RSS contos eroticos

Conto Erotico Minha cunhada

Sempre tive tara na minha cunhada, ela é do tipo gordinha sexy, 1.65 de altura, média de 60 a 65 kg, pele branquinha, cabelos logos liso, sempre usa roupas coladas com corce por baixo das blusa, torneado assim seus lindos seus. E sempre que vou na casa da minha, a cunhada sempre esta linda, muito gostosa, mesmo estando de shortinhos, e blusas soltas, não sei se é por causa da minha tara nela, mas sempre que a vejo ela esta muito gata e sexy. Já transei com minha namorada varias vezes e na hora de gozar imagino sendo tudo na minha cunhada. Uma vez esta na casa da minha namorada na porta já despendi para ir embora, e estávamos no maior amasso, depois de ter dado um bela transa gostosa, minha cunhada chegando do serviço fala: - Ai gente que isto, fica nesse amasso todo, aqui fora, por que vocês não entram? Minha namorada responde: - Ele já esta indo embora Eu já olhando para aquela bunda gostosa da minha cunhada, quando eu ouço: - Ah poxa, que pena! Despedi da minha namorada e fui embora pensando nessa frase. Com já falei sou tarado nela, então tudo que ela fala, eu já fico excitado e como já estava no amassa com minha namorada, imaginando o que ela queria dizer com esse “ah poxa, que pena” fiquei de pau duro e não teve jeito, chegando em casa tive que bater uma punheta pensando na minha cunhada. Um dia estava na casa da minha namorada e estávamos em seu quarto, quarto este que ela divide com a irmã, e estávamos quase nus, eu só de cueca e de pau já durão, e minha namorada com o seis de fora e eu socando a mão em sua bucetinha, minha cunhada chega mais cedo do serviço horário que ela não costumava chegar, e como ela tem a chaves da casa, ela entrou e nos viu no quarto e saiu logo gritando: - Aaa que isto gente, tem lugar para vocês fazerem isto não? Fiquei sem graça na hora, minha namorada também, e não tivemos mais clima, embora eu fiquei pensando que ela podia ter chegando e falado “ah se esta no meu quarto eu também quero ser fodida”. Mas foi só frutos da minha imaginação. Depois dela ter visto eu vesti minha roupa, minha namorada me chamou para ir para a sala, ficamos la até a mãe delas chegarem e eu fui embora. No final de semana eu chegue e como o portão estava aberto, fui entrando e chegando próximo a janela do quarto delas eu ouvi a minha cunhada falando: - Você sabe que estou sem namorado e não estou ficando com ninguém, então estou subindo pelas paredes e você fica nessa liberdade todo com o Ricardo aqui no quarto. Minha namorada pede desculpa, minha cunhada continha: -Fica esperta que qualquer dia desses eu transo com ele, só pelo prazer de dar, sei que ele não negaria sexo para mim. Minha namorada fica raiva dela -Calma irmã tenho coragem não, falei só por que estou querendo dar para qual quer um, mas sei que ele nem teria coragem e nem eu. Pronto já saberia que era fácil só tinha que marca um jeito de ficar a só com ela, para tirar essa dúvida dela. Bati na porta do quarto e fui dizendo: - Vou entrar posso? Minha cunhada passou por mim, e disse: - Pode sim, e já vou sair de casa, se quiserem usar o “motel” esta livre Fingi que nem ouvi, e fui pergunta minha namorada por que ela estava com cara de quem estava com raiva de alguém, ela me explicou sem falar nos detalhes, que a irmã dela tinha irritado ela. Nesse dia não transei com minha namorada, e saímos para lanchar, já a noite voltamos e deixei ela na sua casa, e fui logo dizendo: - Vai rolar nem uma rapidinha hoje? Ela disse que a mãe estava em casa, tentei convencê-la de ir a um motel, ela não queria ir. Fui embora e no outro dia chegando la, minha namorada tinha ido no supermercado com a mãe, e fui dizendo para a cunhada que iria voltar mais tarde ela me fala: - Elas já estão voltando fica, entrei e fui olhando para aquela bunda gostosa ela estava de shortinhos desse de malhar, ai que ela fica um tesão, ela meio que percebeu minhas olhadas, e disse: - Para né, vou vestir uma roupa mais comportada, eu disse: - Você esta na sua casa, não precisa, eu que peço desculpa - Precisa desculpa não seu bobo, eu vou a academia com essa roupa, e sorriu Ela me ofereceu um suco, eu aceitei, e como só estava a sós com ela, eu perguntei se podia dizer algo, ela disse que sim. - Te acho muito bonita e nem sei por que esta sem namorado. E já fui logo falando para ela não falar nada com a irmã dela, ela disse: - Depois dela ter ficado com raiva de mim ontem só por que brinquei com ela, eu logo emendei: - Então o mau humor dela de ontem foi essa briguinha que vocês