RSS contos eroticos

Conto Erotico MINHA MULHER, EU, MEU CUNHADO E CARLOS

Olá pessoal Meu nome é Ricardo, você devem estar lembrados dos dois contos que enviei, (minha mulher, eu e meu cunhado) e (minha mulher, eu e meu cunhado ll), pois bem, prometi contar todas as aventuras sexuais, pois então, aqui vai a última e mais ousada de nossas aventuras: Ainda morávamos no interior do Paraná nessa época, no verão do ano de 2000, num sábado quente e ensolarado, minha mulher e eu, resolvemos dar umas voltas pelo centro da cidade, já que não tínhamos nada para fazer, além disso, a cidade era maravilhosa, bem, assim fizemos, depois de caminhar um pouco pals calçadas, resolvemos tomar um chopinho para aliviar o calor, como na cidade as calçadas eram muito largas, a maioria dos bares colocavam as mesas numa parte da calçada, embaixo de grandes árvores e muita sombra, paramos em um barzinho muito simpático, nos sentamos e pedimos os chopps, e lá ficamos por um bom tempo, depois do quarto ou quinto chopp, tivemos um surpresa, meu cunhado, aquele que também era nosso amante, apareceu, acompanhado de um amigo (Carlos), ele nos apresentou o amigo, convidamos para se juntarem a nós, se sentaram e já foram pedindo mais chopp, ficamos por ali o suficiente para falarmos de todo tipo de assunto, mas, adivinha onde foi para o assunto ? isso mesmo, sexo, falamos muito sobre esse assunto, até que o cunhado resolveu abrir a boca, disse ao Carlos, esse é o casal de que eu te falei, ficamos sem saber do que ele estava falando, ficamos com cara de paisagem, o cunhado com toda a cara-de-pau, nos disse: relaxem, Carlos é meu amigo e é de total confiança, percebi então que Carlos já sabia de tudo, o jeito foi relaxar, não havia mais o que fazer, Carlos era um cara muito simpático, mais ou menos 1,80 de altura, corpo atlético, notei que ele não tirava os olhos de minha mulher e, ela por sua vez, fazia aquela carinha de safada, mas tudo bem, só sei dizer que o papo ficou muito quente, todos já meio alegres por causa da bebida, o tesão tomou conta dos quatro, Carlos que também era casado, mas por motivos de saúde, sua esposa teria viajado para a capital e só retormnaria na semana seguinte, então, convidou a todos para sua casa, todos topamos na hora, afinal, todos estavam afim de sacanagem, fomos até sua casa, lá chegando, passamos por dentro da casa, Carlos nos levou para o fundo, onde tinha uma área de lazer enorme, tinha uma mesa de madeira grande, com bancos também de madeira, que pegavam todo o comprimento da mesa, também um geladeira lotada de vários tipo de bebidas, abrimos algumas garrafas e começamos a tomar, minha mulher não quis mais beber, estava com vestido de malha bem curto, que deixava a mostra suas coxas lindas, sentada ao lado de Carlos, que continuava a comê-la com os olhos, quando terminou a sua garrafa, tomou coragem e atacou, segurou o rosto de minha mulher e tascou um beijo, ela que também já estava louca de tesão, não deixou barato, tratou logo de pular em seu colo, de frente pra ele e de pernas abertas, começou a rebolar esfregando sua bucetinha no cassete já duro dele, gemendo como uma vadia, ele foi logo colcando as mãos por baixo do vestido dela, arrancado-o corpo acima, deixando a gostosa só de calcinha, que aliás, era minúscula, eu e o cunhado, ficamos só abservando a sacanagem, ela estava completamente louca de tesão, Carlos estava chupando seus seios, ela se levantou, ajoelhando-se em sua frente, arrancou-lhe a bermuda com cueca e tudo, seu pau deu um pulo pra cima, nossa !! era enorme e muito grosso, devia ter por baixo, uns 20 cm, o diâmetro eu não sei dizer ao certo, só sei que quando minha mulher segurou ele, os dedos não se encontraram do outro lado, parecia mais um cavalo, em seguida, ela começou a beijar o pau de Carlos, beijava e lambia, tentou colocar na boca, mas não foi nem a metade, mas ela chupou muito aquele cassete, então, Carlos a levantou, arrancou sua calcinha, já toda molhada, metendo a língua em sua bucetinha linda, ela gemia, mas, não era o que ela estava querendo, empurrou-lhe e pulou novamente em cima dele, desta vez, segurou o cassetão, colcando