RSS contos eroticos

Conto Erotico Minha irmã se declarou para mim

Yoo. meu nome é Leandro, e hoje vou relatar uma coisa que aconteceu comigo e minha irmã...esse conto é verdadeiro. para não manchar o nome da minha irmã eu vou colocar um nome falso (nina). Eu tenho 190 de altura 60 kilos. ela tem 176 de altura 57 kilos. eu e ela temos uma relaçao muito aberta, ela toma banho coma porta aberta e eu tambem.nossa mãe sempre esta viajando para são paulo, nós moramos em santa catarina numa praia.quando nossa mãe viaja sempre sobra trabalho para mim, comprar comida fazer almoço limpar a casa etc. minha irmã tem 20 anos e eu tenho 22 anos, nós sempre conversamos sobre namoros e sobre a nossa vida sexual.eu já vinha olhando para a minha irmã com outros olhos porque ela tinha 20 anos e um corpo sensacional,peitos médios mas perfeitos bunda empinada. rosto detalhado olhos castanhos cabelo preto comprido. eu costumo ficar no meu quarto mexendo no pc, ela gosta ficar jogando videogame mais precisamente dizendo ps3 jogando battlefield 3...teve um dia em que todas as casa da cidade ficaram sem luz, e foi nesse dia que eu descobri minha paixão pela minha irmã, ela tem medo do escuro e ela tava na sala quando deu o apagão ela soltou um grito e eu fui ver se ela estava bem. ela disse que não conseguia ver nada e que tava com medo e eu de tanto andar naquela casa ja tinha decorado onde ficavam as velas e a luz de emergencia...eu coloquei 3 velas na sala e a luz de emergencia no corredor. ela ficou no meu quarto comigo no meu quarto tinha duas velas acesas. depois que eu verifiquei que o problema era na cidade inteira e fui para o meu quarto onde encontrei minha irmã só de calcinha se trocando...na hora eu cobri meus olhos e sai do quarto, mas depois de uns 3 segundos eu tentei olhar ela se trocand...sorte que ela não percebeu que eu estava ali vendo. depois dela se trocar eu etrei no quarto e deitamos na mesma cama (a minha cama) e ela me disse que estava com frio (devia mesmo era no meio do inverno) eu puxei o cobertor até o nosso pescoço e nessa hora ela deitou a cabeça no meu ombro,quando ela fez isso ja tava com uma ereção só de pensar nos seios dela. eu apaguei a luz fomos durmir. no meio da noite eu senti algo acariciar meu penis,mas não falei nada. Na manha seguinte acordamos a luz já tinha voltado e fomos tomar café da manha, ela tinha aula de manha e saiu apresada para a aula. naquela manha eu fiquei pensando sobre os seios da minha irmão e o fato dela ter acariciado o meu penis...depoisde pensar nisso eu fui para o banheiro e me masturbei pensando nisso, era meio-dia quando nina voltou. nós almoçamos e eu fui tomar banho foi nessa hora que me veio uma idéia na cabeça de testar se minha irmã tinha alguma paixão secreta por mim. nessa hora eu fechei a porta do banheiro e ligeui o chuveiro mas não entrei no banho fiquei escutando atrás da porta para ver se ouvia ela se aproximando. e de fato ouvi ela falando bem baixinho "porque ele fechou a porta"...se passaram 3 dias depois do teste do benheiro e eu estava indo para oo banho quando minha irmã me chama para ir no quarto dela, eu fui para o quarto dela e ela estava sentada na cama com uma camisa sem sutiã por baixo e só de calcinha ( a buceta dela é depilada só para avisar) ela disse que precisava falar uma coisa séria comigo e pediu para eu fechar a porta. depois de eu fechar ela chegou e pulou na minha direção e meu deu um beijo na boca daqueles que só os casais mais apaixonados fazem.eu me assutei na hora e fui pra tras e disse que ela tava louca e que isso não se podia fazer,mas na verdade na minha mente eu dizia que a amava e que eu tinha te~soa por ela. ela se desculpou e disse que me amava e que não ia aguentar mais um minuto sem falar isso pra mim. ela chegou perto de mim e me disse bem baixinho que queria transar comigo. eu na hora olhei pra ela e disse que eu tambem queria transar com ela faz um bom tempo.nesse mesmo instante eu tirei sua camiseta e comecei a lamber seus seios e a chupar eles ela soltava gemidos e eu fui descendo até chegar na sua buceta..eu tirei a sua calcinha e comecei a lamber o clitoris dela depois inseri um dedo dentro dela enquanto lambia o clitoris dela ela ja estava as gritos...eu me levantei e sentei na cama dela.nessa hora ela veio e se ajoelhou na minha frente e começou a me chupar aquela boquinha era deliciosa ela acertava os lugares certos durante o boquete, quando eu ia gozar eu retirei o meu penis da boca dela e gozei nos seios dela ela limpou e pediu pra eu continuar sentado eu obedeci e ela veio sentou colocando aquela bucetinha apertada no meu penis que estava duro feito pedrae começou o vai e vem e os gemidos cemçaram a ficar mais fortes e ela gritava dizendo " ISSO ASSIM AH AH AH EU TE AMO MANO EU TE AMOOO" e eu falava " EU AMO ESSA TUA BUCETA APERTADA " depois de um tempo ela parou e disse "agora eu quero no meu cuzinho" e eu não pude rejeitar a oferta,ela virou de frente pra mim e eu deitei na cama ela foi descendo e posicionou meu penis na entrada do cuzinho dela e ela disse "é a minha primeira vez então seja gentil" eu disse que era pra ela não se preocupar e comecei devagar primeiro só a cabeça depois e fui entrando e ela foi gemendo , era uma mistura de dor e prazer e eu comecei o vai e vem. ela começou a gemer mais alto e gritar o meu nome e isso foi sensacional. depois de tudo eu avisei pra ela que ia gozar e ela tirou o meu penis da bunda dela e começou a chupar e eu disse que ia gozar e gozei na boca dela e ela engoliu tudinho.depois disso tudo eu e ela começamos a ter uma relação mais divertida. toda vez que a nossa mãe sai eu e ela transamos direto noite inteira. eu espero que tenham gostado do meu conto e por favor deixem seus comentarios VALEU
Não permitimos pedofilia neste site! Ajude-nos a identificar.