tiveram? Olha que nem rolou nada ontem só uns beijinho. Hoje tem que rolar algo só para tirar o atraso. Minha cunhada começou a rir, e eu perguntei: - O que foi? Ela me disse: - Primeiro obrigado pelo elogio, nem sei por que estou sem namorado, e se você esta “atrasado” só com um dia imagina eu que estou a quase... Ela não quis dizer, ficou sem graça, e saiu para o quarto, e voltou me perguntando: - Sabe o que foi a briguinha? Minha com a Amanda? Eu perguntei o que foi, ela disse: - Você. - Eu como assim eu? - Falei para Amanda que se ela bobeasse, e como estou sem homem nem um para me dar um trato de jeito, eu ficaria com você, foi isto. Quando ela estava falando meu pau foi ficando duro, ela percebeu, e disse: - Melhor parar com essa conversa você esta ficando animado né, e olhou para meu calção. Quando eu olhei e vi que o volume estava mais que o normal, e como já estava no clima eu disse: - Sabe quando eu disse que você é linda, eu menti, eu te acho é super gostosa e gata, se não tivesse namorando a Amanda eu teria namorado era você Dri Ela ficou meio sem graça, e perguntou se eu guardaria um segredo ela. Eu disse que sim - Já espiei vocês transando e toquei um sirica pensando em você. Nesse momento eu aproximei dela, e fui beijar, imaginando ela reagendo diferente e fugindo do beijo. Mas para minha alegria, ela retribuiu o beijos dizendo: - Não podemos Ri Não dei moral para o que ela disse, e continuei beijando, e sabendo que o tempo talvez não teria outra oportunidade, joguei ela no sofá, e já metendo a mão por cima do shortinho dela, bem na buceta, ela só gemia baixinho dizendo: - Elas vão chegar Tirei meu pau para fora e disse: - Então você sabe o que fazer né, temos pouco tempo. Ela pegou meu pau punhetando ele e chupando, foi engolindo ele todinho e eu disse: - Dri, ahhh assim eu vou gozar, gata. Ao ouvir ela começou a chupar mais rápido e a punhetar ao mesmo tempo, que acabei gozando: - Vouuu gozaaaaarrrrr Driiiiii, ohhhhhhh, gaaataaaa. Dei uma gozada tão forte e intensa, que ela mesmo assutou e disse: - Você goza rápido assim? - Sempre tive tesão por você, isto é inevitável. Ela continuo punhetando meu pau, eu fui beijá-la, ela tirou seu shortinho, e sua blusa, eu tirei meu calça, e cueca, falei: - Tira a calcinha e o sutiã ai para eu ficar vendo. Fiquei sentando no sofá batendo uma punheta para o pau não ficar mole, até ela tirar o sutiã e calcinha, e que visão linda, toda raspadinha, peguei ela pesa cintura, ela de pé eu sentando, e fui chupar a sua bucetinha - Ahh Ri que boca gostosa, agora sei por que minha irmão grita muito, ahhh chupa cunhadinho chupaaaaa Fiquei uns 8 minutos chupando até ela começar a gritar, sem medo de mãe, chegarem - Riii vou gozaaaa na sua boquinha, ahhhhhh, tô gozando ahhhhh vou gozaarrr ahhhhhhhhhhhhhhhhh Segurando minha cabeça entre as pernas ela quase caiu, joguei ela no sofá, abri suas pernas e fui penetrando, ela meio que assustou e disse: - Sem camisinha? Nem dei ouvido e fui logo metendo, ela dizendo: - Ri não, sem camisinhaaaa nãoooo - Calma Adriana, eu vou gozar fora E fui bombando lentamente, ela foi ficando mais excitada e já curtindo a transa ia dizendo: - Como você é gostoso, mete fode a cunhadinha, fode não era isto que você queria, mete ahhh isto gostoso, mete com força Acelerei as estocas e ela foi gritando gemendo me chamando de homem gostoso que iria gozar novamente: - Ri não para isto continua eu vou gozarrrr nesse pau gostoso, eu vouuuuu gozarrrr ai deus que homem gossstososss, eu vou ahhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhh, ahhhhhhhhh. Ela tremeu toda e dizendo nossa Ri, que gostoso parece que-e-e ainda vou gozarrrr maisss - Eu falei Dri que vai gozar vai ser eu, te ouvindo gemendo assim Ela cruzou as pernas nas minha cintura e disse: - Não tira agora, eu vou gozaaaa, não tiraaaaa - Driii eu nãooo vou dar conta de segurarrrr vou gozaaaaa Quando disse isto ela me beijou e desse no meu ouvido: - Me enche com sua porra, mas não tiraaaaaaaaaa Dei mais três bombadas e explodi em um gozo, enchendo sua boceta de porra - Riiiii estou sentindo Riii vou gozaaaaaa, vou gozaaaa ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhhhh. Depois de termos gozado caímos cansados, ela me disse, melhor você ir embora, eu falei que sim, mas ela me disse: - Vou querer sempre que puder, e não achava que você teria coragem de me fuder assim. Nos beijos e saiu para disfarça, passando uns 15 minutos minha namorada liga dizendo para eu que podia ri vê-la.
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.