na entrada da bucetinha, quando ela foi abaixando o corpo, pensei que fosse rasgar sua bucetinha, que nada !! a coisa foi até o final, ela subia e descia, delirando de tesão naquele cassetão, quando dei por mim, já estava com o pau na mão, me masturbando, o cunhado tratou de me ajudar, acariciou meu pau, depois meteu na boca, o safado mamou tão gostoso, que quase gozei, mas consegui me segurar, minha mulher, aos gritos gozava subindo e descendo no cassetão de Carlos, que por sua vez, estava com um dedo atolado no cuzinho dela, derrepente, Carlos a tirou de cima dele, colocando-a de joelhos no banco, com os cotovelos apoiados sobre a mesa, e naquela posição, ela ficava ainda mais gostosa, percebi qual era a intenção de Carlos, o cachorro queria meter aquela baita pica no cuzinho de minha mulher, mas a danada não estava com medo, pelo contrário, estava era louca pra levar aquilo tudo no cuzinho, então, Carlos foi até um armário que por ali, pra não perder tempo, pegou um frasco de óleo de cozinha, lambuzou todo o pau, em seguida, lambuzava o dedo e enfiava no cuzinho dela, quando achou que já era o suficiente, começou a passar o pau no reguinho dela, deu uma parada na porta de entrada e começou a empurrar, quando o trem começou a entrar, minha mulherzinha se contorcia toda, na tentatriva de acomodar aquela coisa enorme, mas não é que ela conseguiu !! entrou até encostar as bolas em sua bucetinha, então, Carlos ficou parado, até que o cuzinho se acostumasse com o intruso, em seguida, ela começou a fazer movimentos leves, foi aumentando o rítimo, logo Carlos já estava metendo com força no cuzinho dela, que urrava como uma cadela no cio, o cunhado, novamente caiu de boca no meu pau, mas desta vez, me ofereceu o dele para que eu chupasse também, fizemos um 69 delicioso, não aguentando por muito tempo, gozei na boca dele, engolindo seu pau inteiro, ele, ao sentir minha porra quente, encheu a minha boca com sua porra abundante, tentei engolir tudo, mas não consegui, foi a primeira vez que um homem gozou na minha boca, e foi muito bom, depois de muitas gozadas da minha mulher, Carlos também gozou, encheu o cuzinho da minha gatinha de porra e ela adorou, fomos tomar banho, depois nos sentamos na sala, minha mulher se sentou ao meu lado, trocamos alguns carinhos, então, ela fez um pedido ao meu ouvido, quero que chupe o cassete de Carlos, quero vê-lo mamando aquele cassetão, confesso que eu estava com muita vontade de fazer isso, mas estava com um pouco de medo, quando olhamos, o cunhado estava mamando o cassetão de Carlos, que gemia baixinho, minha mulher foi logo pra perto deles, começou a dividir o pau com o cunhado, depois me chamou, quando cheguei perto, ela me puxou pelo braço, me fazendo ajoelhar no chão, saiu e deu o seu lugar pra mim, então, comecei a dividir o cassetão com o cunhado, minha mulher pegou o cunhado, colocou-o sentado ao lado de Carlos e trepou no pau dele, ficou subindo e descendo no cassete do cunhado, me olhando chupar o enorme pau de Carlos, só aí pude sentir como era gorsse e grande, minha mulher gozava como louca me vendo mamar no pintão, aquilo enchia a minha boca e ainda sobrava rola pra encher a mão, num dado momento, minha mulher me tirou o pau da boca e trepou de novo no pintão, como eu estava com muito tesão, coloquei o cunhado de quatro no sofá, dei umas lambidas no cuzinho dele e meti o pau com tudo, ele urrava, foram poucas bombadas e gozei naquele rabo gostoso, ele que estava com o pau duro, vendo o rabo da minha mulher sobrando, tratou de meter no cuzinho dela, fiquei me deliciando, com a cena, minha linda mulherzinha sendo fodida por dois machos, numa dp de tirar o fôlego, gozaram não sei quantas vezes, adormeci, quando acordei, estavam os tres na cama dormindo abraçados, já era madrugada de domingo, nem sei o quanto eles meteram, fiquei sabendo por minha mulher que o Carlos enrabou o cunhado com tudo, e ele adorou, eu só não fui enrabado também porque fiquei com medo da jeba, eu heinn! bem amigos, assim termina a nossa mais ousada aventura sexual, espero que tenham gostado um abraço a todos.



Gostou? Então Compartilhe!