhas pernas, subiu em cima de mim e começou a meter por trás. eu sentia seu corpo gostoso todo em cima de mim e seu pau enorme entrando aos poucos dentro de mim.

meu primo me agarrava com força, metia com força, muito rápido, disse que eu era a mulher mais gostosa que ele conhecia, que nunca viu uma bunda como a minha, coxas como as minhas e nem uma buceta tão linda e gostosa. me chamou de vadia, de puta, ai justamente do jeito que gosto.

ai eu comecei a gozar depois de uns 25 minutos, ele meteu muito nesta posição! e ai quando eu comecei a gemer forte ele gozou e encheu a minha buceta de porra. ai eu gozei mais duas vezes só nessa gozada dele. que delícia.

ouvimos barulho na casa e tivemos que parar. ele quer me comer de novo, mas eu não sei se quero, tenho que achar um jeito de parar com isso!


cláudia tornara fernandez - se quiserem me procurem no orkut.
claudiatfernandez@gmail.com - se gozaram lendo, me mandei email.